© 2017 gru360 / Aqui Guarulhos se encontra em 360 Graus 

FIQUE LIGADO: NOVA EMPRESA VAI GERENCIAR O HOSPITAL PIMENTAS, PREFEITURA ACEITA PROPOSTA PARA REABERTURA DO PA PARAÍSO E MAIS NOTÍCIAS

July 16, 2018

Escrito por Elói Pietá

SAIU O RESULTADO DA EMPRESA QUE VAI GERENCIAR O HOSPITAL PIMENTAS

No Diário Oficial de Guarulhos desta sexta (13) saiu publicado o julgamento do chamamento para contratar empresa para fazer a gestão do Hospital Pimentas. Ficou em primeiro lugar o Instituto Nacional de Desenvolvimento Social e Humano – INDSH. Em segundo lugar, o Instituto Brasileiro de Desenvolvimento de Administração Hospitalar – IBDAH. Nos próximos dias poderão ser interpostos recursos contra essa classificação. O vencedor INDSH gerencia hoje o Hospital Regional em Paragominas, Hospital Regional em Breves, Hospital Geral em Tailândia e Centro Hospitalar em Belém, todos no estado do Pará. Gerencia, ainda, um Hospital de 45 leitos na cidade de Pedro Leopoldo, em Minas Gerais. Se consolidada sua escolha Guarulhos servirá de piloto para uma empresa que não tem nenhuma estrutura no estado de São Paulo.

 

PROBLEMAS DO VENCEDOR DO CHAMAMENTO PARA O HOSPITAL PIMENTAS

O INDSH fez a gestão do Hospital Regional de Sorriso, em Mato Grosso, mas, em 2005 o Governo daquele estado fez a intervenção no Hospital, alegando que a empresa não vinha cumprindo o contrato. Em Araucária (Paraná), a Prefeitura daquela cidade fez intervenção no hospital local quando constatou que 3.500 procedimentos pagos ao INDSH não teriam sido realizados. Os jornais de Guarulhos têm divulgado com alarde que o Instituto vencedor tem dívidas superiores a 3 milhões de reais, com títulos protestados.

 

PREFEITURA DE GUARULHOS ACEITA PROPOSTA PARA REABERTURA DO PA PARAÍSO

Em reunião nesta sexta (13), a Comissão pela Reabertura do PA Paraíso foi comunicada pelo secretário de Governo de Guarulhos, Paulo Carvalho, que a administração municipal aceitou a proposta da Comissão para que um dos prédios do CEU São Domingos (ainda em construção) fosse adaptado para a volta do atendimento de urgência e emergência que era feito no Pronto Atendimento fechado desde dezembro passado. A região do Taboão perdeu o serviço do PA que funcionava há 35 anos. O governo municipal se valeu para isso de uma reforma prometida para ser concluída em 2021, após o final do mandato do atual prefeito. Segundo o secretário, as obras de acabamento do prédio que abrigará a unidade de atendimento estão previstas para começar no início de agosto e devem demorar três meses. A Comissão é composta de líderes religiosos, líderes de associações de moradores, conselheiros/as gestores da saúde e entregou abaixo-assinado com 11 mil assinaturas reivindicando a reabertura do PA.

 

SINDICATOS CORTAM EMPREGOS

Os sindicatos de trabalhadores estão tendo que ir na contra-mão de uma de suas pautas que é a defesa dos empregos. Nos últimos seis meses os sindicatos de trabalhadores demitiram 3.140 trabalhadores/as de carteira assinada segundo o CAGED, Cadastro geral de Empregados e Desempregados. As vagas cortadas não foram repostas. A crise se deve à reforma trabalhista que entrou em vigor em novembro passado, que cortou a contribuição sindical obrigatória de todos os trabalhadores da base de cada sindicato. Na economia brasileira em geral nos últimos seis meses foram eliminados cerca de 400 mil empregos de carteira assinada.

 

GOVERNO TEMER CORTA 2 BILHÕES DE REAIS DO BOLSA FAMÍLIA

Estava prevista para 2018 a quantia de 28 bilhões e 700 milhões de reais para o Bolsa Família (bem próximo do lucro do Itaú/Unibanco que ficou em 25 bilhões). Mas o governo Temer cortou 2 bilhões e 200 milhões de reais da verba deste ano. Assim o número de famílias atendidas está sendo reduzido, apesar do impacto do desemprego e da redução da renda nas famílias pobres. Uma das conseqüências já identificadas é o crescimento em 5% da mortalidade das crianças em seu primeiro ano de vida. Até o governo Temer a cada ano havia uma gradual redução da mortalidade infantil. Agora, depois de quase três décadas de redução, a mortalidade voltou a crescer.   

 

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload