© 2017 gru360 / Aqui Guarulhos se encontra em 360 Graus 

FIQUE LIGADO: SAAE PODE IR PARA AS MÃOS DE UMA EMPRESA PRIVADA, MILITARES TOMAM CONTA DO GOVERNO NACIONAL E MAIS NOTÍCIAS

January 15, 2019

O SAAE PODE IR PARA AS MÃOS DE UMA EMPRESA PRIVADA

A passagem dos serviços de água e esgotos de Guarulhos para a SABESP, realizada pela atual gestão municipal, pode fazer estes serviços caírem em mãos de uma empresa privada.  O novo secretário estadual da Fazenda, Henrique Meirelles, ex-ministro da Fazenda de Temer, declarou aos jornais Folha de S. Paulo e Valor Econômico que o governador Dória está analisando a possibilidade de vender ao capital privado as ações do governo que mantém a SABESP como empresa pública. Neste caso, a nova operadora do sistema de água e esgotos de Guarulhos passaria a ser uma empresa de capital privado, cujo objetivo principal é o lucro. A repercussão sobre a tarifa de água e esgoto viria logo adiante, como ocorre com a energia elétrica, serviço antes estatal e há vários anos operado por empresa privada.

 

PARA VENDER A SABESP O ESTADO ESPERA APROVAÇÃO DO CONGRESSO NACIONAL

No dia 28 de dezembro de 2018, vésperas de sua saída do governo, Temer publicou a Medida Provisória 868 que permite a privatização dos serviços de água e esgotos no país. Ela tem prazo até o final de abril de 2019 para ser votada na Câmara e no Senado. Ela substituiu outra medida provisória que não foi votada no prazo que terminava em novembro passado. Segundo o atual secretário da fazenda do Estado de São Paulo, aprovada a medida provisória, o governo paulista pode arrecadar 10 bilhões de reais com a venda ao setor privado da fatia majoritária de ações que tem na SABESP. O Estado tem 50,3% do capital da empresa. O restante pertence ao setor privado e é negociado na Bolsa de Valores. A SABESP sendo vendida, a Prefeitura de Guarulhos vai ser consultada se quer de volta o serviço de água e esgotos, desde que indenize a SABESP pelos investimentos feitos e serviços prestados.

 

COMO ESTÁ A PASSAGEM DO SAAE PARA A SABESP

Se você ligar para o SAAE em Guarulhos quem atende é a SABESP no 0800 0119911. Ali você trata de reclamações, ligações de água e esgotos, vazamentos, falta de água, etc. Mas se seu problema é pagamentos de contas ainda a equipe do SAAE irá atendê-lo nos postos do Fácil. Os gerentes são da SABESP, mas os funcionários do SAAE ainda estão todos lá prestando serviços. A SABESP está entrevistando os pouco mais de mil profissionais para escolher os cerca de 400 que irão ficar com ela. O restante passa para a Prefeitura, evidentemente numa insegurança jurídica quanto a seu futuro, ou faz acordo de demissão.

 

MILITARES TOMAM CONTA DO GOVERNO NACIONAL

Além do presidente, um ex-capitão que nunca deixou de se reportar às Forças Armadas, e do vice, um general da reserva, já chega a duas dezenas de militares, a maioria da reserva, que ocupam cargos-chave no governo federal e nas grandes estatais.  São já 7 ministros militares. O principal conselheiro do presidente, general Augusto Heleno é ministro do Gabinete de Segurança Institucional (segurança do governo e agência de informações para ações do governo). O ministro da Secretaria de Governo é outro general, Santos Cruz. Ele faz a relação com o Congresso Nacional, onde um major deputado foi nomeado líder do governo na Câmara. O Ministério da Defesa agora é dirigido por um general. Este órgão foi criado na década de 1990 para ser dirigido por civis, contrabalançando o comando do Exército, Marinha e Aeronáutica evidentemente dirigido por militares. O porta-voz do governo acaba de ser nomeado: general Rego Barros.

 

ÁREA ECONÔMICA, ALÉM DE BANQUEIROS VAI SENDO POVOADA DE MILITARES

Um general cuida da Energia, das hidrelétricas, dos combustíveis, do gás, das riquezas do subsolo como o ferro (Minas).  O presidente do Conselho da Petrobras é um almirante. Um capitão foi posto para cuidar de estradas, ferrovias, navegação, (Infraestrutura). Um tenente-coronel ficou com a Ciência, Tecnologia, telefonia, internet, TVs, rádios, etc. Até a Receita Federal passa a ser dirigida por um general. Militares estão sendo nomeados para postos importantes na Caixa Econômica Federal. A propaganda do governo está nas mãos de um general. Todos os ministros e dirigentes de estatais se cercam de militares nos principais postos dos ministérios.      

 

 

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload