© 2017 gru360 / Aqui Guarulhos se encontra em 360 Graus 

Com o tema “TRANSbordar é um ato de amor”, Parada do Orgulho LGBT tomou conta das ruas do centro de Guarulhos.

September 18, 2017

Guarulhos recebeu neste domingo (17), a 12ª Parada do Orgulho LGBT com o tema “TRANSbordar é um ato de amor”. O tema propõe o debate sobre a homofobia, transfobia e os direitos sociais de pessoas trans, uma questão social muito pertinente, visto que o Brasil é o país que mais mata travestis e transexuais no mundo, segundo do Grupo Gay Bahia (GGB) que afirma, também, que apenas no primeiro quadrimestre deste ano, 117 pessoas foram assassinadas no Brasil devido à discriminação por gênero e orientação sexual. O número subiu 18% em relação ao mesmo período de 2016. Segundo o relatório da Associação Internacional de Lésbicas, Gays, Bissexuais, Transgêneros e Intersexuais (ILGA), o país ocupa o primeiro lugar na quantidade de homicídios de LGBTs nas Américas, com 340 mortes por motivação homofóbica no ano passado.

 

 

Com a presença de seis carros som, de DJs, Gogo Boys e shows de Drag Queens, os participantes da parada fizeram um trajeto  especial que garantiu não só sua segurança como também não impediu o tráfego da região. A avenida Papa João XXIII (Parque Renato Maia) foi das 12 às 14 horas para a  concentração com a participação de seis carros de som. Os participantes iniciaram a caminhada às 14 horas pela avenida Paulo Faccini, seguindo até a rua Siqueira Campos e a João Gonçalves. De lá, partiram para a rua Oswaldo Cruz e finalizaramm o trajeto na rua Nove de Julho (Centro), no trecho entre as ruas Capitão Gabriel e Felício Marcondes, que ficou fechada até as 22 horas para a realização de shows.

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload