© 2017 gru360 / Aqui Guarulhos se encontra em 360 Graus 

FIQUE LIGADO: PROFISSIONAIS DE SAÚDE PEDEM DEMISSÃO, FAKE NEWS PODEM ANULAR RESULTADOS ELEITORAIS E MAIS NOTÍCIAS

June 23, 2018

Escrito por Elói Pietá

20 PROFISSIONAIS DE SAÚDE DE GUARULHOS PEDIRAM DEMISSÃO NESTA QUINTA-FEIRA

O Diário oficial desta quinta-feira (21), explicita mais uma vez a crise na saúde de Guarulhos, ao mostrar que mais 20 profissionais da área pediram demissão da prefeitura. Entre eles, 6 médicos, 2 auxiliares de enfermagem, 2 técnicos de enfermagem, 4 enfermeiros, 3 atendentes SUS, 2 Agentes Comunitários e 1 psicóloga.

 

ATRASOS RECORRENTES DE SALÁRIOS DESESTIMULAM MÉDICOS DA PREFEITURA

Na quarta-feira (20), os médicos do Hospital Municipal de Urgências de Guarulhos (HMU) lançaram um comunicado para denunciar os frequentes atrasos salariais que, segundo eles, comprometem o bem-estar de toda a comunidade do HMU e colaboram para a desintegração do ambiente de trabalho e a perda de profissionais.

 

CENTROS DE ESPECIALIDADES ODONTOLÓGICAS CONTINUAM SEM MATERIAIS PARA OBTURAÇÕES

Os Centros de Especialidades Odontológicas da região da Vila Galvão e Macedo continuam sofrendo com a falta de materiais para realizar procedimentos simples, como obturações e canal.  Por conta disso, na semana de 18 e 22 de junho esses procedimentos foram suspensos e muitos usuários entraram em uma fila de espera. A Secretaria de Saúde esclareceu que já está em andamento um novo processo de compra desses insumos, para regularização dos estoques e retomada do atendimento, mas não deu um prazo para a solução do problema.

 

PRESIDENTE DO TSE DIZ QUE FAKE NEWS PODEM ANULAR RESULTADOS ELEITORAIS

Em uma entrevista concedida, nesta quinta-feira (21), após evento que debatia o combate a noticiários falsos na internet, o presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), ministro Luiz Fux, afirmou que a corte poderá anular o resultado das eleições deste ano se ficar comprovado que as chamadas fake news influenciaram o resultado. De acordo com o magistrado, a anulação se daria com base no Código Eleitoral, que considera crime a divulgação de propaganda com fatos inverídicos relacionados a partidos ou candidatos.

 

 

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload