© 2017 gru360 / Aqui Guarulhos se encontra em 360 Graus 

FIQUE LIGADO: PREFEITURA OMITE EM COMUNICADO QUE PASSAGEM EM GUARULHOS É MAIS CARA QUE NA CAPITAL, SAÚDE SOFRE APAGÃO DE INTERNET E MAIS NOTÍCIAS

January 29, 2019

A TARIFA DE ÔNIBUS EM GUARULHOS AUMENTA NO SÁBADO

O Diário Oficial de Guarulhos, em edição especial desta segunda (28), publicou os novos valores das tarifas de ônibus municipais que serão cobrados a partir de sábado, 2 de fevereiro. São três valores diferenciados: bilhete único passa de R$ 4,30 a 4,45; vale transporte passa de R$ 4,30 para 4,94; passagem paga com dinheiro permanece em R$ 4,70. Na Capital, a tarifa durante todo o ano de 2018 foi de R$ 4 passando agora no início de janeiro a R$ 4,30. Quem tem bilhete único na Capital tem direito a pegar 4 ônibus durante 3 horas. Em Guarulhos, durante duas horas.

 

EM COMUNICADO COMPARATIVO, PREFEITURA OMITE VALOR DA TARIFA DA CAPITAL

A assessoria de imprensa da Prefeitura de Guarulhos divulgou comunicado oficial comparando as tarifas de Guarulhos com as de outras cidades da Região Metropolitana. Omitiu a comparação da tarifa de Guarulhos com a da Capital. O comunicado diz que Guarulhos tem uma das tarifas mais baixas do estado. Usava como referência aos R$ 4,45 a serem cobrados no bilhete único, adquirido apenas para 11% das viagens. Apresentava Osasco com 4,50, Diadema com 4,65, São Bernardo e Santo André com 4,75. Mas, espertamente, o comunicado oficial silenciava sobre o novo valor da tarifa na Capital, 4,30, menor do que o de Guarulhos e que vale lá também para quem paga em vale transporte ou em dinheiro. O valor que agora passou a vigorar na Capital já era cobrado há um ano em Guarulhos, e a tarifa em dinheiro em Guarulhos há um ano já era de 4,70. O vale transporte na Capital foi agora de 4 para 4,30.  E m Guarulhos foi de 4,30 para 4,94. Entende-se assim porque a Prefeitura preferiu omitir as comparações com a cidade de São Paulo.

  

APENAS 11% DOS PASSAGEIROS USARAM BILHETE ÚNICO EM 2018

Durante o ano todo de 2018, apenas 11% usaram o bilhete único a R$ 4,30 no transporte coletivo que circula somente dentro de Guarulhos. Os que pagaram a tarifa mais alta de R$ 4,70 foram em maior número, 12%. Além de pagarem tarifa maior, não tinham direito a outras viagens com a mesma passagem no período de duas horas, como acontece com quem tem bilhete único. Os outros 77% dos passageiros que usaram o transporte coletivo municipal em 2018, ou usaram o vale transporte, ou pagaram a meia passagem de estudantes, ou, acima de 60 anos, tiveram direito à gratuidade, que é coberta com subsídio da Prefeitura.

 

FALTA DE INTERNET AUMENTA AS FILAS NO ATENDIMENTO DE SAÚDE EM GUARULHOS

Grande parte dos equipamentos de saúde de Guarulhos (UBS, PA, UPA) estão sem internet desde a última sexta-feira (25). Essa situação dificulta a marcação de consultas e exames, que precisa ser feita de forma manual, e por isso aumenta a demora no atendimento e consequentemente cria filas que poderiam ser evitadas. Com isso, aumentam as tensões entre os usuários e os atendentes do sistema de saúde. Em Guarulhos, são comuns as agressões verbais e físicas contra funcionários do SUS e essa situação da internet potencializa esse cenário.

 

CONTRATO SEM DIA E HORA CERTA DE TRABALHO CRESCE NO BRASIL

O Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) do Ministério do Trabalho indica que no setor de serviços, no comércio e na construção civil os empregos intermitentes avançam. São aqueles contratos por prazo indeterminado em que o trabalhador não tem dia e hora certos para trabalhar. Ele deve ser convocado com três dias de antecedência para os dias e horários designados pela empresa. Esta modalidade de contratação, criada na reforma trabalhista no governo Temer, que começou a vigorar em novembro de 2017, significou quase 10% dos empregos a mais com carteira assinada criados em 2018. Nesta modalidade a rotina da pessoa contratada, por exemplo que está ainda estudando, fica à mercê das necessidades da empresa.

 

TRABALHADORES SÃO CADA VEZ MAIS TROCADOS POR ROBÔS, MOSTRA ESTUDO

A tecnologia cada vez mais avança sobre os empregos. Um estudo feito na Universidade de Brasília concluiu que se todas as empresas brasileiras adotassem a tecnologia já disponível no mundo, em 8 anos o número de empregos destas empresas cairiam pela metade. Cerca de 25 milhões de trabalhadores e trabalhadoras perderiam seus empregos. Robôs roubando empregos: isso aconteceu muito na indústria, na comunicação, e vai continuar acontecendo nos mais diversos ramos da economia. Mas não no tamanho da simulação feita por este estudo. Isso porque as máquinas precisam de grande fonte de dados, exigem um alto investimento, não têm criatividade e contato humano, importantes nas relações econômicas. E as categorias profissionais têm poder de fogo de resistir.   

 

ENGENHEIROS DA VALE SÃO PRESOS

Cinco engenheiros que atestaram a segurança da barragem 1 da Mina do Feijão, em Brumadinho, foram presos na manhã desta terça-feira, dois em São Paulo e três em Minas Gerais. A Polícia Federal em São Paulo também participa da operação e cumpre dois mandados de busca e apreensão em empresas que prestaram serviços para a Vale. O nome das empresas ainda não foi divulgado. A avalanche de lama e rejeitos de mineração que devastou parte da cidade na última sexta-feira (25), deixou até agora 65 mortes confirmadas, mas os bombeiros, que trabalham nas buscas e resgate de soterrados, estimam em ao menos 279 os desaparecidos.

 

 

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload