© 2017 gru360 / Aqui Guarulhos se encontra em 360 Graus 

FIQUE LIGADO: SAMU EM GUARULHOS TEM APENAS 6 AMBULÂNCIAS FUNCIONANDO, FALTAM MÉDICOS PSIQUIATRAS NA SAÚDE DA CIDADE E MAIS NOTÍCIAS

April 24, 2019

SAMU EM GUARULHOS TEM APENAS 6 AMBULÂNCIAS FUNCIONANDO

Apenas 6 ambulâncias do SAMU estão funcionando para toda a cidade de Guarulhos, hoje se aproximando de 1 milhão e 400 mil habitantes. O número de ambulâncias em funcionamento deveria ser de 14 na cidade. O padrão do Ministério da Saúde é de uma ambulância para cada cem mil habitantes. E deveriam ser cinco bases do SAMU funcionando para que o atendimento seja rápido. Uma delas não está em atividade. E justamente na região do Taboão onde há mais de ano foi fechado o Pronto Atendimento Paraíso. Funcionam as bases de Itapegica, que atende também a região central e adjacências; do Alvorada, que atende Cumbica e Pimentas; da Cidade Seródio, que atende a vasta região do São João; e a base de Bonsucesso.

 

FALTAM MÉDICOS PSIQUIATRAS PARA ATENDER A REDE DE UNIDADES BÁSICAS DE SAÚDE

A regional Centro do sistema municipal de saúde de Guarulhos abrange uma população de mais de 300 mil habitantes e vai da Ponte Grande ao Cecap, da Flor da Montanha ao Itapegica . Atualmente há apenas um médico psiquiatra para atender a demanda de todas as unidades básicas de saúde da região. Ele atende na UBS do Parque Cecap. Havia mais uma médica na área de psiquiatria, mas ela pediu demissão. A falta de médicos desta especialidade é grave por vários motivos: a longa espera para marcação e realização de consultas; a necessidade de renovar periodicamente receitas de remédios controlados; a grande incidência, entre outras, de casos de depressão, para alguns especialistas a segunda doença de maior incidência no mundo. A falta desta especialidade tem gerado às vezes tumultos e agressões a funcionários por parte de pacientes afetados por doenças mentais.

 

CERCA DE 200 MORADIAS RECEBEM NOTIFICAÇÃO PARA DESOCUPAR ÁREA EM OITO DIAS

O Departamento de Acompanhamento e Controle de Ocupações Irregulares da Prefeitura de Guarulhos (DACOI) está aterrorizando centenas de famílias com ordem de desocupação em oito dias das casas em que habitam. Agora as notificações estão sendo entregues a cerca de 200 famílias no Parque Primavera, região do Taboão. Ainda em 2008, o Ministério Público, considerando que havia uma ocupação irregular de área de proteção ambiental, entrou em acordo com a Prefeitura para transferência em dois anos para apartamentos do programa Minha Casa Minha Vida. A transferência foi feita para prédios na região de Nova Cidade, Pimentas. Mas, nem todas as famílias foram e outras voltaram a ocupar as residências no local. A qualquer família é impossível desocupar sua casa nestas condições, sem ter para onde ir e em tempo tão curto.

 

PESQUISA IBOPE DÁ PARA BOLSONARO A PIOR NOTA DE PRESIDENTES NO INÍCIO DE MANDATO

Embora no mês de abril do primeiro ano de governo ainda o ótimo e bom supera para o presidente Bolsonaro o ruim e péssimo, sua avaliação é a pior nesta altura do mandato de todos os presidentes que o antecederam. Bolsonaro está com 35% de ótimo e bom na Ibope feita de 12 a 15 de abril. Na mesma época do primeiro ano em seu mandato Collor estava com 45%, Fernando Henrique com 41%, Lula com 51% e Dilma com 56%. A baixa aprovação inicial de Bolsonaro é um indicador que ele perdeu aprovação popular mais rápido do que os outros governantes. Seu índice de ruim e péssimo segundo esta pesquisa nacional é de 27%. Homens são mais satisfeitos com o presidente do que mulheres, ricos mais satisfeitos do que pobres. A segurança pública é considerada área de seu melhor desempenho. A saúde entre as piores. No Nordeste 40% consideram seu governo ruim ou péssimo e apenas 25% ótimo ou bom.

 

NÚMERO DE EMPREGOS COM CARTEIRA ASSINADA RECUA EM MARÇO NO PAÍS

A quantidade de empregos de carteira assinada diminuiu no mês de março no Brasil. O número de demissões foi maior do que de admissões. O tombo principal foi no comércio com 28 mil vagas a menos. Depois o saldo negativo atingiu a agricultura, a construção civil e a indústria. O Nordeste foi a região mais sacrificada. São dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), todo mês divulgado pelo governo, antes pelo Ministério do Trabalho, agora pelo Ministério da Economia, uma vez que o atual governo extinguiu o Ministério do Trabalho. A rotatividade no emprego continua muito grande. Em março último foram demitidos 1 milhão e 304 mil empregados e empregadas com carteira assinada e admitidos 1 milhão 261 mil. 

 

REFORMA DA PREVIDÊNCIA É APROVADA NA CCJ COM O APOIO DE 48 PARLAMENTARES

Nesta terça-feira (23), a Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJ) da Câmara dos Deputados aprovou a admissibilidade da reforma da Previdência proposta pelo governo Bolsonaro. Entre os 66 parlamentares que participam da comissão, 18 foram contrários ao relatório do deputado Delegado Marcelo Freitas (PSL-MG), e 48 favoráveis à proposta. Houve a retirada de quatro pontos do texto: 1) o que acabava com a obrigatoriedade de a empresa recolher FGTS para aposentados e pagar multa de 40% em caso de demissão desses funcionários; 2) o que possibilitava que a alteração de idade de aposentadoria compulsória de ministros do Supremo Tribunal Federal seja feita por lei complementar; 3) o que tirava da Justiça Federal de Brasília a competência de julgar processos relativos à Previdência); 4) o que deixava nas mãos apenas do Executivo a prerrogativa de propor alterações previdenciárias. Parlamentares de sete partidos (PT, PDT, PSB, Rede, Psol, PCdoB e Pros) votaram contra a reforma. 16 partidos votaram a favor (PP, MDB, DEM, PSL, PSD, PSDB, PR, PRB, PTB, Podemos, PV, Solidariedade, Avante, Patriotas, Cidadania, Novo).

 

STJ REDUZ PENA DO EX-PRESIDENTE LULA

Por unanimidade, os quatro ministros da Quinta Turma do Superior Tribunal de Justiça (STJ) decidiram, nesta terça-feira (23), reduzir para 8 anos e 11 meses, o tempo de pena do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) no chamado "caso triplex", no qual o petista foi condenado, sem provas, em primeira e segunda instâncias. De acordo com a pena fixada, Lula terá que cumprir 17 meses para ir ao regime semiaberto – ou seja, faltariam quatro meses, e ele poderá deixar a carceragem em setembro. Para juristas que acompanham o caso, como o advogado Patrick Mariano da Rede Nacional de Advogados e Advogadas Populares (Renap), a revisão feita nesta terça (23) deveria ser mais profunda: "O correto seria anular o processo. Não há provas e há várias nulidades", ressalta.

 

 

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload