AGOSTO, DESGOSTO, PRAÇA GETÚLIO VARGAS EM BUSCA DE IDENTIDADE

August 24, 2017

No dia 24 de agosto, em 1954, suicidava-se aquele presidente da República que ainda em vida foi homenageado com seu nome designando a principal praça de Guarulhos: Praça Getúlio Vargas. A praça era o centro político/administrativo da cidade.  Hoje perdeu esta característica. Ainda muitas pessoas descansam sentadas em seus bancos nas sombras das árvores de mais de cinqüenta anos. Ali se reúnem em manifestações sem-terras,  servidores públicos, sindicalistas, militantes políticos. De vez em quando instalam-se nela food trucks.  É um dos centros de moradores de rua. A tentativa de fazer dela um centro cultural fracassou. Hoje, a Praça Getúlio Vargas está em busca de sua identidade. O que você sugere como caminho para este lugar que foi um dos cartões postais de Guarulhos?

Muita história

O mês de agosto, que alguns chamam de mês do desgosto e outros de mês do cachorro louco, teve no Brasil uma sucessão de graves eventos relacionados a presidentes da República, além do suicídio de Getúlio preferindo a morte a ser deposto por um golpe militar. No dia 22 de agosto de 1976, morria em acidente na Via Dutra, Juscelino Kubistchek, que quando presidente do Brasil, de 1956 a janeiro de 1961, foi homenageado com o título de cidadão guarulhense e deu nome à principal avenida dos Pimentas. No dia 25 de agosto de 1961, Jânio Quadros renunciava à presidência da República, e vinha para a Base Aérea de Guarulhos, onde por horas esperou ser chamado de volta com superpoderes. Deu errado. Para ele, agosto do desgosto. E terminou ficando como nome de uma pequena rua em Cidade Tupinambá, nos Pimentas, perto da grande avenida de Juscelino.

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

© 2017 gru360 / Aqui Guarulhos se encontra em 360 Graus 

This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now