FIQUE LIGADO: CONTINUA O CAOS NA SAÚDE DE GUARULHOS, TODOS OS PSIQUIATRAS DO HMU AMEAÇAM DEIXAR O HOSPITAL, CÂMARA DE GUARULHOS AGORA TEM AVCB E MAIS NOTÍCIAS

August 7, 2018

Escrito por Elói Pietá

CRÔNICA DE UM CAOS SEM FIM NA SAÚDE 1

Dia 31 de julho (quarta-feira), o HMU ameaçou trabalhar com porta-fechada, recebendo apenas pacientes encaminhados por uma outra unidade de saúde através de uma Central de Regulação.  A Prefeitura soltou uma nota nesse mesmo dia se comprometendo a resolver o problema na sexta-feira (3) e informando a prorrogação do contrato com a Gerir (empresa contratada sem licitação para administrar o HMU). No sábado (4), o HMU fecha novamente suas portas.

 

CRÔNICA DE UM CAOS SEM FIM NA SAÚDE 2

Ainda na sexta-feira (3), a prefeitura informou que, em função dos problemas apresentados na gestão das unidades de saúde que estão sob a responsabilidade do Instituto Gerir, irá reassumir a administração da Policlínica Paraventi a partir do dia 1º de setembro.

 

TODOS OS PSIQUIATRAS DO HMU AMEAÇAM DEIXAR O HOSPITAL

No sábado (5), a equipe da Psiquiatria do HMU circulou um ofício no qual os médicos que a compõem anunciam a disposição de não mais atuar prestando serviços no local e nem para a Gerir, dentro de dez dias a contar desta segunda-feira (6).  A Gerir informou que nesta terça-feira (7) vai fazer uma conversa com a Psiquiatria para resolver essa situação.

 

CÂMARA DE GUARULHOS AGORA TEM AVCB E PODE RETORNAR AOS TRABALHOS

Depois de um longo recesso, a Câmara Municipal deve voltar a realizar os trabalhos parlamentares nesta quinta-feira (09). Isso por que as instalações direcionadas para a realização das sessões plenárias, antes sem o laudo de Vistoria do Corpo de Bombeiros (AVCB), passou a ter a aprovação do Corpo de Bombeiros dos requisitos de segurança necessários para seu funcionamento legal.

 

STF ENCERRA AUDIÊNCIAS PÚBLICAS SOBRE DESCRIMINALIZAÇÃO DO ABORTO

O Supremo Tribunal Federal (STF) concluiu, na noite desta segunda-feira (6), a segunda e última audiência pública sobre a descriminalização do aborto até a 12ª semana de gestação. A primeira audiência ocorreu na última sexta-feira (3).  As sessões de discussão no Supremo são parte do processo de julgamento da Arguição de Descumprimento de Preceito Fundamental (ADPF) nº 442, pelo PSOL, que pede a exclusão dos artigos 124 e 126 do Código Penal, referentes ao crime de interrupção da gravidez para as mulheres que abortam e para quem as ajude no processo.

 

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

© 2017 gru360 / Aqui Guarulhos se encontra em 360 Graus 

This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now