© 2017 gru360 / Aqui Guarulhos se encontra em 360 Graus 

FIQUE LIGADO: RUA AFUNDA NO TABOÃO E GERA CAOS NO TRÂNSITO, CURSO DE MEDICINA PRIVADO É SONHO APENAS PARA OS MUITO RICOS E MAIS NOTÍCIAS

February 6, 2019

RUA AFUNDA NO TABOÃO E GERA CAOS NO TRÂNSITO

Uma rua de Guarulhos literalmente afundou com a chuva desta quarta-feira (06). Trata-se da Rua Belarminio Antonio Garcia, uma travessa da avenida Martins Junior, no bairro de Santa Emília, região do Taboão. A pavimentação da rua, que já vinha sofrendo com buracos e rachaduras, não resistiu à forte chuva ao longo de todo o dia e cedeu, abrindo enormes rachaduras no asfalto. A via foi interditada e o trânsito, que já estava intenso no horário, piorou em toda a região. Ainda não se tem informações de quando o problema será resolvido, o que indica engarrafamentos para quem precisa circular por lá pelos próximos dias.

 

CURSO DE MEDICINA PRIVADO É SONHO APENAS PARA OS MUITO RICOS

Em 5 de setembro de 2017 aconteceu a aula inaugural da primeira turma de uma faculdade de medicina da cidade de Guarulhos. Era uma manhã de terça-feira e a Universidade Nove de Julho (UNINOVE) realizava um antigo sonho de ter um curso de medicina no município. Fazer medicina em uma instituição privada, no entanto, está muito distante da maioria absoluta dos e das estudantes guarulhenses. O curso da UNINOVE oferece 100 vagas semestrais e inicia sua quarta turma neste mês de março de 2019. Para cursar, o candidato tem de passar em uma prova e ser capaz de pagar 8.749 reais por mês, além de matrículas semestrais de 250 reais. Nos valores atuais, somente as mensalidades terão um custo total (nos 12 semestres de curso) de quase 630 mil reais. Se somarmos a esse valor as despesas de material didático, o investimento para se tornar um médico na cidade de Guarulhos pode beirar os 700 mil reais. Por isso, a importância de garantir que na cidade também seja implantada uma faculdade de medicina pública e gratuita.

 

METRÔ NEWS EM CRISE ATRASA SALÁRIOS DE SEUS FUNCIONÁRIOS

O Metrô News está em atraso com o salário de dezembro, décimo terceiro, janeiro e parte das férias de seus cerca de 60 funcionários, entre eles oito jornalistas. O Metrô News é um jornal de ampla circulação nas estações do metrô em São Paulo. É filho da antiga Folha Metropolitana de Guarulhos, por sua vez filha do Guaru News, jornais que floresceram sob a direção do empresário e depois prefeito Paschoal Thomeu, já falecido. Há dois anos, houve a separação empresarial entre a Folha Metropolitana, então deficitária, vendida ao grupo do jornal Guarulhos Hoje, e o Metrô News, então superavitário em suas contas. Daí a surpresa da crise que ele hoje vive.

 

LULA É CONDENADO MAIS UMA VEZ

O ex-presidente Lula foi condenado mais uma vez nesta quarta (6). Agora a 12 anos e 11 meses de prisão. Somados à condenação anterior, resultam em 25 anos de prisão. A sentença em primeira instância foi proferida pela juíza Gabriela Hardt, aquela que quis humilhar o ex-presidente no interrogatório. Ela substituiu em Curitiba o ex-juiz Sérgio Moro, e se apressou a dar a sentença antes de sua substituição, que ocorrerá neste mês. Lula foi condenado por utilizar um sítio de um amigo de longa data de sua família, onde a empreiteira OAS fez reforma da cozinha e algumas outras obras. Na sentença anterior, do então juiz Moro, ele havia sido condenado por causa de um apartamento em Guarujá, que não era de sua propriedade e que nunca usou.

 

PROPOSTA DE MORO MAIS QUESTIONADA É A LIBERDADE POLICIAL DE MATAR

Pela proposta de Moro se o policial mata por medo ou violenta emoção pode ser perdoado com a redução da pena à metade ou totalmente. Se for aprovada, muita gente do povo, que vai poder ter arma segundo a filosofia do novo governo, vai reivindicar o mesmo direito. Entre os questionamentos a esta proposta está como o juiz vai avaliar se havia mesmo medo, violenta emoção, ou se o argumento é usado para encobrir uma execução pura e simples. Outra proposta do pacote de endurecimento penal de Moro questionada é o direito do policial de matar preventivamente isto é “em risco iminente de conflito armado”. Esta circunstância, pelo pacote, seria considerada legítima defesa, portanto uma ação legal. Se transformadas em lei certamente serão objeto de discussão de constitucionalidade no Supremo Tribunal Federal.

 

PSL QUER LIBERAR A POLÍCIA PARA APREENDER JOVENS VADIOS E SEM RUMO

O PSL, partido adotado pelo presidente Bolsonaro no ano passado, terá julgada em março antiga ação proposta pelo partido ao Supremo Tribunal Federal para retirar do Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA) o artigo 230. Este artigo proíbe a autoridade policial de levar para averiguação em delegacias crianças e adolescentes simplesmente por estarem sem cometer infração andando pelos locais públicos, “perambulando”, como diz a petição. Esta proibição do ECA, ora questionada, garante que apenas por flagrante de delito ou por ordem judicial crianças e adolescentes podem ser privadas de sua liberdade de ir e vir. O PSL, nesta ação declaratória de inconstitucionalidade deste artigo, chama estas crianças e adolescentes de “vadios e sem rumo na vida”. Havia desde o período colonial, e no período do Império e do início da República o crime de vadiagem. Em 1941 se transformou em contravenção penal, algo mais leve. Mas este tipo de crime ou contravenção foi eliminado da legislação brasileira neste século. Agora o PSL quer a volta ao passado.

 

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload