© 2017 gru360 / Aqui Guarulhos se encontra em 360 Graus 

FIQUE LIGADO: HMU CONTINUA SEM REMÉDIOS E INSUMOS, SAMU TEM APENAS 3 AMBULÂNCIAS PARA ATENDER TODA A CIDADE, ABUSOS NO AUMENTO DOS PLANOS DE SAÚDE E MAIS NOTÍCIAS

April 20, 2018

CRISE NO HMU INVIABILIZA O ATENDIMENTO EM GUARULHOS

A crise na Saúde de Guarulhos já ganha contornos de drama humano. No Hospital Municipal de Urgências (HMU), além dos salários atrasados, falta medicamentos e praticamente todos os insumos necessários para o atendimento dos pacientes (sonda para alimentação dos pacientes que não conseguem comer, seringas de todas as numerações, soro fisiológico, luvas de todos os tamanhos, entre outros). Os profissionais do HMU dizem que do jeito que está, muitas vezes não atendem porque podem colocar em risco a vida dos pacientes.

 

POR FALTA DE MANUTENÇÃO E COMBUSTÍVEL, SAMU OPERA COM APENAS 3 AMBULÂNCIAS PARA ATENDER TODA A CIDADE DE GUARULHOS

Quem precisar do atendimento do SAMU vai ter de esperar bastante. O SAMU, nesta sexta-feira (20), está operando com apenas duas ambulâncias básicas e uma ambulância avançada. Para um bom atendimento, todos os plantões deveriam ter 11 ambulâncias básicas e 3 ambulâncias avançadas (com recursos de UTI, que levam médico e enfermeiro) atendendo os chamados. Os motivos do serviço estar funcionando com apenas 20% do mínimo necessário é que as ambulâncias ou estão quebradas ou falta dinheiro para o combustível.

 

CONSEMA CONVOCA DUAS AUDIÊNCIAS PÚBLICAS PARA DISCUTIR O IMPACTO AMBIENTAL DA AMPLIAÇÃO DO ATERRO DE LIXO DE GUARULHOS

O Conselho Estadual do Meio Ambiente (CONSEMA) convocou duas audiências públicas sobre o impacto ambiental da ampliação do Aterro Sanitário do Cabuçu, de responsabilidade da empresa CDR Pedreira. A primeira acontecerá no dia 08 de maio e a segunda no dia 10 de maio. O Estudo de Impacto Ambiental (EIA) e o Relatório de Impacto ao Meio Ambiente (RIMA), documentos referentes ao aterro e que serão discutidos na audiência, estão disponíveis neste endereço: http://cetesb.sp.gov.br/licenciamentoambiental/eia-rima/#1522871491345-a6a2e6d2-502f

 

PLANO DE SAÚDE INDIVIDUAL TERÁ REAJUSTE DE 13%

O índice de reajuste de planos de saúde individuais ou familiares só deve ser divulgado em maio pela Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS), mas fontes envolvidas no cálculo dizem que o aumento será de 13% (quatro vezes o índice de inflação, que foi de 2,95% em 2017 e tem projeções para este ano de 3,48%). Será o quarto ano de reajuste nesse patamar, afetando mais de 9 milhões de usuários.

 

OPERADORAS DE PLANO DE SAÚDE SE APROVEITAM DE FALTA DE OPÇÃO DOS USUÁRIOS, PROMOVIDA POR ELAS MESMAS

Analistas destacam que, além de lidar com o reajuste muito acima da inflação, o usuário dificilmente consegue encontrar alternativa na mesma categoria de plano de saúde. As operadoras reduziram a oferta de contratos individuais, que têm reajuste regulado, e se concentram nos coletivos, nos quais não há limite para aumentos. A expectativa é que a alta este ano seja ainda maior nos planos coletivos. No ano passado, aqueles com até 30 pessoas subiram entre 20% e 30%. A maior parte dos beneficiários — mais de 30 milhões — está nos planos empresariais coletivos, que representam 80% do mercado, e amargaram reajustes de até 40%.

 

FORTALECIMENTO DO SUS IMPEDIRIA ABUSOS NO MERCADO DA SAÚDE

O fortalecimento do serviço de saúde pública impacta diretamente não apenas nos usuários do SUS, mas também em todos os que utilizam os planos de saúde privados. Um SUS de qualidade e com capacidade de ampliação de sua atendimento, atua como um regulador de mercado e contém os abusos das operadoras de panos de saúde, que se aproveitam de momentos como o que vivemos hoje (em que o governo de Michel Temer reduz os investimentos e precariza o atendimento na saúde) para promover um verdadeiro achaque contra seus usuários. Continue lendo depois da propaganda...

GANHADOR DE NOBEL DA PAZ É IMPEDIDO DE VISITAR LULA EM CURITIBA

Ganhador do Nobel da Paz, o argentino Adolfo Peréz tentou fazer uma visita a Lula, mas não foi autorizado a ver o ex-presidente. Conforme justificativa de decisão do Juízo da Execução Penal, a visita não ocorreu porque o pedido deve ser apreciado em momento oportuno, inviabilizando a data estipulada por Peréz. O Nobel da Paz argumentou que o encontro com Lula só poderia ocorrer nesta quinta-feira (19), já que ele embarca na sexta-feira de volta para Buenos Aires. Após reunião com o Superintendente da PF, Mauricio Valeixo, Peréz deixou o prédio da instituição e visitou o acampamento pró-Lula. "Seria uma questão humanitária, de senso de justiça que me deixassem visitar Lula", se limitou a declarar à imprensa.

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload