© 2017 gru360 / Aqui Guarulhos se encontra em 360 Graus 

FIQUE LIGADO: PROMOTOR INVESTIGA ACONTECIMENTOS NA ESCOLA BROTERO EM GUARULHOS, AUMENTOU EM QUASE UM MILHÃO O NÚMERO DE DESEMPREGADOS EM 3 MESES E MAIS NOTÍCIAS

April 17, 2019

PROMOTOR INVESTIGA ACONTECIMENTOS NA ESCOLA BROTERO EM GUARULHOS

O promotor público Cyro Carvalho Neto, da Promotoria da Infância e Juventude, abriu procedimento preliminar sobre os acontecimentos que levaram a Polícia Militar a entrar na escola estadual Frederico Brotero, em Guarulhos, durante manifestação estudantil, apontar arma contra estudantes, e prender dois deles. O promotor atendeu a pedido de dois sindicatos de professores (Apeoesp e Sinpro) e da Bancada Ativista da Assembleia Paulista. Ainda não é um inquérito civil, mas a depender das informações pode chegar lá. Por ora, o promotor pede esclarecimentos da diretoria da escola e de uma comissão de três a cinco estudantes. Quanto à ação da PM e à prisão de dois estudantes na ocasião, segundo o promotor cabe a investigação a colega dele que cuida de infrações penais.

 

CRESCEM AS RECLAMAÇÕES SOBRE BURACOS NAS VIAS PÚBLICAS DE GUARULHOS UM DIA APÓS ANÚNCIO DE FORÇA TAREFA

Um dia depois de o Prefeito de Guarulhos anunciar a criação de uma força-tarefa para tapar 14 mil buracos das ruas do município em 3 meses e 10 dias, as mídias sociais da cidade apareceram repletas de reclamações e fotos de buracos, alguns enormes, que atrapalham a vida de quem tem de transitar pelas vias públicas de Guarulhos. Essa força tarefa terá muita dificuldade de decidir por onde começar, pois a situação é crítica em toda a cidade. Muitos observam que se a Prefeitura sabe o número de buracos e onde eles se encontram, é porque há mais tempo os tinha identificado sem providenciar o devido tapa-buracos.

 

DISPUTA DE PODER EVIDENCIADA PELA CENSURA DE CRÍTICAS A MEMBROS DO SUPREMO

Há em curso no Brasil uma intensa disputa de poder envolvendo as cúpulas das instituições estatais. O Supremo Tribunal Federal violentamente atacado nas redes sociais por apoiadores do presidente Bolsonaro, reagiu investigando os ataques. O Ministério Público Federal entrou na disputa querendo arquivar a investigação, porque considera que a ele cabe o poder de investigar. Os grandes órgãos de mídia, temendo a redução de seu poder absoluto de divulgar o que quiserem, criticam o Supremo que censura. O Congresso Nacional resiste ao poder do presidente e de seu ministério, querendo sua parcela de poder. Por sua vez dentro do governo a disputa de poder se dá entre militares com ideólogos conservadores, entre o próprio presidente e seu vice, ou entre o presidente com os superpoderosos ministros da Economia e da Justiça. Algumas instituições ou facções perderão e outras ganharão nesta disputa de poder.  

 

VENDA DE REFINARIAS FRAGILIZA PETROBRÁS NA DISPUTA COM AS PETROLEIRAS PRIVADAS

A Petrobrás decidiu vender a partir de junho deste ano metade das refinarias de petróleo. As refinarias ficam nas regiões Sul, Sudeste e Nordeste. Juntas, as 13 refinarias da Petrobras tinham capacidade de refinar mais de 2 milhões de barris por dia em 2018. Ou seja, o objetivo da empresa é vender a capacidade de refino de 1 milhão de barris por dia. Essa medida vai na contramão do grande esforço que se fez nos últimos 15 anos visando garantir que a Petrobrás tivesse grande capacidade de refino, fundamental para a competitividade internacional da empresa. É nos derivados do petróleo (como a gasolina e o querosene de aviação por exemplo), e não na venda do óleo cru, que se produzem os maiores ganhos. A redução na capacidade de refino pode representar um estrangulamento da empresa no médio prazo.

 

AUMENTOU EM QUASE UM MILHÃO O NÚMERO DE DESEMPREGADOS EM 3 MESES

Os analistas do mercado reduziram o seu prognóstico com relação ao crescimento da economia brasileira em 2019. A previsão caiu de 3% para 1,8%. Eles reconhecem que não haverá retomada dos investimentos neste ano. Pelo Índice de Atividade Econômica do Banco Central, a economia brasileira encolheu no mês de janeiro, e a produção industrial recuou no mesmo mês. Também segundo o IBGE, a taxa de desemprego subiu para 13 milhões, com aumento de quase um milhão em apenas três meses. O governo Bolsonaro, através de seu ministro da economia, Paulo Guedes, pode aprofundar ainda mais esse cenário reduzinso a renda do trabalhador, atacando a Previdência, o maior programa social do país, e entregando o Banco Central ao mercado financeiro, e privatizando empresas públicas, reduzindo assim a capacidade do Estado de efetivamente intervir na economia.

 

EX-PRESIDENTE DO PERU SE SUICIDA EM PROTESTO À SUA PRISÃO NA LAVA JATO DAQUELE PAÍS

Suicidou-se nesta quarta (17) Alan García, que foi duas vezes presidente do Peru representando um partido de centro-esquerda, a APRA ( Aliança Popular Revolucionária Americana) fundado há 95 anos. A última vez que exerceu a presidência foi de 2006 a 2011. Na manhã desta quarta, ao receber voz de prisão de integrantes da operação Lava Jato no Peru, matou-se com um tiro na cabeça. Alan García se dizia perseguido pelas forças de direita que estão na presidência de seu país, pelo Ministério Público, Judiciário, e uma força especial de polícia. Ele havia tentado asilo na embaixada do Uruguai, que lhe foi negado. Estava proibido de sair do país. Considerava-se vítima de um assassinato moral. Preferiu matar-se a ser recolhido à prisão de dez dias que havia sido determinada por um juiz que investiga propinas da Odebrecht quando das obras do metrô na capital Lima. O ex-presidente do Equador, também de centro-esquerda, Rafael Correa, perseguido em seu país, exilado na Europa, considerou que o evento na verdade equivale a um assassinato. A perseguição a Lula e Dilma no Brasil estendeu suas ações no Peru, no Equador, na Argentina, contra ex-presidentes que exerceram governos de centro-esquerda, pouco agradáveis ao mercado e aos Estados Unidos. E ataca também o polêmico governo de esquerda da Venezuela.

 

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload