© 2017 gru360 / Aqui Guarulhos se encontra em 360 Graus 

FIQUE LIGADO: MOTORISTAS DE ÔNIBUS DE GUARULHOS PODEM DECRETAR GREVE, APENAS 60% DOS ÔNIBUS ESTÃO RODANDO NESTA SEGUNDA-FEIRA (28) E MAIS NOTÍCIAS

May 28, 2018

MOTORISTAS DE ÔNIBUS DE GUARULHOS PODEM DECRETAR GREVE

Já se passaram nove dias da assembleia dos condutores de Guarulhos sem que houvesse qualquer avanço na negociação com as empresas de ônibus. Naquela assembleia, os motoristas de ônibus se declararam em estado de greve, prometendo paralisar se, em uma semana, os patrões insistissem na oferta de reajuste de 1,69 % e de corte de cerca de mil reais pagos por participação nos lucros (a chamada PLR). O sindicato adiou a nova assembleia para esta quarta (30) na esperança de que a Prefeitura intermediasse as negociações. O que não aconteceu até esta segunda (28).

 

GUARULHOS TEM APENAS 60% DOS ÔNIBUS RODANDO NESTA SEGUNDA-FEIRA (28)

Para esta segunda-feira (28), a prefeitura de Guarulhos informou que terá apenas 60% da frota de ônibus rodando pela manhã e que esse número poderá ser reduzido ao longo do dia em razão da falta de combustível provocada pela greve dos caminhoneiros.

 

TEMER OFERECE AOS CAMINHONEIROS 46 CENTAVOS A MENOS NO LITRO DO DIESEL 

Nesta segunda (28) caminhoneiros e transportadoras vão decidir se aceitam a redução de 46 centavos no litro do diesel oferecidos pela cúpula do governo federal. Temer também revogou parcialmente a política de reajustes automáticos conforme a variação do preço internacional do petróleo e do preço do dólar. Agora o preço do diesel só seria reajustado depois de dois meses, e então de 30 em 30 dias. Periodizou o reajuste, mas não revogou o critério de seguir os preços internacionais. Para as empresas transportadoras, além dos 46 centavos por litro,  prometeu manter o sistema de contribuição patronal à previdência pelo faturamento da empresa, e não pelo valor pago a cada empregado. Para empresas e autônomos estabeleceu tabela mínima de frete, não pagamento de eixo suspenso em pedágios. E para os autônomos a oferta de 30% dos volumes transportados para a Companhia Brasileira de Abastecimento.

 

TEMER RECONHECEU QUE SEU PODER NÃO EMANA DO POVO

Num ato falho, depois de uma hesitação, em seu pronunciamento na noite de domingo (27), Temer afirmou que exerce autoridade “conferida pela legislação brasileira”. A Constituição diz diferente em seu artigo 1º: “Todo poder emana do povo”. Ela não diz: Todo poder emana das leis. Temer se reconheceu como fruto de um golpe e não do voto popular. Tanto que já desistiu de concorrer nas próximas eleições pois sabe que não teria o aval do povo para o que vem fazendo.

 

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload