© 2017 gru360 / Aqui Guarulhos se encontra em 360 Graus 

Fique ligado: Milionário contrato do lixo em disputa, e outras notícias.

November 27, 2017

Setenta milhões de reais em trinta meses ou 2 milhões e 300 mil/mês, e mais outros motivos não revelados, estão sendo disputados por pequenos e grandes interesses na concorrência pública aberta pela nova administração de Guarulhos. Ela é a primeira fase de um grande negócio: a administração do aterro sanitário para onde vai o lixo da cidade. A segunda fase, maior ainda, virá no ano que vem: a concorrência pública para ver quem vai ocupar o lugar da Quitaúna, que coleta o lixo da cidade desde 1971. A primeira fase, da gestão do aterro, deveria ser decidida nesta segunda-feira (27). Assim diz o edital. Mas, segundo informações, o Tribunal de Contas na semana passada ainda estava com o edital em análise. Há suspeitas de direcionamento no edital.

 

ENTENDA O CASO DA DISPUTA PELO ATERRO SANITÁRIO DE GUARULHOS

Já por três vezes o aterro onde é depositado o lixo de Guarulhos (cerca de 31 mil toneladas/mês) foi objeto de polêmicas recentes. Em 2016, a Prefeitura comprou o aterro que era da Quitaúna. A Câmara Municipal, em 2017, abriu uma Comissão de Inquérito. Concluiu, com o apoio da maioria governista, que não havia irregularidade. A gestão Guti resolveu colocar para administrar o aterro uma empresa de sua escolha, com sede em São Paulo, a Enob. A qualidade baixou, e a Cetesb começou a multar a Prefeitura. Ela então tentou substituir a operadora do aterro por uma empresa de pequeno porte, denominada Leonardo Marques Rezende Tavares –EPP, de uma pessoa próxima ao secretário de governo, a quem havia cedido um comitê nas eleições. O pagamento mensal seria de 2 milhões e 130 mil reais. Com fortes desconfianças de favorecimento e início de um escândalo, o governo municipal recuou. Por ora o aterro é administrado diretamente por profissionais da Prefeitura. A quarta polêmica se dá agora em torno do edital da concorrência pública para contratar empresa privada.

 

COMO UMA PEQUENA EMPRESA TENTOU GANHAR UM GRANDE NEGÓCIO

A empresa de pequeno porte que a Prefeitura contratou ( e logo depois descontratou) para gerir o aterro sanitário de Guarulhos no lugar da Enob, tinha um capital social de 10 mil reais até agosto deste ano. De repente, aumentou seu capital para 2 milhões de reais. O edital de concorrência pública, publicado pela Secretaria da Fazenda de Guarulhos, em outubro, exigia dos concorrentes capital social de 2 milhões e 800 mil reais. Então, a pequena empresa fez novo aporte em novembro, para chegar a 2 milhões e 950 mil reais O edital também exigia experiência em gestão de aterro de grande porte. Mais uma razão para a Prefeitura contratar a pequena empresa para gerir o aterro, em 6 de novembro. Há uma cláusula do edital que diz: uma empresa de pequeno porte (com experiência na área) terá preferência para ganhar a concorrência pública se fizer uma oferta de preço superior em até 10% da empresa que fizer o lance de menor preço, e se aceitar apresentar preço inferior ao menor lance.

 

COMO UM GRUPO GIGANTE FRANCÊS PRETENDE GANHAR O ATERRO DE GUARULHOS

A Veolia, empresa de capital francês (pronuncia-se ‘violiá’), com operação em vários países, adquiriu em junho de 2016 o aterro de lixo da CDR, que fica ao lado do aterro de Guarulhos. E está em andamento o processo para ampliá-lo em território de Guarulhos, na área chamada de Três Marias, no Cabuçu. Com certeza, a Veolia tem interesse em operar também o aterro da Prefeitura, colado ao seu. E, no edital da Secretaria da Fazenda, anuncia-se a possibilidade de que, a qualquer momento, possa ocorrer uma parceria público-privada para o aterro guarulhense. Duas correntes se chocam dentro da administração municipal. A que defende a pequena empresa do amigo, e a que defende a gigante dona da CDR. A Veolia atua no mundo em mineração, óleo e gás, papel e celulose, química, biocombustível, alimentos e bebidas, e em setores automotivo, farmacêutico, metais primários e energia. Uma de suas empresas, a Proactiva é que administra dois grandes aterros sanitários no Brasil, um deles, o da CDR. Na queda de braço entre o gigante e a pequena empresa, dá para adivinhar quem vai ganhar a parada.

 

AMPLIADA A VACINAÇÃO CONTRA A FEBRE AMARELA EM GUARULHOS

Além das unidades de saúde que já estão vacinando contra a febre amarela, Cambará, Cabuçu, Recreio São Jorge, Novo Recreio, Belvedere, Primavera, Acácio, Bananal, Santos Dumont, Fortaleza, Água Azul e Bambi, outras 15 unidades vão ter a vacina a partir desta segunda-feira (27). São elas: Palmira, Continental, Vila Rio, Morros, Santa Lídia, Seródio, Haroldo Veloso, Carmela, Lavras, Soberana, Ponte Alta, Santa Paula, Álamo, Aracília e Piratininga. Também continuam vacinando o Ambulatório da Criança (Centro) e a UBS do Parque Cecap para as pessoas que vão viajar a locais onde é exigido o atestado. Todos que forem se vacinar devem guardar o atestado. A vacina vale para a vida toda, não tendo mais necessidade de ser repetida a cada dez anos, como ocorria anteriormente.

 

ELEITOS OS REPRESENTANTES POPULARES NO CONSELHO DE SAÚDE

No sábado (25) foram eleitos os 20 titulares e 20 suplentes, representantes populares no Conselho Municipal de Saúde de Guarulhos, que tem 40 membros. Os 20 restantes são indicados pela Prefeitura ou por prestadoras de serviço de saúde no município. Foi a partir de 2001 que os representantes populares eleitos passaram a ter assento no Conselho de Saúde, que tem poderes deliberativos. O mandato dos conselheiros será para os anos de 2018 e 2019. Foram eleitos cinco representantes de comitês populares de saúde; quatro de conselhos dos distritos de saúde; três de sindicatos (metalúrgicos, bancários, condutores); três de pastorais da saúde da Igreja Católica; e um de cada: do Fórum Leito é Direito, da Associação de Mães Novo Sorriso, do Fórum Permanente de Saúde, do Centro de Inclusão e Apoio do Autista, do Centro de Integração da Mulher.

 

 

CORINTHIANS/GUARULHOS PERDE EM CASA

Por 3 sets a 2 o time de vôlei do Corinthians Guarulhos perdeu para o Sesi-SP em partida disputada no sábado (25) . Mantém-se mesmo assim no sexto lugar do campeonato nacional de vôlei masculino.

 

PAPA FRANCISCO NA ÁSIA PREGA RESPEITO ÀS MINORIAS

Nesta segunda (27) começa mais um giro do Papa Francisco, agora na Ásia, num país de maioria budista, a Birmânia (ou Myanmar). Justamente lá onde o fundamentalismo religioso contra a minoria muçulmana (os rohingya) tem provocado massacres e levaram mais de 600 mil pessoas a fugir para o vizinho país, Bangladesh. A principal mensagem do Papa será a paz, a coexistência das religiões, o respeito aos direitos humanos. Foi esta sua mensagem em abril no Egito. Na sexta (24) um atentado a uma mesquita deixou 305 mortos da minoria muçulmana sufista, um ramo místico discriminado pelo islamismo majoritário. É lamentável que em Guarulhos, em nome da mesma religião do Papa, vereadores tiraram do Plano Municipal de Educação a promoção nas escolas do respeito aos direitos humanos. São, ao contrário do Papa, pregadores da discriminação, que, na medida em que vai tomando corpo, se transforma em ódio, e do ódio passa à violência.

 

Saiba mais em GRU360.com

 

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload