FIQUE LIGADO: TUDO SOBRE A TRANSFERÊNCIA DO SAAE GUARULHOS PARA AS MÃOS DO ESTADO E MAIS NOTÍCIAS

December 11, 2018

NESTA TERÇA (11), O FIM DO SAAE DE GUARULHOS

Para esta terça, 11 de dezembro, o prefeito Guti de Guarulhos e o governador Márcio França anunciaram a assinatura do contrato que põe fim à autarquia municipal responsável pelos serviços de água e esgoto da cidade há 51 anos. A entrega da concessão destes serviços à SABESP por 40 anos em troca da dívida do SAAE não era a única solução possível. O melhor acordo teria sido a criação de uma empresa nova SAAE/SABESP, que mantivesse alguma forma de controle do município sobre estes serviços essenciais.

 

A SABESP PROMETE O QUE NEGAVA ANTES: ENTREGAR MAIS ÁGUA A GUARULHOS

Enquanto a SABESP entregava em média 312 litros de água por habitante/dia nos outros municípios da Região Metropolitana de São Paulo, operados por ela, em Guarulhos entregava 263 litros, insuficiente para a demanda. Isto obrigava o SAAE à prática do rodízio. Agora, a SABESP promete acabar em um ano com o rodízio fazendo duas obras fora de Guarulhos para trazer mais água: um reservatório em Itaquá e uma estação de bombeamento em São Miguel Paulista. A promessa mostra que a SABESP penalizava Guarulhos, e mostra que toda estrutura de armazenamento e distribuição da água na cidade está feita pelo SAAE já que as obras necessárias são fora de Guarulhos.

 

FUTURO INCERTO DOS FUNCIONÁRIOS DO SAAE

Não ficou claro até aqui o destino dos 1.056 funcionários do SAAE. A Prefeitura anunciou quatro alternativas: Plano de Demissão Voluntária; aposentadoria; transferência para a Prefeitura; contratação pela SABESP. As duas últimas podem ter dificuldades de execução. A transferência para a Prefeitura pode ser contestada judicialmente, uma vez que a forma de admissão é por concurso específico aberto a qualquer pessoa para vagas determinadas em lei. A contratação pela SABESP pode ser temporária até que a empresa se adapte à operação do sistema na cidade. 

 

SAIBA MAIS SOBRE A TRANSFERÊNCIA DO SAAE PARA AS MÃOS DO ESTADO.

 

JOVENS MULHERES SÃO MAIORIA ENTRE OS NEM-NEM

As mulheres latino-americanas são maioria entre os jovens que nem estudam e nem trabalham. Entre os nem-nem, as mulheres são 12 milhões e os homens 7 milhões de jovens, é o que aponta o estudo do BID: Millennials na América Latina e Caribe: trabalhar ou estudar?  apresentado na última quinta-feira (7) em Santiago, Chile. "O fenômeno da juventude que não estuda e não trabalha tem alto número feminino”, afirma Daiana Kruger, uma das coordenadoras dessa pesquisa realizada com pessoas entre 15 e 24 anos no Brasil, Chile, Colômbia, El Salvador, Haiti, México, Paraguai, Peru e Uruguai. No Brasil, 28% das mulheres jovens se enquadram nessa categoria, 10 pontos a mais do que os homens.

 

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

© 2017 gru360 / Aqui Guarulhos se encontra em 360 Graus 

This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now