© 2017 gru360 / Aqui Guarulhos se encontra em 360 Graus 

FIQUE LIGADO: TRIBUNAL DO TRABALHO JULGA GREVE DA PREFEITURA DE GUARULHOS SÓ NO DIA 30, 4 MILHÕES DE BRASILEIROS TRABALHAM COMO MOTORISTAS OU ENTREGADORES DE APLICATIVOS E MAIS NOTÍCIAS

May 24, 2019

TRIBUNAL DO TRABALHO JULGA GREVE DA PREFEITURA DE GUARULHOS SÓ NO DIA 30

A audiência de conciliação e julgamento da greve dos servidores municipais de Guarulhos está marcada para o dia 30 de maio, quinta da próxima semana. A greve é parcial e prossegue sem uma contraproposta da Prefeitura para além do reajuste de 1% em maio e meio por cento em setembro e novembro. Os setores onde a greve teve mais adesão foram nos setores administrativos e de cozinha nas escolas e creches municipais, servidores que atendem no Fácil, e algumas áreas da saúde. A greve pode chegar aos médicos pelo apoio declarado a ela pelo presidente do Sindicato dos Médicos. Não entraram na greve os trabalhadores da Guarda Municipal, nem dos setores de obras e serviços públicos. O sindicato (STAP) não está realizando piquetes nas entradas das repartições públicas. Na tarde desta sexta (24) o sindicato convocou nova assembleia para a Praça Getúlio Vargas.

 

MORADORES DO CABUÇU E RECREIO SÃO JORGE RECLAMAM DE FORNECIMENTO DE ÁGUA SUJA PELA SABESP

Há cerca de uma semana a água que tem chegado às torneiras dos moradores do Taboão e do Recreio São Jorge está turva e cheia de resíduos. A SABESP, que assumiu a distribuição de água no município após acordo com a Prefeitura que lhe entregou o controle do SAAE, disse que foi notificada da situação e que vai verificar o que está acontecendo, mas não deu prazo para a solução do problema. Enquanto isso, os moradores da região terão de conviver com a água suja.

 

ORQUESTRA JOVEM DE GUARULHOS SE APRESENTA NA ENTREGA DO PRÊMIO GRUPIANO

Neste sábado (25), às 20h, a Orquestra Jovem de Guarulhos se apresenta na entrega das premiações do concurso GruPiano, iniciativa da Prefeitura que teve o objetivo de descobrir e premiar jovens pianistas. O espetáculo será no Teatro do Adamastor Centro e contará também com apresentações dos inscritos no concurso. Peças de Grieg, Chopin, Lizt, Mendelssohn, Beethoven, Tchaikovsky e Mozart fazem parte da programação. Os ingressos gratuitos devem ser retirados na bilheteria do Teatro, com uma hora de antecedência do início do evento.

 

4 MILHÕES DE BRASILEIROS E BRASILEIRAS TRABALHAM COMO MOTORISTAS OU ENTREGADORES DE APLICATIVOS

Em um momento de crise econômica e alta do desemprego, os aplicativos de serviços como Uber e 99 (transporte de passageiros), iFood e Rappi (entregas), entre outros, atraem desempregados e pessoas que têm dificuldades para se inserir no mercado de trabalho. Em abril passado, um estudo do Instituto Locomotiva, publicado pelo jornal O Estado de São Paulo, apontou que quatro milhões de pessoas trabalham para essas plataformas no Brasil hoje. O crescimento desse modelo de negócio vem acompanhado de precarização do trabalho, pois os trabalhadores e trabalhadoras de aplicativos não são vistos com empregados e sim como microempresários parceiros das empresas de aplicativo. Estas empresas entram com a logística do serviço e os motoristas e entregadores entram com a força de trabalho e o meio de produção (carro, moto ou bicicleta). A jornada de trabalho desses profissionais, segundo o mesmo estudo, gira na média de 12 horas por dia, seis dias por semana, para uma renda média de 4 mil reais por mês (sobre a qual ainda precisa ser descontado os gastos com combustível, depreciação do veículo e eventuais multas). Nesse mercado, também não existem dias de folga remunerados, nem férias ou 13º terceiro salário.

 

UM EM CADA CINCO MÉDICOS BRASILEIROS DESISTE DO PROGRAMA MAIS MÉDICOS EM 2019

Cerca de 20% dos médicos brasileiros que entraram no Mais Médicos desistiram de participar do programa até o mês de maio. Dados do Ministério da Saúde mostram que 1.325 profissionais com registro profissional brasileiro se desligaram do programa até agora (um em cada cinco que entraram). Desde que foi criado, o Mais Médicos tem se mostrado essencial no atendimento de saúde nas pequenas cidades do interior do Brasil e nas periferias das grandes cidades brasileiras. Após a saída de Cuba do programa, a atenção básica nessas regiões ficou prejudicada porque a desistência dos médicos brasileiros é muito alta e constante.

 

GOVERNO FEDERAL ARRECADOU PERTO DE 1 TRILHÃO E 500 BILHÕES DE REAIS EM UM ANO

Dados divulgados pela Receita Federal nesta quinta (23) mostram que nos últimos doze meses o governo federal arrecadou 1 trilhão e 484 bilhões de reais. Foi um crescimento de pouco mais de 2% em relação aos doze meses anteriores, portanto abaixo da inflação do período. O que é estranho é que o Imposto de Renda pago pelas empresas e a Contribuição Social sobre o Lucro Líquido, também pago por elas, cresceu quase 12% neste período. Mas este a mais não vem da indústria, que recuou 6% na produção, nem da venda de bens e serviços que recuaram 3% e 2%. A melhora está relacionada basicamente com o lucro dos bancos, outras empresas financeiras, e agronegócio. A crise é para a maioria. Não é para todos. A reação com multidões nas ruas do setor da educação pública aos cortes de 30% ou mais no custeio fez o governo federal recuar em um quinto destes cortes e lançar mão de reservas para não ter novos cortes, por ora.

 

CRISE NA EUROPA LEVA À RENÚNCIA DA PRIMEIRA MINISTRA DO REINO UNIDO

A primeira ministra da Inglaterra e Reino Unido, Theresa May, renunciou nesta sexta (24) porque não conseguiu depois de três tentativas aprovar no Parlamento sua proposta de acordo para a saída de seu país da União Europeia, uma união econômica e de liberação de fronteiras entre os países. Vários destes países passaram por forte crise, muitos não a superaram, e a Alemanha, a principal economia da Europa não está bem agora. Desde 2016 o problema se arrasta quando, de surpresa, quase 52% da população que compareceu a um referendo aprovou a saída do Reino Unido, o chamado Brexit (British Exit). Os partidos tradicionais apoiavam a permanência do país na União Europeia. A maioria popular incomodada com a onda de imigrantes e a crise de vários países europeus achou que a Inglaterra, Escócia, País de Gales e Irlanda do Norte deveriam cair fora da União naquele continente. O problema principal se situa nas fronteiras com a Irlanda, um país independente, e que faz parte e não quer sair da União Europeia.

 

 

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload