FIQUE LIGADO: AMBULATÓRIO DE ESPECIALIDADES PROMETIDO NAS ELEIÇÕES NÃO TEM VERBA PARA INICIAR, CONVERSAS MOSTRAM QUE SÉRGIO MORO INTERFERIU NAS INVESTIGAÇÕES DA LAVA JATO E MAIS NOTÍCIAS

June 10, 2019

AME EM GUARULHOS PROMETIDA NAS ELEIÇÕES NÃO TEM VERBA PARA INICIAR EM 2019

Os dois candidatos a governador que foram ao segundo turno prometeram um Ambulatório de Especialidades Médicas, AME, para Guarulhos. Agora, o governo João Dória, através de seu Grupo de Planejamento e Avaliação da Secretaria de Saúde, informa que não será possível iniciar este equipamento em Guarulhos em 2019 por falta de previsão orçamentária. São 55 AMEs no estado, das quais 9 na Grande São Paulo, quatro na Capital e as outras Mogi das Cruzes, Santo André, Mauá, Carapicuíba, Taboão da Serra. A característica destas unidades é ter, no mesmo local, consultas de especialidades, exames, cirurgias de pequeno e até médio porte, e hospital-dia. 

 

HOSPITAIS E AMBULATÓRIOS DE ESPECIALIDADES GASTAM O DOBRO DO GASTO COM UBSs

Uma análise dos gastos da Prefeitura de Guarulhos nos quatro primeiros meses deste ano mostra que o gasto com hospitais municipais e conveniados, mais Cemegs e outros ambulatórios de especialidades médicas significou 186 milhões de reais. Enquanto isso o gasto com a chamada atenção básica, das unidades básicas de saúde, foi 90 milhões de reais. O drama é que nas duas pontas ainda existem muitas queixas e ambas vivem um momento de grande tensão. E a angústia financeira é grande nos hospitais conveniados, o JJM e o Stella Maris, sempre com dificuldades para atender seu orçamento. De outro lado a Prefeitura fica pressionada a ampliar os gastos com saúde, que nos quatro primeiros meses, como sempre tem acontecido, são os maiores da administração municipal. Foram 332 milhões de reais gastos nesta área de janeiro a abril inclusive. Para a educação, por exemplo, a segunda área de mais gastos, foram destinados 229 milhões de reais no quadrimestre.   

 

ESTUDOS DO IBGE MOSTRAM A CRISE NOS MUNICÍPIOS PAULISTAS

Um estudo publicado recentemente pelo IBGE mostra que 53% dos municípios da região Sudeste onde está São Paulo tiveram queda na sua economia entre 2014 e 2016. Como de lá até hoje a situação se agravou, a queda persistiu e atingiu muitos outros municípios. Antes de 2014 havia 48% dos municípios paulistas cuja economia crescia acima de 3% cada ano. Outros tinham crescimento, embora menor. Poucos, 23%, regrediam por causas específicas. A partir de 2014 apenas os municípios cuja economia repousava na agricultura ou em serviços conseguiam crescer. Outros, como Guarulhos onde a indústria tinha grande peso caíram em sua economia nestes anos de crise. Esta é uma das razões dos resultados eleitorais desfavoráveis ao partido da então presidente Dilma no estado de São Paulo e em outros estados do Sudeste onde a economia caminhou para trás ou estagnou.   

 

REPORTAGEM MOSTRA CONVERSAS EM QUE O ENTÃO JUIZ SÉRGIO MORO INTERFERE NAS INVESTIGAÇÕES DA LAVA JATO

Reportagem publicada pelo site The Intercept Brasil neste domingo (9) afirma que o então juiz federal Sergio Moro, hoje ministro da Justiça, e o procurador da Deltan Dallagnol trocavam mensagens de texto no Telegram sobre o andamento da Operação Lava Jato. A reportagem aponta a imparcialidade do então juiz responsável pelo julgamento em 1ª instância de diversos supostos casos de corrupção ligado à Petrobras, dentre eles, o caso do tríplex no Guarujá, que levou à prisão o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. O site afirma que em conversas privadas, Moro se comportou como chefe da força tarefa, orientando no andamento da operação e na construção do processo que seria julgado por ele mesmo. Em vários momentos, Moro sugere ações, cobra mais agilidade em novas operações, dá conselhos estratégicos e pistas informais de investigação, antecipa ao menos uma decisão, critica e sugere recursos ao Ministério Público e dá broncas em Dallagnol como se ele fosse um superior hierárquico dos procuradores e da Polícia Federal. Segundo o site, as informações vieram de um lote de arquivos enviados por uma fonte anônima há algumas semanas para o site. Em nota, Moro diz que não vê nenhuma ilegalidade nas conversas que indicam que um juiz que vai julgar um caso ajuda os acusadores a estruturarem a investigação e montar as provas.

 

VAZAMENTO DAS CONVERSAS JOGA POR TERRA A TESE DE QUE O TELEGRAM É IMUNE A HACKERS

O Telegram é um serviço de mensagens instantâneas russo baseado na nuvem e disponível para smartphones ou tablets, computadores e também como aplicação web. Os críticos do WhatsApp sempre defenderam que o Telegram é um serviço mais seguro por não ser uma empresa norte-americana (um argumento meramente ideológico e, portanto, sem consistência) e por possuir bate-papos que usam criptografia end-to-end que só podem ser acessados a partir dos dois dispositivos (celulares) participantes. As mensagens no chat também podem ser configuradas para se autodestruírem em um determinado período de tempo depois de serem lidas. Uma vez que o tempo se esgote, as mensagens desaparecem em ambos os dispositivos. O vazamento das mensagens entre Moro e Dallagnol provam que essa segurança não é inviolável, a não ser que se revele que um dos dispositivos que participaram da conversa foi o responsável pelos vazamentos.

 

150 PESSOAS PARTICIPARAM DE ATO CONTRA A PRIVATIZAÇÃO DO JARDIM BOTÂNICO DE SÃO PAULO

Movimentos contra a privatização do Zoológico, Jardim Botânico e Zoo Safári de São Paulo realizaram uma manifestação na manhã deste domingo (9).  O Projeto de Lei (PL) 183/2019,  do governador João Dória, que tramita em regime de urgência na Assembleia Legislativa de São Paulo (Alesp), e pode ser votado na terça-feira (11), concede à iniciativa privada a administração do Parque Estadual das Fontes do Ipiranga, que abriga o Zoológico, Zoo Safári e o Jardim Botânico.  O ato, contou com a participação de cerca de 150 pessoas e foi organizado pela Associação de Moradores e Amigos da Água Funda (Amaaf), bairro onde se localiza o parque, o Movimento Lute pela Floresta, e trabalhadores e pesquisadores dos equipamentos públicos ameaçados pela privatização.

 

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

© 2017 gru360 / Aqui Guarulhos se encontra em 360 Graus