© 2017 gru360 / Aqui Guarulhos se encontra em 360 Graus 

FIQUE LIGADO: OPERADORES DE MICROÔNIBUS DE GUARULHOS TENTAM RECEBER DA PREFEITURA SUBSÍDIO ATRASADO DE 2017, GUARULHOS VIVE APAGÃO DE TOMOGRAFIA COMPUTADORIZADA E MAIS NOTÍCIAS

July 17, 2019

OPERADORES DE MICROÔNIBUS DE GUARULHOS TENTAM RECEBER DA PREFEITURA SUBSÍDIO ATRASADO DE 2017

Prosseguem nesta quarta (17) as conversações entre concessionários de microônibus com a Prefeitura de Guarulhos para o pagamento de parcelas atrasadas de subsídio. O sistema de subsídios da Prefeitura de Guarulhos para o transporte coletivo foi implantado em 2011. Ele remunera os microônibus que fazem as linhas alimentadoras, dos bairros aos terminais, e as empresas de ônibus que fazem as linhas-tronco. Os subsídios para os chamados micreiros têm sofrido atrasos que os leva periodicamente a um movimento de pressão para quitação das parcelas atrasadas. No dia 25 de junho estava prometida a quitação da última parcela atrasada de 2017, primeiro ano da atual gestão municipal. Como não foi depositada nem naquela data, nem no dia 10 deste mês, como foi então reprometido, o movimento prossegue nesta semana. Não há interrupção do serviço.

 

MICREIROS DE GUARULHOS TÊM AINDA DUAS PARCELAS DE SUBSÍDIO ATRASADAS DE 2015 E 2016 

Há ainda duas parcelas a receber da gestão anterior da Prefeitura, uma de 2015, outra de 2016. Os micreiros têm prestações altas a pagar de seus veículos. Podem chegar a 6 mil reais por mês. Têm funcionários registrados, pois a obrigação do micro é funcionar o dia todo. Têm custos de combustível e manutenção. Pouco sobra ao final para o concessionário deste serviço. O recebimento das parcelas atrasadas é a esperança para reduzir as dificuldades por que passam hoje os prestadores deste serviço.

 

DEPOIS DE PERDER 170 MÉDICOS EM DOIS ANOS, PREFEITURA DE GUARULHOS CONVOCA 147

Nos últimos dois anos, a saúde da Prefeitura de Guarulhos perdeu 170 médicos. Essa situação produziu uma falta generalizada de médicos em praticamente todos os equipamentos de saúde da cidade (UBSs, UPAs, hospitais, etc.). No último Diário Oficial, a Prefeitura publicou a chamada de 147 médicos aprovados em concurso público. Espera-se que isso vá reduzir um pouco o caos em que se encontra a cidade nessa área. No entanto, além de ainda restar um déficit de mais de 20 destes profissionais, muitos dos convocados costumam não se apresentar, por inúmeras razões. Além disso, é muito comum a desistência de médicos recém contratados. Continue lendo depois da propaganda...

GUARULHOS VIVE APAGÃO DE TOMOGRAFIA COMPUTADORIZADA

A tomografia computadorizada do Hospital do Pimentas está quebrada desde a semana passada e sem perspectiva de quando será consertada. A situação se agrava porque a tomografia do Hospital Municipal de Urgências (HMU) também está quebrada há dias, deixando a cidade praticamente sem este tipo de exame. Quem mora na região do Pimentas e precisa de raio-X também terá dificuldade de ser atendido, pois o equipamento do PA Alvorada está quebrado, sobrecarregando outros PAs do município.

 

MINISTÉRIO DA SAÚDE SUSPENDE PRODUÇÃO DE REMÉDIOS GRATUITOS PARA CÂNCER E DIABETES

O Ministério da Saúde comunicou a sete laboratórios públicos a suspensão dos contratos de pesquisa e produção de 19 tipos de remédio para distribuição gratuita na rede SUS. Os contratos forma firmados há vários anos para produção de medicamentos de combate ao câncer do pulmão, de mama, de próstata; para tratamento de diabetes, de reumatismo, hepatite C e outras doenças. Segundo a Associação dos Laboratórios Oficiais do Brasil, será o maior golpe nos laboratórios públicos nacionais, que investiram centenas de milhões de reais em equipamentos, pesquisas e insumos para produzir estes remédios. A medida é mais um resultado danoso da linha vigente de privatização, agora se voltando ao o ataque contra as empresas estatais que produzem medicamentos.

 

FAMOSO SOCIÓLOGO ESPANHOL, MANUEL CASTELLS, AVALIA QUE O BRASIL SE DIRIGE A UMA DITADURA SUTIL

Em entrevista nesta terça (16) ao jornal O Globo, Manuel Castells, sociólogo espanhol, professor em famosas universidades da Europa e Estados Unidos, afirma que o Brasil está vivendo um novo tipo de ditadura, que se impõe via notícias falsas e ataque à liberdade na Educação. Diz ele que as pessoas não funcionam se reportando à razão. Funcionam pela emoção. Não acompanham o noticiário para se informar, mas para se confirmar. E que, apesar do imenso volume de informação disponível hoje, a capacidade de entender está ligada à educação. Aí é que hoje são feitos os ataques, pois quanto mais aptas a interpretar a informação, mais podem resistir à doutrinação. A ditadura em construção, segundo ele, é aquela que domina as mentes. Este tipo de ditadura só pode funcionar onde o povo é menos educado e mais submetido à manipulação ideológica. Manuel Castells é especialista em estudos sobre as transformações trazidas pela internet. É autor da série de livros “A Era da Informação”, um deles chamado “A Sociedade em Rede”.   

 

Apoio: 

 

 

 

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload