Em sessão tumultuada que durou 15 horas, Câmara de Guarulhos aprovou "pacote de maldades" proposto pelo prefeito

October 10, 2017

 

A Câmara Municipal de Guarulhos aprovou projeto de Lei do prefeito Guti que permite privatizações e concessões generalizadas de áreas e serviços públicos (como o Bosque Maia, por exemplo). Também foi aprovada Lei que permite à prefeitura criar um cadastro de devedores que vem se somar ao decreto do prefeito para mandar para protesto em cartório, os nomes das pessoas devedoras do IPTU e outros tributos (ou seja, quem dever para prefeitura ou SAAE pode ficar com o nome sujo na praça).

O Projeto de Lei 4865/ 2017 foi aprovado por 24 votos a 8 (a bancada do PT inteira votou contra e contou com o apoio do PCdoB).

Tumulto

A sessão começou às 8:30 da manhã de segunda-feira e foi até 1 da manhã de terça-feira. Nestas quase 15 horas, não houve diálogo entre governistas e oposição. A Câmara estava lotada de pessoas e movimentos sociais que eram contra o projeto, mas isso não sensibilizou os vereadores que apoiam o prefeito Guti, que votaram em peso pela aprovação das propostas.

Em um determinado momento, o presidente da Câmara, Eduardo Soltur, foi atingido por um ovo e confetes foram jogados nos vereadores da situação. Não havia manifestantes favoráveis ao projeto. A GCM foi acionada, mas não agrediu os manifestantes, só impedia de voltar quem saísse da Câmara.

 

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

© 2017 gru360 / Aqui Guarulhos se encontra em 360 Graus 

This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now