© 2017 gru360 / Aqui Guarulhos se encontra em 360 Graus 

FIQUE LIGADO: SECRETARIA  ESTADUAL DA SAÚDE PODE FECHAR OU PRIVATIZAR A FURP, 45 MILHÕES DE BRASILEIROS NÃO TEM ACESSO A SERVIÇOS BANCÁRIOS E MAIS NOTÍCIAS

August 17, 2019

SECRETARIA  ESTADUAL DA SAÚDE PODE FECHAR OU PRIVATIZAR A FURP

A Secretaria Estadual de Saúde de São Paulo cogita fechar ou privatizar a Fundação para o Remédio Popular (Furp), maior fabricante pública de medicamentos no país, e que possui uma tradicional fábrica em Guarulhos, próxima aos hospitais Stella Maris e Padre Bento. Só no ano passado, a Fundação produziu quase 530 milhões de medicamentos para o SUS. É a única fabricante dos remédios que servem para o tratamento de tuberculose. A decisão pelo fechamento ou privatização deve ser tomada após da conclusão de uma consultoria contratada pelo governo. Questionada pelo jornal o Estado de São Paulo, a Secretaria afirmou que “terá como prioridade a garantia da continuidade do fornecimento gratuito dos medicamentos à população”. E que estariam garantidos os empregos dos quase três mil funcionários da Furp. Embora não explicou como.

 

CRISE DA SAÚDE EM GUARULHOS TAMBÉM NOS DOIS HOSPITAIS ESTADUAIS 

A espera tem sido longa no Pronto Socorro do Hospital Geral do Cecap. Cerca de 160 pessoas nesta quinta estavam aguardando na sala de espera enquanto outras 100 pessoas eram atendidas. E no Hospital Padre Bento, também estadual, era longa a fila na parte de fora para consulta e tratamento oftalmológico.

 

FAZ MAIS DE 4 ANOS QUE DESIGUALDADE NO BRASIL CRESCE SEM PARAR 
A desigualdade de renda no Brasil continuou aumentando de abril a junho   de 2019 como veio ocorrendo sem parar nos últimos quatro anos, segundo pesquisa da Fundação Getúlio Vargas, a partir de dados do IBGE. De 2014 a 2019, a renda do trabalho da metade mais pobre da população caiu 17%, segundo o estudo. Já a renda dos um por cento mais ricos subiu 10% nesse período. A renda da fatia da população considerada de classe média teve queda de 4%. Ou seja, os mais ricos tem ganhado com a longa crise política e econômica brasileira. 

 

45 MILHÕES DE BRASILEIROS NÃO TEM ACESSO A SERVIÇOS BANCÁRIOS
Há 45 milhões de desbancarizados no Brasil, que movimentam por fora dos bancos mais de 800 bilhões de reais por ano, sem acesso aos serviços financeiros de instituições. Os dados fazem parte de uma pesquisa do Instituto Locomotiva, especializado em economia popular. Segundo o levantamento, a quase totalidade dos desbancarizados pertencem às classes populares, designadas por renda de classes C, D e E. Cerca de 40% estão  na região Nordeste. Uma das formas utilizadas para suprir a falta de acesso aos serviços financeiros é emprestar o cartão de crédito de amigos ou parentes, artifício usado por mais da metade dos desbancarizados.

 

CORTE DE VERBAS PARA PESQUISA COLOCA EM RISCO A INOVAÇÃO NO BRASIL
O presidente da República oficializou, na noite desta quinta-feira (15), que não haverá dinheiro para financiar 84 mil bolsas de estudos e pesquisas em andamento e fazer novos contratos, que estavam previstos para este ano no orçamento do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq), órgão ligado ao ministério da Ciência e Tecnologia. O valor suplementar que deveria ser sido repassado pelo Ministério da Economia para garantir a produção de pesquisas acadêmicas é de R$ 330 milhões. O CNPq é responsável por mais da metade de toda a pesquisa científica produzida no Brasil. A iniciativa privada brasileira não investe em pesquisa e inovação, cabendo esta importante tarefa da soberania nacional às universidades públicas, que também estão sofrendo corte de verbas pelo atual governo. 

 

EM JULHO, FLORESTA AMAZÔNICA PERDEU UMA ÁREA DO TAMANHA DA CIDADE DO RIO DE JANEIRO
O desmatamento na Amazônia Legal cresceu mais de 65% em julho deste ano em relação ao mesmo período de 2018, segundo um relatório mensal, com dados captados por satélite, divulgado nesta sexta-feira (16), pelo instituto de pesquisa Imazon. Segundo os dados, somente no mês passado foi desmatada  uma área maior que o território da cidade do Rio de Janeiro.

 

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload