© 2017 gru360 / Aqui Guarulhos se encontra em 360 Graus 

FIQUE LIGADO: TARIFA DE ÔNIBUS SOBE EM GUARULHOS NESTE SÁBADO (2), MOVIMENTO CONTRA O ATERRO COBRA PROVIDÊNCIAS EM GUARULHOS, FILHO DE BOLSONARO PERDE FORO PRIVILEGIADO NO SUPREMO E MAIS NOTÍCIAS

February 1, 2019

TARIFA DE ÔNIBUS SOBE EM GUARULHOS NESTE SÁBADO (2)

Neste sábado (2) começa a valer os aumentos nos diversos tipos de passagens de ônibus de Guarulhos. Parece estranha essa frase, mas na verdade são três valores diferenciados: o bilhete único passa de R$ 4,30 a 4,45; vale transporte passa de R$ 4,30 para 4,94; passagem paga com dinheiro permanece em R$ 4,70. Essa salada de frutas não existe na Capital, onde a tarifa durante todo o ano de 2018 foi de R$ 4 passando, agora no início de janeiro, para R$ 4,30. E esse preço vale para todos as modalidades de passagem. Quem tem bilhete único na Capital tem direito a pegar 4 ônibus durante 3 horas. Em Guarulhos, durante duas horas.

 

 

MOVIMENTO CONTRA O ATERRO COBRA PROVIDÊNCIAS EM GUARULHOS

O movimento Cabuçu é um Pulmão (que luta contra a instalação de um novo e imenso aterro de lixo da CDR na região, que pretende ali depositar o lixo da Capital e mais sete outras cidades, e também por maior mais transparência sobre a verdadeira extensão dos danos causados pelo deslizamento do aterro de Guarulhos) soltou uma nota pública em suas mídias sociais em que, entre outros pontos, afirma que o deslizamento era uma possibilidade já aventada em estudos e que foi desconsiderada  pela Proactiva/Veolia, empresa responsável pelo aterro. Dizem que temem por novos deslizamentos e que a demora da Prefeitura de Guarulhos em resolver a questão e, sobretudo, em ser transparente sobre a verdadeira extensão dos danos, aumenta ainda mais esse temor.  Apontam um auto de infração da Cetesb de 2017, em que são apontados problemas e correções a serem realizadas no aterro e questionam porque o aterro recebeu nota 9,8, do órgão fiscalizador, mesmo com esses problemas. Questionam porque os moradores não possuem uma comissão no grupo de trabalho multidisciplinar que acompanha a tragédia.

 

RENOVAÇÃO CONSERVADORA NA CÂMARA E NO SENADO QUE ASSUMEM HOJE

Dos deputados e deputadas federais que assumem neste 1º de fevereiro para os próximos quatro anos, 47% não estavam na Câmara Federal no mandato que se encerrou nesta quinta (31). Dos 54 novos senadores, 85% não estavam no Senado.É o maior índice de renovação dos últimos trinta anos. Porém uma renovação conservadora. Eles vieram em sua maioria para apoiar menos direitos trabalhistas e previdenciários, mais censura nas escolas, privatizações de empresas públicas, leis penais mais duras, mais liberdade de ação letal para as polícias, alinhamento aos Estados Unidos na política mundial. Mais da metade destes novatos e novatas foram prefeitos, deputados estaduais, vereadores, até senadores e governadores. Apenas 23% dos novos parlamentares na Câmara não exerceram antes cargos políticos. Eram militares, empresários, pastores, jornalistas.

 

AUMENTOU O NÚMERO DE MULHERES NA CÂMARA FEDERAL

De 10% foi para 15% o número de deputadas federais, semelhante ao percentual de mulheres que havia no Senado e que se manteve. Nesta renovação conservadora do Congresso Nacional, tem que ver o que elas pensam sobre os direitos das mulheres, porque uma das razões da súbita simpatia popular pelo novo presidente Bolsonaro foram suas manifestações machistas. Segundo psicólogos, boa parte dos homens na sociedade contemporânea começaram a se sentir inseguros e ameaçados na sua cultura patriarcal com o crescimento da presença das mulheres na chefia dos lares, nos postos da economia, da política, da comunicação, das igrejas, e com a insistência delas pela igualdade de direitos e contra agressões e assédios. 

 

SUBIU DE 25 PARA 30 O NÚMERO DE PARTIDOS NO CONGRESSO NACIONAL

São agora 30 os partidos que elegeram membros do novo Congresso Nacional. Comos não existem 30 programas diferentes sobre o que fazer para o país, para seus habitantes e para sua natureza, há uma artificialidade em tão grande número de partidos. Eles são numerosos apenas para facilitar a eleição de indivíduos ou pelo poder político e econômico que dão a alguns poucos que conseguem formar e dirigir um partido.

 

OS DOIS PARTIDOS COM MAIOR NÚMERO DE DEPUTADOS SÃO OPOSTOS

Os dois partidos campeões em número de deputados, o PT e o PSL, ambos com pouco mais de 50 deputados/as, são antagônicos, bem diferentes no que pensam e na sua história.  O PT completa 39 anos neste mês de fevereiro. Teve origem nos movimentos sindicais, populares e políticos contra a ditadura militar, formulou um programa para o país em 6 congressos do partido e mais de uma dezena de encontros nacionais. Elegeu prefeitos, mais de mil vereadores, dezenas de deputados, muitos senadores, vários governadores e dois presidentes da República. O PSL, registrado em 1998, era um partido nanico até o ano passado, sem expressão nacional, sem que a sociedade tivesse ideia de seu programa para o país. Tinha só um deputado federal, nenhum senador, e alguns prefeitos de pequenas cidades. De repente, no ano passado, emprestou seu registro para o candidato a presidente Bolsonaro, que estava em busca de um partido, e elegeu o presidente, 52 deputados federais, 4 senadores, 3 governadores. Seu surgimento súbito deixa muita indefinição sobre o que acontecerá com o país.

 

FILHO DE BOLSONARO PERDE FORO PRIVILEGIADO NO SUPREMO

O ministro do Supremo Tribunal Federal, Marco Aurélio Mello, decidiu nesta sexta (1) contrariar seu colega ministro Luiz Fux, e mandou prosseguir no Ministério Público do Rio de Janeiro as investigações sobre relações suspeitas do então deputado estadual Flávio Bolsonaro. Fux tinha acatado a alegação de Flávio de que agora teria foro privilegiado no Supremo por ter sido eleito senador pelo Rio. Na sua decisão, Marco Aurélio declarou que a Constituição é clara: só cabe ao Supremo, no caso de deputados federais e senadores, julgar crimes cometidos por eles durante estes mandatos. Ele decidiu também levantar o sigilo do caso que envolve depósitos em dinheiro altamente suspeitos na conta de Flávio, seu enriquecimento muito desproporcional aos salários de deputado estadual, e suas relações com ex-PMs envolvidos com o crime organizado.

 

 

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload