© 2017 gru360 / Aqui Guarulhos se encontra em 360 Graus 

FIQUE LIGADO: CONTINUA A POLÊMICA SOBRE O ATERRO SANITÁRIO EM GUARULHOS, COMBUSTÍVEIS SUBIRAM 21%, JUIZ SUSPENDE DIREITOS DE LULA E MAIS NOTÍCIAS

May 17, 2018

PREFEITURA DE GUARULHOS TAMBÉM QUER AMPLIAR SEU ATERRO DE LIXO

A região do  Cabuçu, em Guarulhos, é objeto de dois projetos de expansão de imensos aterros de lixo: um deles, da CDR, que serve à Capital, e já opera um aterro de 1 milhão de metros quadrados na região; outro, da Prefeitura de Guarulhos, que pertencia à Quitaúna. No último dia 15 (terça), a Prefeitura publicou edital para contratação de empresa privada para operação e ampliação do aterro sanitário da cidade. No edital é dado prazo de 6 meses, a partir da ordem de serviço, para expansão do aterro de Guarulhos, no Cabuçu.  A escolha da empresa que implantará o projeto de expansão está programada para o dia 18 de junho.

 

NO FUTURO A MESMA EMPRESA PRETENDE JUNTAR OS DOIS GRANDES ATERROS

A empresa Proactiva, que está contratada emergencialmente em Guarulhos e que pretende ganhar a licitação e operar o aterro da cidade nos próximos dois anos e meio,  pertence ao grupo francês Veolia que é dono e opera o aterro da CDR na região da divisa de Guarulhos, no Cabuçu. A Veolia apresentou projeto de expansão do aterro da CDR em áreas de Guarulhos. A futura junção dos dois grandes aterros é uma perspectiva a ser implementada sob o controle do mesmo grupo econômico gigante. O movimento de moradores e ecologistas contra a transformação da região do Cabuçu num imenso aterro de lixo, povoada de trânsito intenso de caminhões, terá então pela frente tanto o grupo econômico francês quanto a gestão atual da Prefeitura. Continua depois da propaganda...

CÂMARA DE GUARULHOS MARCA AUDIÊNCIA PÚBLICA SOBRE O LIXÃO PARA MÊS DE JUNHO

A Câmara Municipal marcou para o dia 11 de junho, a realização da audiência pública para discutir o aterro sanitário de Guarulhos. Essa audiência havia sido pedida para o dia 14 de maio, mas foi negada pela Câmara com o argumento de que não haveria tempo hábil para a realização do evento. Representantes dos movimentos que questionam a ampliação do aterro dizem que o poder público está sendo conivente com um desrespeito ao meio-ambiente e com os moradores da região do Cabuçu, que pode se tornar um verdadeiro lixão.

 

EMPRESA QUE OPERA ATERRO SANITÁRIO DE GUARULHOS QUESTIONA PROAM

A Veolia, dona do aterro sanitário CDR Pedreira, questionou informações do Instituto Brasileiro de Proteção Ambiental (Proam) em relação aos seus projetos de ampliação. Na avaliação do Proam, a ampliação vai contra a legislação de segurança portuária, que prevê um perímetro de 20 km para garantir a segurança de operação dos aeroportos. Exceções podem ocorrer a critério do órgão ambiental, mas para Carlos Bocuhy, conselheiro do Conama e presidente do Proam, no caso de Guarulhos, haverá um grave prejuízo não só à segurança do aeroporto como à população que vive nas proximidades.

 

PREÇO DOS COMBUSTÍVEIS NOS POSTOS SUBIU 21% EM UM ANO

O governo alega que a inflação beirou os 3% num ano. No entanto, o preço dos combustíveis nos postos subiu 21% no mesmo período, segundo dados divulgados esta semana pela Agência Nacional do Petróleo. Por sua vez, a Federação dos postos de combustíveis afirma que nas refinarias o aumento no período foi de 42%. E que por isso tiveram que cortar sua margem de lucro. Nesta quarta (16), o preço internacional do barril de petróleo atingiu a marca de 80 dólares, um aumento de 51% em um ano. Não há perspectivas de recuo dos preços agora, em face da crise por que passam em suas relações internacionais e internas dois grandes produtores mundiais: o Irã e a Venezuela. No Brasil, o atual governo resolveu alinhar o preço interno dos combustíveis aos preços internacionais. Diferente do governo anterior que controlava soberanamente os preços internos.

 

JUIZ SUSPENDE DIREITOS DE LULA COMO EX-PRESIDENTE DA REPÚBLICA

O juiz federal Haroldo Nader, da 6ª Vara Federal de Campinas, concedeu liminar para que a União suspenda imediatamente benefícios a que Lula tem direito como ex-presidente da República, como segurança, transporte e assessoria para o petista, dada a sua reclusão, sob o argumento de que lesam o erário sem ter finalidade. A defesa de Lula informou, por nota, que "nenhum juiz pode retirar direitos e prerrogativas instituídas por lei a ex-presidentes da República". dada a sua reclusão, sob o argumento de que lesam o erário sem ter finalidade. A decisão, datada desta quarta-feira (16), se deu no âmbito de uma ação popular movida pelo coordenador do Movimento Brasil Livre (MBL) Rubens Nunes.

 

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload