© 2017 gru360 / Aqui Guarulhos se encontra em 360 Graus 

FIQUE LIGADO: CARTEIRA DE TRABALHO VERDE-AMARELA VAI REDUZIR DIREITOS DE ASSALARIADOS, PREFEITURA DE GUARULHOS GASTA MAIS DO QUE ARRECADA E MAIS NOTÍCIAS

November 12, 2018

 Foto: Carteira de Trabalho. 

 

CARTEIRA DE TRABALHO VERDE-AMARELA VAI REDUZIR DIREITOS DE ASSALARIADOS

O governo federal que assume em janeiro anunciou que haverá dois tipos de assalariados: os da tradicional carteira de trabalho azul e os de uma nova carteira verde-amarela. Os da azul terão assegurados os direitos constantes da Consolidação das Leis do Trabalho, que mesmo reduzidos na reforma trabalhista que completou um ano neste domingo (11) são mais amplos do que os que inscritos na Constituição. Os da carteira verde-amarela, admitidos a partir da entrada em vigor desta carteira, teriam apenas os direitos trabalhistas completamente explicitados na Constituição. Entre outros direitos cortados estaria o da aposentadoria hoje vigente. Os verde-amarelos entrariam num novo sistema onde a aposentadoria viria apenas do montante que contribuíram, depositado no sistema financeiro privado.

 

PREFEITURA DE GUARULHOS GASTA MAIS DO QUE ARRECADA

As contas da Prefeitura de Guarulhos, analisados os oito primeiros meses de 2018, gastou 46 milhões a mais do que arrecadou.  Gastou 2 bilhões e 706 milhões de reais contra uma arrecadação de 2 bilhões e 660 milhões. Isto indica a perspectiva de um déficit maior no final do ano, pois no início o pagamento à vista do IPTU aumenta a arrecadação e no final o décimo terceiro salário aumenta a despesa.

 

AS DESPESAS MAIORES DA PREFEITURA SÃO COM SAÚDE E EDUCAÇÃO

A maior despesa no período foi com a saúde: 675 milhões, dos quais 510 milhões foram para empresas terceirizadas que administram agora todos os hospitais municipais e a maioria dos PAs. O segundo grande gasto é com a educação: 523 milhões. Depois vêm os repasses de 143 milhões à Câmara Municipal e ao Instituto de Previdência dos Funcionários. Em seguida, os pagamentos à Proguaru 115 milhões. Depois, as dívidas judiciais, 88 milhões. Ainda um gasto elevado é com as empresas terceirizadas de coleta de lixo e administração do aterro sanitário do Cabuçu, em torno de 80 milhões.

 

CASA PRÓPRIA: FALTAM 1 MILHÃO E 800 MIL MORADIAS NO ESTADO DE SÃO PAULO

A Fundação Getúlio Vargas divulgou na última semana estudo que conclui serem necessárias 1 milhão e 800 mil novas moradias populares no estado de São Paulo. Os critérios para chegar a este número são tirados da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílio, a PNAD do IBGE. Consideram-se famílias carentes de casa própria aquelas que compartilham casa com outra família, que moram em barracos ou cortiços, ou que não suportam o peso do aluguel. O programa Minha Casa Minha Vida, criado no governo Lula em 2009, reduziu o déficit, mas não deu conta da demanda. O segmento mais necessitado é aquele de renda familiar até três salários mínimos. 

 

COMANDANTE DO EXÉRCITO CONFESSA: QUASE HOUVE GOLPE MILITAR EM ABRIL

Em entrevista publicada na Folha de S.Paulo neste domingo (11), o general Villas Bôas, comandante do Exército, admitiu que poderia ter havido uma intervenção militar em abril de 2018. Segundo o general, as Forças Armadas poderiam ultrapassar o limite de não invadir o espaço de outras instituições se o Supremo Tribunal Federal acolhesse o pedido de liberdade do ex-presidente Lula. Disse ele: “Eu reconheço que houve um episódio em que nós estivemos realmente no limite, que foi aquele tuíte da véspera da votação no Supremo da questão do Lula”. E prosseguiu: “Sentimos que a coisa poderia fugir ao nosso controle se eu não me expressasse”. O tuíte do general colocava que o Exército repudia a impunidade e se mantém atento às suas missões institucionais. Em outras palavras: ou o Supremo pune o Lula ou o Exército intervém. 

 

 

 

 

 

 

 

 

    

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload