© 2017 gru360 / Aqui Guarulhos se encontra em 360 Graus 

FIQUE LIGADO: MOTORISTAS DA CAPITAL DECRETAM GREVE NO DIA 19, E OUTRAS NOTÍCIAS

February 8, 2018

MOTORISTAS DA CAPITAL DECRETAM GREVE NO DIA 19

Os motoristas e cobradores de ônibus de São Paulo, reunidos em grande assembleia nesta quarta (7) com cerca de 4 mil participantes aprovaram paralisação no dia 19 (segunda pós carnaval) contra a reforma da Previdência. A greve ocorrerá independente da data a ser definida para votação do projeto do interino Temer na Câmara Federal. O presidente nacional da CUT, Vagner Freitas, declarou que, além dos transportes, haverá paralisação dos servidores públicos, professores, metalúrgicos, e outras categorias. Nesta linha, também os metalúrgicos de São Bernardo em grande assembleia na rua em frente do sindicato aprovaram greve no dia 19. O movimento está se espalhando pelo Brasil todo.

 

GUARULHOS TAMBÉM PREPARA GREVE PARA O DIA 19

O presidente do Sindicato dos Condutores de Guarulhos, Maurício Brinquinho,  discursou no ato em São Paulo prometendo que a categoria de Guarulhos também fará parte da greve geral contra a reforma da Previdência no dia 19 de fevereiro.  A presença de cerca de 200 motoristas e cobradores de Guarulhos na assembleia ontem em São Paulo já foi um forte indicativo da adesão da categoria. Nesta sexta (9) no Sindicato dos Servidores Municipais de Guarulhos (STAP) haverá reunião de sindicalistas das diversas centrais sindicais e sindicatos locais para definir as paralisações e manifestações do dia 19. Continue lendo depois da propaganda...

DATA LIMITE DE 28 DE FEVEREIRO PARA VOTAR A REFORMA DA PREVIDÊNCIA

O governo e os governistas no Congresso Nacional chegaram a um acordo sobre datas. Só votam a reforma da Previdência até o dia 28 de fevereiro. Isto se tiverem certeza de ter 308 votos na Câmara Federal. Meta até aqui improvável. O governo e os seus líderes no Congresso, inclusive o presidente da Câmara, afirmam que se a reforma não for a voto até o final de fevereiro será engavetada. Dependerá então do resultado das eleições de outubro para voltar no ano de 2019. A batalha de fevereiro será decisiva para engavetar ou aprovar a reforma. Por isso que o sucesso da greve geral do dia 19 será um elemento muito importante para definir o futuro das aposentadorias e pensões no Brasil.

 

ALCKMIN PROMETE FAZER A REFORMA DA PREVIDÊNCIA E PRIVATIZAR A PETROBRAS

O governador Alckmin, presidente do PSDB e seu candidato à presidência da República, prometeu fazer a reforma da Previdência em 2019 se eleito, e depois privatizar a Petrobras. As declarações foram feitas nesta quinta (7), em evento com empresários da construção civil. Diz ele que um presidente eleito em outubro terá a legitimidade para fazer isso, legitimidade que um presidente e um Congresso no último ano de governo não têm. Disse ainda que as grandes reformas têm que ser feitas no primeiro semestre do primeiro ano de um novo governo. Suas declarações se alinham às de Temer e dos líderes governistas que afirmam ficar para 2019 a reforma da Previdência, se não for aprovada até o final deste mês de fevereiro. Continue lendo depois da propaganda...

 

AINDA ESTÁ SENDO COBRADA A TARIFA DE R$ 4,70 NOS ÔNIBUS EM GUARULHOS

Apesar da liminar da juíza estadual que suspendeu o aumento da tarifa de ônibus de Guarulhos para 4 reais e 70 centavos para quem paga em dinheiro, as empresas continuam cobrando este valor. A alegação é que ainda não houve intimação da Prefeitura para cumprir a decisão judicial provisória. Depois da intimação a Prefeitura terá que publicar ato oficial para que as empresas de ônibus cessem a cobrança. Após intimada a Prefeitura terá 30 dias para recorrer contra a decisão provisória da juíza. A vereadora Genilda Bernardes (PT), autora da ação popular, espera que até esta sexta (9) a medida seja aplicada. Nesta quarta (7), no fim da tarde,  houve uma manifestação de protesto contra o aumento da tarifa, quando jovens fecharam o trânsito em frente ao Teatro Adamastor.

 

ASSOCIAÇÃO DOS JUÍZES NÃO QUER RECUO NO AUXÍLIO-MORADIA

A Associação dos Juízes Federais pediu à presidenta do Supremo Tribunal Federal não colocar em votação no plenário do Supremo a manutenção ou não do auxílio-moradia. Eles não querem que vá a voto no plenário do Supremo a decisão de 2014 de um de seus ministros,Luiz Fux, que estendeu o auxílio-moradia mensal de R$ 4.378 a todos os juízes federais e estaduais do Brasil, em qualquer circunstância, mesmo que tenham imóveis na cidade onde trabalham. Na empolada linguagem do juridiquês, para o povo não entender o que fala e faz a alta burocracia judicial, a Associação pediu assim: “Por ter verificado somente agora, após a intimação da pauta do julgamento, a ausência de qualquer instrução do feito, pedem os autores, em questão de ordem, seja o processo retirado de pauta, para que, inicialmente, seja promovida a intimação para apresentarem réplica à contestação e contrarrazões ao agravo regimental”.

 

JUIZ MORO CONDENARIA O CIDADÃO MORO POR CRIME DE PREVARICAÇÃO

O juiz Sérgio Moro tem imóvel residencial próprio onde exerce sua atividade profissional. Mesmo assim recebe um auxílio-moradia de R$ 4.378 por mês. Como não precisa pagar aluguel usa indevidamente um auxílio para morar como se fosse salário, que não é. Se o juiz Moro fosse réu de si mesmo, e usasse a rigidez que usou contra Lula condenando-o por ter um tríplex que o ex-presidente não tem, ele teria que condenar o funcionário público Sérgio Moro a três meses até um ano de detenção por um crime que se chama “prevaricação”. Este, no Código Penal, é um crime de funcionário público que pratica em proveito pessoal um ato contra a lei e contra a administração pública.  

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload