FIQUE LIGADO: FINANÇAS DA PREFEITURA PODEM SE COMPLICAR NO FINAL DE 2018, PREFEITURA GASTA 56% DO ORÇAMENTO COM PESSOAL E MAIS NOTÍCIAS

June 2, 2018

ESCRITO POR ELÓI PIETÁ 

 

PREFEITURA DE GUARULHOS TEM GASTADO O QUE ARRECADA

A Prefeitura de Guarulhos nos quatro primeiros meses de 2018 praticamente gastou o que arrecadou. Sua receita foi de 1 bilhão e 440 milhões de reais. Sua despesa no mesmo período foi de 1 bilhão 432 reais. Pelo tamanho das quantias dá para falar em empate. Embora de longe a principal reclamação do povo seja o atendimento de saúde é ali que está o maior gasto destes quatro meses: 342 milhões de reais ou seja quase 24% do gasto total. Quando a Prefeitura fala em 32% de gasto com saúde ela faz a conta de parte da despesa, chamada gastos correntes, e não da despesa total.

 

AS PERSPECTIVAS FINANCEIRAS DA PREFEITURA PODEM SE COMPLICAR NO FINAL DE 2018

Deste jeito, empatando arrecadação com gasto nos quatro primeiros meses, a Prefeitura de Guarulhos terá muita dificuldade de chegar bem ao fim do ano. Lá se acresce a despesa com 13º salário, algo em torno de 120 milhões de reais. E por se tratar de ano eleitoral, a tendência será elevar os gastos até outubro para além da arrecadação a fim de melhorar o humor da população em relação ao governo.

 

MAIS DE 50% É GASTO COM PESSOAL

Pessoal próprio e pessoal terceirizado correspondem a cerca de 56% dos gastos da Prefeitura de Guarulhos nos quatro primeiros meses de 2018. De longe o principal gasto é com pessoal próprio: 563 milhões (salários, encargos trabalhistas, auxílio alimentação, honorários de seus advogados). Isto corresponde a 39% do gasto total. Para efeito da Lei de Responsabilidade Fiscal o cálculo de gasto-limite (54%) usa um critério relativo apenas a uma parte da arrecadação. Se acrescentarmos as pessoas jurídicas contratadas, onde o gasto com pessoal é quase tudo o que pagam, temos que somar mais 252 milhões na despesa destes quatro meses, o que vai elevar o gasto com pessoal a cerca de 800 milhões de reais no período, ou 56% do gasto total.  

 

TEMER PERDE UM PARENTE E PÕE OUTRO NA PETROBRAS

O presidente da Petrobras, Pedro Parente, resolveu sair em tempo para nomear um sucessor de sua equipe e de sua confiança. O desgastado presidente Temer teve que reafirmar a sua submissão à política de preços dos combustíveis atrelada ao mercado internacional e não à produção interna de petróleo e derivados. Mas, o chamado “mercado” (bolsas de ações, investidores privados, bancos, economistas a seu serviço) desconfia que o novo presidente da empresa, um ex-dirigente de banco, Ivan Monteiro, não vai conseguir segurar aquela política de preços. Por isso, a Petrobras perdeu 40 bilhões de reais no seu valor de mercado. Comparando com os prejuízos da corrupção avaliados pela Lava-Jato, 6 bilhões de reais, o desastre da Petrobras gerado no governo Temer é seis vezes maior.

 

PRIMEIRO MINISTRO ESPANHOL DESTITUÍDO POR ACUSAÇÃO DE CORRUPÇÃO

O primeiro ministro conservador espanhol, Mariano Rajoy, que há sete anos governava a Espanha, foi destituído pelo Parlamento espanhol por acusações de corrupção em seu governo. Em seu lugar virou primeiro ministro o líder da oposição, Pedro Sánchez, do Partido Socialista Espanhol (PSOE). A queda do primeiro ministro conservador se deve além das acusações ao desemprego agudo no país e às recentes disputas da Catalunha (Barcelona) cuja maioria tenta se tornar um país independente da Espanha.

 

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

© 2017 gru360 / Aqui Guarulhos se encontra em 360 Graus 

This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now