© 2017 gru360 / Aqui Guarulhos se encontra em 360 Graus 

FIQUE LIGADO: FOLHA DE PAGAMENTO DA PREFEITURA DE GUARULHOS AUMENTOU 6% NOS CINCO PRIMEIROS MESES DO ANO, ACORDO ENTRE UNIÃO EUROPEIA E MERCOSUL PODE AMEAÇAR A INDÚSTRIA BRASILEIRA E MAIS NOTÍCIAS

July 3, 2019

FOLHA DE PAGAMENTO DA PREFEITURA DE GUARULHOS AUMENTOU 6% NOS CINCO PRIMEIROS MESES DO ANO

Embora só começa em junho o reajuste de 1% para todos os funcionários municipais e no mesmo junho começa a vigorar o aumento com a mudança de 12 mil funcionários para um regime trabalhista municipal, de janeiro a maio a Prefeitura de Guarulhos gastou a mais 6,3% com o pagamento de seu pessoal do que havia gastado no mesmo período de 2018. Por isso, o prefeito acaba de decretar a suspensão de qualquer admissão de pessoal, exceto em substituição a quem for exonerado. E proibiu qualquer reestruturação de cargos, carreiras e vencimentos, ou novas gratificações e adicionais, além de outras medidas. É um sinal que a Prefeitura está preocupada com a falta de recursos para suas ações e obras e com a possibilidade de os gastos com pessoal ultrapassarem os limites da Lei de Responsabilidade Fiscal.

 

DE JANEIRO A MAIO DESTE ANO O GASTO COM HORAS EXTRAS AUMENTOU 50% NA PREFEITURA DE GUARULHOS

Mais uma proibição em decreto do Prefeito de Guarulhos: suspender horas extras de funcionários, exceto nas secretarias de Educação e Saúde. A medida vem no bojo da contenção de despesas com pessoal. Nos cinco primeiros meses de 2019, o gasto com horas extras excedeu em 50% o que tinha gastado no mesmo período do ano anterior. Foram 2 milhões de reais a mais por mês. Um pouco mais da metade nas áreas de Educação e Saúde. Na Educação o gasto a mais tende a se manter, se não for por outra razão, pela necessidade de cumprir a meta constitucional de gastar 25% da receita corrente líquida nesta área. Por isso as horas extras ficaram aí permitidas. Na Saúde, a permissão deve ser creditada à enorme crise de atendimento que vive este setor.

 

ATLETAS DE GUARULHOS PARTICIPAM DOS JOGOS REGIONAIS 2019

Mais de 200 atletas de Guarulhos vão participar de 63ª edição dos Jogos Regionais que acontecem entre esta quarta-feira (3) e a próxima (10) nas cidades de Ilha Bela, Americana, Andradina e Sorocaba. O município participará de 30 categorias em 17 modalidades. No masculino e feminino Guarulhos contará com representantes no taekwondo, vôlei, atletismo, badminton, ciclismo, futebol, futsal, ginástica artística, judô, handebol, karatê, tênis de mesa e vôlei de praia. Completam a lista tênis masculino, basquete feminino, ginástica rítmica feminina e xadrez masculino. Os Jogos Regionais são organizados pela pasta de esporte no estado de São Paulo desde 1950 (o nome desta pasta já mudou diversas vezes ao longo desse tempo, hoje é Secretaria Estadual de Juventude Esporte e Lazer), e conta em 2019 com a participação de 35 mil atletas de mais de 400 municípios.

 

ACORDO ENTRE UNIÃO EUROPEIA E MERCOSUL PODE AMEAÇAR A INDÚSTRIA E A INOVAÇÃO BRASILEIRAS

No Fique Ligado desta terça-feira (3), noticiamos que o Mercosul e a União Europeia (UE) assinaram o acordo de livre-comércio que vem sendo negociado há 20 anos, e que permitirá, em tese, que a maior parte dos produtos e serviços seja comercializada entre os dois blocos com tarifa zero. As conversações sobre esse acordo tinham ficado praticamente suspensas entre 2004 e 2016, porque os governos progressistas do Cone Sul (Brasil, Argentina, Uruguai e em alguns momentos o Chile) adotaram uma política mais autônoma de negociação Sul-Sul, porque a maioria dos países do hemisfério Norte são ricos, e negociar com eles quase sempre leva a desvantagens para os países em desenvolvimento. O Brasil, na era Lula, priorizou os BRICS (Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul). Essas conversações foram retomadas com o governo Temer e avançaram com o termo de compromisso assinado nesta última sexta-feira (28), pelo governo Bolsonaro. Para o Brasil, país com diversificado parque industrial e com grandes empresas no setor de construção, o acordo deve ser ruim pois pode acelerar ainda mais o atual processo de desindustrialização de nossa economia; abrir caminho para que grandes construtoras europeias concorram em licitações nacionais; além de ameaçar o nosso ainda nascente e cambaleante segmento de inovação em tecnologia de informação. É um acordo que pode nos colocar no cenário internacional apenas como um gigante exportador de commodities (matérias primas sem valor agregado) e aprofundar o subdesenvolvimento nacional.

 

RELATÓRIO NA CÂMARA DOS DEPUTADOS MANTÉM REDUÇÃO DOS BENEFÍCIOS PREVIDENCIÁRIOS

O deputado relator da reforma da Previdência na Câmara Federal, Samuel Moreira  do PSDB paulista,  manteve a proposta do governo de reduzir o valor das aposentadorias no INSS e assim tirar 1 bilhão de reais em dez anos dos benefícios de aposentadoria da população. Diferente do cálculo atual para definir o valor do benefício, que é de 80% dos melhores salários que o contribuinte teve ao longo de sua vida, o relator manteve que o cálculo abrangerá também todos os salários menores. Assim, pela nova regra o aposentado ganhará menos do que teria se mantida a regra atual. E o relator manteve a necessidade de contribuir sem interrupção durante 40 anos para receber a aposentadoria integral. Isso porque aos 20 anos de contribuição contínua, a mulher que tiver 62 anos e o homem que tiver 65 anos, receberão apenas 60% da média salarial (já encolhida com a nova fórmula de cálculo). Para chegar a 100% daquela média salarial terão que ter mais 20 anos seguidos de contribuição, o que será quase impossível. O relatório precisa ser aprovado na Comissão Especial para depois ser votado no plenário da Câmara Federal. O governo prometeu um prêmio de 10 milhões de reais a ser aplicado nos redutos eleitorais a pedido dos deputados que votarem a favor do relatório na Comissão, e mais 10 milhões de reais a serem aplicados nos redutos dos que aprovarem o relatório no plenário completo da Câmara.

 

NO ESTADO DO RIO DE JANEIRO, POLÍCIA PASSOU A MATAR MAIS POR ESTÍMULO DO GOVERNADOR

Do total de mortos em homicídios no Estado do Rio de Janeiro nos cinco primeiros deste ano, 28% foram por policiais. Analisando a série dos anos anteriores, os policiais matavam entre 11% a 17% dos assassinados naquele estado. O novo governador do Estado do Rio, o ex-juiz, Wilson Witzel, explicitamente defende e estimula a escalada de homicídios pela polícia. Contraditoriamente, o partido político a que ele pertence é o PSC, Partido Social Cristão. O principal cenário destas mortes por policiais cariocas pertence ao batalhão da PM responsável pelo policiamento das favelas do chamado Complexo do Alemão. O Atlas da Violência no Brasil, recentemente publicado, mostra que as vítimas preferenciais de assassinatos são moradores de favelas e periferias, homens jovens, pobres, pardos ou negros. Estas são também as características dos mortos pela polícia carioca.

 

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload