© 2017 gru360 / Aqui Guarulhos se encontra em 360 Graus 

FIQUE LIGADO: GUARULHOS PERDE EMPREGOS DE CARTEIRA ASSINADA EM JUNHO, AUTORITARISMO NO BRASIL SE TORNA MAIS EXPLÍCITO E MAIS NOTÍCIAS

July 29, 2019

 Foto: Policiais rodoviários armados invadem reunião de coordenação de manifestação de professores em Manaus e fazem interrogatório

GUARULHOS PERDE EMPREGOS DE CARTEIRA ASSINADA EM JUNHO

Na ciranda de demissões e admissões de trabalhadores com carteira assinada o mês de junho foi desfavorável ais assalariados em Guarulhos. O saldo de empregos formais cortados foi negativo naquele mês: 412 empregos a menos. Foram demitidas 9.283 pessoas e admitidas 8.871. Só não foi pior o resultado porque o comércio que vinha perdendo empregos teve recuperação pelas contratações das grandes empresas de supermercado, que misturam atacado e varejo, e que vem engolindo o pequeno comércio. A indústria local continua seu calvário. Metade das demissões vieram da indústria. A outra metade das demissões veio do setor de serviços, que comandava antes o crescimento das contratações. A construção civil ficou praticamente no empate entre as demissões e admissões. Os dados são do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados do Ministério da Economia. Diferente do IBGE, o Caged só trabalha com empregos formalizados em carteira profissional.

 

POUCA DIVULGAÇÃO ESTÁ COMPROMETENDO VACINAÇÃO CONTRA SARAMPO DE JOVENS ENTRE 15 E 29 ANOS EM GUARULHOS

A segunda prévia da Campanha de Vacinação contra o Sarampo, que é destinada a jovens de 15 a 29 anos, apontou que menos de 7% – de um total de 335 mil habitantes de Guarulhos nessa faixa etária, segundo estimativa do IBGE – tomaram a vacina na cidade, nestes primeiros 20 dias de campanha, que teve início no dia 11 de julho. Os números abaixo da expectativa e, segundo profissionais de saúde da cidade, devem-se a pouca divulgação sobre os perigos da doença e sobre a possibilidade de vacinação dessa faixa etária. O sarampo é geralmente associado a bebês e não a jovens e adultos.

 

PROVA DE MATEMÁTICA CONSIDERADA DIFÍCIL NO CONCURSO DE ATENDENTE SUS EM GUARULHOS

Estavam inscritos 18 mil candidatos e candidatas para o concurso de atendente SUS, realizado neste domingo (28) em Guarulhos. A Prefeitura só se comprometeu com 20 vagas. Mas, se resolver, poderá contratar mais aprovados, conforme a ordem de classificação. A prova de Matemática foi considerada a mais difícil por quem fez o exame. O gabarito das 40 questões de múltipla escolha será conhecido nesta segunda (29). Quem fez as provas não podia levar para casa o questionário, nem fotografá-lo. O uso de celulares era evidentemente proibido. Os concorrentes apenas podiam levar consigo, após entregar a prova, o rascunho das respostas que haviam dado.  

 

PREFEITURA DE GUARULHOS CONTINUA AGINDO MAIS SOB PRESSÃO DA GRANDE MÍDIA DO QUE POR APELOS DA POPULAÇÃO

A atual administração municipal de Guarulhos mais uma vez demonstrou que é mais sensível à pressão da grande mídia do que aos apelos da população. Nesta sexta-feira (26), por meio de portaria publicada no Diário Oficial, o governo municipal determinou a instalação de uma sindicância para apurar denúncias divulgadas pelo noticiário da TV Record, do mesmo dia, segundo a qual pelo menos quatro médicos lotados no Ambulatório da Criança de Guarulhos não estariam cumprindo a jornada de trabalho em sua totalidade. Não é a primeira vez, nem a segunda, que a Prefeitura é célere em tomar decisões depois de matérias da grande mídia sobre temas que, há muito já, vinham sendo falados pelos usuários dos serviços públicos municipais sem a devida atenção por parte da administração.

 

NO PAÍS INTEIRO, A INDÚSTRIA ELIMINOU EMPREGOS NO MÊS PASSADO

Foram cerca de 11 mil os empregos a menos no setor industrial do Brasil no mês de junho. Exatamente 10.988 mais demissões do que admissões pelos registros do Caged. O comércio no país também reduziu o número de empregados no mês, reflexo da queda da renda popular com o alto desemprego e o rebaixamento dos salários. É comum a prática de admitir o novo empregado por salário menor. Quem salvou a situação e as atividades rurais, gerando um número positivo de admissões computando o país inteiro um saldo positivo de 48 mil admissões a mais do que as demissões.  Olhando os seis primeiros meses do ano, economistas que acompanham o desenrolar do mercado de trabalho avaliam que 2019 será semelhante a 2018. A crise continua forte.

 

ENQUANTO ISSO, GRANDES CORPORAÇÕES LUCRAM NA CRISE

Alguns exemplos do lucro obtido por grandes corporações de abril a junho deste ano mostram como a crise é para a maioria, não para todos. O Bradesco nestes três meses lucrou 6 bilhões e 500 milhões de reais. Mesmo a Ambev, que depende do consumo de cerveja no país, conseguiu lucrar de abril a junho 2 bilhões e 700 milhões de reais. O capital financeiro está ganham do muito mais do que grandes corporações como a Ambev que depende do consumo. No mundo, a gigante Alphabet, que controla o Google, teve no mesmo trimestre em operações em todo o planeta um lucro de quase 10 bilhões de dólares, o que em moeda brasileira significaria algo em torno de 38 bilhões de reais.  O Brasil, como o mundo, vive um ciclo de empobrecimento de bilhões de pessoas e concentração da riqueza em 1% da população que detém o grande capital.

 

AUTORITARISMO NO BRASIL SE APROFUNDA, VEJA A CRONOLOGIA DA SEMANA PASSADA

Na última terça-feira (23), sem nenhuma explicação, militares filmaram palestra de um cientista na Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência, SBPC. A palestra era sobre as ações do governo Bolsonaro na área de ciência e tecnologia. Neste mesmo dia, uma reunião do sindicato dos professores de Manaus, que tratava dos preparos para as manifestações contra Bolsonaro durante sua visita à cidade, foi invadida por policiais rodoviários, que se sentaram à mesa portando metralhadoras e iniciaram um interrogatório. A ordem veio do Exército brasileiro, disseram os policiais. Na quinta-feira (25), o ministro da Justiça baixou uma portaria que autoriza a deportação sumária de pessoas “perigosas para a segurança do Brasil”, violando a presunção de inocência para estrangeiros, o que é inconstitucional. Na sexta-feira (26), o deputado federal Filipe Barros (PSL-PR) protocolou junto à Procuradoria-Geral da República (PGR) um pedido de prisão temporária contra o jornalista Glenn Greenwald. No sábado (27), sem nenhuma justificativa legal, o presidente da República fez uma ameaça velada ao insinuar que o jornalista pode ser preso. Essa cronologia mostra claramente o avanço do autoritarismo no Brasil.

 

THE INTERCEPT BRASIL SOLTA NOTA SOBRE PRESSÃO DE MORO E GOVERNO BOLSONARO CONTRA SEUS JORNALISTAS

O site The Intercept Brasil (TIB) está sob duas frentes de ataque. De um lado o aparato de Estado mobilizado pelo Ministro da Justiça, ex-juiz Sérgio Moro, que tenta atacar a reputação do site e de seus jornalistas a partir da prisão e pressão sobre suas supostas fontes, até mesmo com afirmações que podem ser entendidas como possível destruição de provas que comprovam a veracidade das mensagens divulgadas, sobre as relações impróprias entre o ex-juiz e a força tarefa da Lava Jato. Do outro lado, o conjunto de forças difusas da extrema-direita brasileira, militância digital, políticos do PSL, movimentos como o Vem pra Rua, etc., que faz ameaças ao jornalista Glen Greewald. Essas pressões foram denunciadas pelo TIB em nota publicada neste domingo que conclui: “À medida em que novas revelações foram sendo publicadas – pelo Intercept e por nossos parceiros jornalísticos – eles [Moro e seus apoiadores] recorreram à mesma tática empregada por autoridades no mundo todo quando vêem sua corrupção sendo revelada pela imprensa: distrair a atenção de seus atos, demonstrados pelas reportagens, preferindo fixar seu discursos contra os jornalistas e suas fontes”.

 

 

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload