FIQUE LIGADO: FILAS GIGANTES POR VACINA, OBRAS PARADAS NAS CRECHES, PLANO DIRETOR E MUITO MAIS

January 17, 2018

BUSCA POR VACINA CONTRA A FEBRE AMARELA ESTÁ PRODUZINDO FILAS GIGANTES NA CIDADE
 A grande quantidade de pessoas que buscam se proteger contra a febre amarela está formando um cenário de filas enormes nos postos de vacinação. Nesta quarta-feira (17), às 8 da manhã, a fila para a vacinação na UBS da Vila Carmela estava ocupando e quarteirões, numa extensão de cerca de 500 metros.

 

NESTA SEMANA COMEÇAM RESTRIÇÕES À VACINAÇÃO CONTRA A FEBRE AMARELA
Segundo dados da Secretaria da Saúde de Guarulhos, já foram vacinadas 431 mil pessoas contra a febre amarela na cidade. Isto significa 32% da população.  Na hora em que a Organização Mundial da Saúde incluiu todo o Estado de São Paulo no mapa de risco da febre amarela, a vacinação continua em Guarulhos, porém com restrições. Nas 30 UBSs em que ela é aplicada, a partir desta semana há a distribuição de senhas, limitando o número diário de aplicações. E, no Ambulatório da Criança e na UBS Cecap, onde tradicionalmente eram aplicadas as vacinas a quem ia viajar para locais que a exigem, agora a vacinação ocorre apenas com comprovação da viagem, através de passagens, reserva de hotéis ou outros documentos.   

 

8 MIL CRIANÇAS ESPERAM POR VAGA NAS CRECHES. ENQUANTO ISSO, OBRAS ESTÃO PARADAS
Várias obras de creches em Guarulhos estão paradas ou em ritmo muito lendo de construção. É o que se percebe nas obras das creches Parque Cecap, Vila Galvão e  Vila Nova Bonsucesso. Enquanto isso, aumenta o número de crianças que esperam por uma vaga. Segundo a Secretaria de Educação, Cultura, Esporte e Lazer (Secel), são 8.991 alunos que estão na lista de espera hoje (pois este número aumenta ao longo do ano). 


INCÊNDIO EM LOCADORA DE AUTOMÓVEIS PRÓXIMA AO AEROPORTO DE GUARULHOS 
Por volta das 11 da manhã desta terça-feira (16), um incêndio danificou cerca de 40 automóveis que estavam no pátio da empresa Unidas, que fica próximo ao hotel Pullman da Hélio Smidt. Ainda não se sabe a origem do incêndio. Não houve feridos.


POUCO INTERESSE PÚBLICO NA REVISÃO DO PLANO DIRETOR DE GUARULHOS
Nesta terça (16) ocorreu a primeira das seis reuniões preparatórias da etapa final do processo de revisão do Plano Diretor de Guarulhos. A primeira reunião, com os chamados movimentos sociais, feita no Adamastor Centro, teve apenas a participação de sete pessoas da sociedade que atuam nestes movimentos. Da parte da Prefeitura estiveram presentes um diretor e seis técnicos. A oficina consistiu na apresentação do pré-projeto, chamado de minuta, que já havia sido publicado no Diário Oficial de Guarulhos em 6 de dezembro de 2017. A programação, organizada pela Prefeitura, vai de 16 de janeiro a 3 de fevereiro, com seis reuniões preparatórias e duas audiências públicas, antes de o prefeito enviar o projeto de lei à Câmara Municipal. Nesta quinta (17) a reunião será com empresários e entidades de classe, na Associação de Engenheiros, Arquitetos e Agrônomos de Guarulhos.


GUARULHOS SÓ TEVE DOIS PLANOS DIRETORES EM SUA HISTÓRIA
O Plano Diretor é uma lei voltada ao desenvolvimento da cidade em todos os seus aspectos, planejando os próximos dez anos, pelo menos. Entre outras coisas, cuida da organização dela em grandes regiões, para estabelece a vocação e os usos e restrições de cada uma delas. Traça metas urbanas, econômicas, de serviços públicos, e algumas formas, além das tradicionais, de financiar estas metas. Guarulhos só teve dois planos diretores: o primeiro em 1971, época da ditadura, sem participação da sociedade. O segundo, em 2004, com grande participação, inclusive uma conferência 
da cidade com cerca de mil representantes da sociedade.  Este Plano de 2004 ainda está vigente, e sua revisão se arrasta desde 2011.

 

 

AUMENTA A TEMPERATURA POLÍTICA COM A APROXIMAÇÃO DO JULGAMENTO DE LULA
A presidente nacional do PT, senadora paranaense Gleisi Hoffmann, em entrevista a um site declarou que “Para prender Lula, vai ter que prender muita gente, mas, mais do que isso, vai ter que matar gente”. Ela própria, e dirigentes e parlamentares do PT, afirmaram depois que se tratava apenas de uma força de expressão. Mas o clima vai esquentando na medida em que se aproxima o dia 24, quando Lula será julgado em segunda instância no Tribunal Regional Federal de Porto Alegre. Em evento de artistas e intelectuais em seu apoio no Rio, ontem (17), Lula fez uma referência histórica. Disse que o presidente do Tribunal de Porto Alegre é bisneto do general que ordenou a invasão de Canudos, e que talvez ele ache que Lula é cidadão de Canudos.  A Guerra de Canudos ocorreu há 120 anos, quando praticamente toda a população local e seu líder Antonio Conselheiro foram mortos pelo exército brasileiro.   


PRESIDENTE DA CÂMARA FEDERAL DUVIDA DA APROVAÇÃO DA REFORMA DA PREVIDÊNCIA
Em reunião com empresários em Nova York, o presidente da Câmara Federal, Rodrigo Maia, colocou dúvidas na possibilidade de aprovação da reforma da previdência pautada para a segunda metade de fevereiro. Mas ele procurou orientar o presidente interino Temer sobre formas de viabilizá-la. Ele propõe que seja ampliada a propaganda da reforma, que sejam chamados os líderes dos partidos para ver onde estão os problemas de cada deputado para resolvê-los, e que se mostre quem fica fora da reforma para diminuir as resistências. Seguindo estes conselhos Temer começou reunião com líderes evangélicos e empresariais para convencer deputados a votar a favor da reforma que, entre dezenas de medidas, coloca 65 anos para homens e 62 anos para mulheres como idade mínima de aposentadoria, a ser paga integralmente apenas quando houver 40 anos de contribuição ao INSS. 


GOVERNO FEDERAL TENTA DIMINUIR SUA PARTICIPAÇÃO NO CUSTEIO DA PREVIDÊNCIA
A Previdência Social, o sistema público de saúde e de assistência social, são os maiores programas governamentais de apoio às pessoas no Brasil. Este sistema público múltiplo é financiado pelas contribuições dos trabalhadores da ativa, pela contribuição das empresas que os contratam, e pela receita de impostos dos governos. A participação do governo no custeio deste grande sistema de proteção social era de 60% entre 2000 e 2007. Com o fim da CPMF em 2008, caiu para 54%. E com a crise econômica desde 2015, reduziu-se para 49%. A proposta de Temer é reduzir ainda mais a participação governamental, com enorme apoio do sistema financeiro e da grande mídia. Parece não levar em conta que a previdência social é um grande motor da economia, pois os benefícios e pensões voltam para a sociedade fazendo girar, através do consumo, o sistema econômico. E parece não levar em conta que, passada a crise, aumentarão as receitas governamentais, possibilitando a continuidade desta função social do Estado brasileiro.

 

Saiba mais em GRU360.com

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

© 2017 gru360 / Aqui Guarulhos se encontra em 360 Graus 

This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now