© 2017 gru360 / Aqui Guarulhos se encontra em 360 Graus 

FIQUE LIGADO: EM GUARULHOS CONTINUAM AS DEMISSÕES DE PESSOAS ACIMA DE 30 ANOS, DISPUTA POR MERCADO ENTRE REDES CRIMINOSAS ESTÁ NA RAIZ DOS MASSACRES EM PRESÍDIOS  E MAIS NOTÍCIAS

July 30, 2019

EM GUARULHOS CONTINUAM AS DEMISSÕES DE PESSOAS ACIMA DE 30 ANOS

Os dados do mês de junho do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados m(Caged) mostram que foram criados no mês passado em Guarulhos 518 novos empregos de carteira assinada  para jovens de 18 a 24 anos. Porém, no mesmo mês, foram reduzidos em 910 as vagas de trabalho para quem tem mais de 30 anos. Esta é a tragédia que vive hoje a geração intermediária entre a juventude e a velhice. Para poupar salários e admitir quem tem mais facilidade com as novas tecnologias, as empresas vão descartando os pais de família. Outro dado que mostra a tendência ao descarte do mercado de trabalho para uma multidão de pessoas éa preferência das empresas pela escolaridade de quem contrata. Enquanto 200 pessoas a mais foram admitidas por terem ensino médio completo, foram 400 pessoas demitidas por não terem alcançado este nível de escolaridade.

 

ITAÚ LUCRA 7 BILHÕES DE REAIS EM TRÊS MESES

O maior banco brasileiro, o Itaú Unibanco, lucrou de abril a junho deste ano 7 bilhões de reais. O Itaú tem 85 mil empregados no Brasil e está enxugando pelo menos mil funcionários a cada ano. E está fechando agências. Só em 2019 foram fechadas mais de 200 agências no país. Agora o Itaú abriu um programa de demissões incentivadas. Quem quiser sair vai ficar com plano de saúde garantido por 5 anos e receberá meio salário de bônus por cada ano trabalhado. Ou se preferir ficará com 10 salários de bônus mais dois anos de plano de saúde. O problema é o que estas pessoas vão fazer depois em face do avanço cada vez mais da tecnologia substituindo o trabalho das pessoas e num ambiente nacional de 18 milhões de desempregados. O Banco do Brasil anunciou que também está cortando pessoal, oferece demissão incentivada, e está cortando agências.  

 

TAXA QUE OS COMERCIANTES PAGAM PARA O USO DE CARTÃO DE CRÉDITO NAS MAQUININHAS DEVE SUBIR 40% EM AGOSTO

Neste mês de agosto, está programado um aumento de 40% nas tarifas de intercâmbio do cartão de crédito, esse é o nome da tarifa que os comerciantes, que usam as chamadas maquininhas de cartão, pagam quando recebem nessa modalidade de pagamento. Essa tarifa representa 70% dos custos operacionais das maquininhas e vão todos os dias, a partir de milhões de estabelecimentos comerciais, para apenas cinco bancos que operam no Brasil (Itaú, Bradesco, Banco do Brasil, Santander e CAIXA). A expansão dos pagamentos com cartão forçou até mesmo os pequenos comerciantes a usarem maquininhas para pagamento, achatando seus rendimentos e engordando os grandes bancos.

 

DISPUTA POR MERCADO ENTRE REDES CRIMINOSAS ESTÁ NA RAIZ DOS MASSACRES EM PRESÍDIOS 

Na manhã de segunda-feira, 57 pessoas ligadas à facção carioca Comando Vermelho (CV) foram mortas no Centro de Recuperação Regional de Altamira. Entre eles, 16 foram decapitados e os outros morreram por asfixia após serem sufocados pela fumaça de um incêndio iniciado pelo grupo rival, o Comando Classe A. Os últimos massacres do país, iniciados em janeiro 2017, repetem a mesma dinâmica: membros de uma das facções invadem setores comandados pelo grupo rival e, com decapitações e requintes de barbárie, matam dezenas de detentos. No pano de fundo desses episódios está o conflito entre as duas maiores redes criminosas do país pelo controle do tráfico de drogas: Comando Vermelho e Primeiro Comando da Capital (PCC). Camila Nunes Dias, professora da Universidade Federal do ABC e pesquisadora Núcleo de Estudos da Violência (NEV) da USP, diz que esses conflitos no Norte e Nordeste ocorrem principalmente por conta da fragmentação das facções na região que se dá com a nacionalização dos grandes grupos do Sudeste. "Quando esses grupos do Sudeste se nacionalizam, isso produz um arranjo em cada lugar, que é marcado pelo surgimento de grupos locais. No Norte e Nordeste, eles são muito fragmentados e isso favorece para que eles sejam mais instáveis, o que causa mais riscos de rebeliões violentas", afirmou.

 

NÚMERO DE OBESOS CRESCE NO BRASIL

Obesidade pode significar diabetes, hipertensão, doenças cardiovasculares e outras, provocadas por uma alimentação com alto teor de gordura, ou ultraprocessados, ou açucarados, e suas consequências.  Pesquisa feita pelo Ministério da Saúde para todo o ano de 2018 mostrou que, no estado de São Paulo, a cada 10 pessoas 2 são consideradas obesas. Se for analisado o excesso de peso, que não se classifica como obesidade embora a inclua, no Brasil inteiro mais da metade da população (55%) está acima do peso considerado saudável. O Ministério da Saúde se preocupa com isso por dois motivos. De um lado, cabe-lhe cuidar da saúde. De outro, seus gastos com o SUS estão congelados e reduzidos pela PEC do Teto, mudança constitucional feita ainda no governo Temer.

 

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload