© 2017 gru360 / Aqui Guarulhos se encontra em 360 Graus 

FIQUE LIGADO: PREFEITURA DE GUARULHOS GASTA 44 MILHÕES COM LIXO EM SEIS MESES, VEJA A A LISTA DE EMPRESAS ESTATAIS QUE SERÃO PRIVATIZADAS POR BOLSONARO E MAIS NOTÍCIAS

August 22, 2019

PREFEITURA DE GUARULHOS GASTA 44 MILHÕES COM LIXO EM SEIS MESES

Conforme dados acumulados até o final de junho de 2019, a Prefeitura de Guarulhos pagou em seis meses com coleta e deposição do lixo 44 milhões e 400 mil reais. A maior fatia, 28 milhões, foi para a empresa Trail, sucessora da Quitaúna, que com seus caminhões coleta o lixo nas ruas. A segunda quantia foi para o aterro da CDR da Capital, 9 milhões. O lixo de Guarulhos é depositado lá desde o início do ano devido ao desabamento de parte do aterro de Guarulhos que o mantém interditado até hoje.   A administradora do aterro de Guarulhos na época da catástrofe, a Proactiva, continua lá e recebeu 4 milhões e 700 mil reais nestes seis meses de inatividade do aterro. O restante do pagamento é para empresas que coletam e levam a tratamento o chorume (líquido tóxico) e o lixo da saúde.

 

GENERAL SEM EXPERIÊNCIA NA ÁREA DE AVALIAÇÃO ESCOLAR SERÁ O RESPONSÁVEL PELO ENEM

O Ministério da Educação confirmou, nesta quinta-feira (22), a nomeação do general da reserva Carlos Roberto Pinto de Souza para a Diretoria de Avaliação da Educação Básica (Daeb). É esse órgão que coordena a elaboração do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). Souza não tem formação na área de avaliação escolar. Até então, trabalhava como assessor no Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações. Suas experiências anteriores são como servidor público no campo da Defesa: foi instrutor no Exército, chefe do Centro de Defesa Cibernética e comandante do Centro de Comunicações e Guerra Eletrônica do Exército. Ele será o quarto indicado pelo governo Bolsonaro, em oito meses de gestão, para assumir a diretoria que cuida de avaliações da educação básica dentro do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), vaga desde maio. Mesmo antes de tomar posse, o presidente Bolsonaro já anunciava que as provas do Enem não teriam mais questões que ele considerasse “de esquerda”, como as ligadas a direitos humanos por exemplo.

 

SENADO NÃO ACATOU PROPOSTA DO GOVERNO DE LIBERAR TRABALHO AOS DOMINGOS SEM HORA EXTRA

O Senado aprovou nesta quarta-feira (21) a medida provisória conhecida como MP da liberdade econômica, que na verdade é um aprofundamento da retirada de direitos já presente na reforma trabalhista aprovada no governo Temer. Durante a votação desta quarta-feira, os senadores decidiram retirar da MP o trecho aprovado pela Câmara que permitia trabalho aos domingos e feriados. A CLT prevê que o descanso "deverá coincidir com o domingo, no todo ou em parte", e a proposta aprovada pela Câmara previa o descanso "preferencialmente aos domingos", abrindo espaço para a concessão do benefício em outros dias da semana. Quando o Senado muda um projeto enviado pela Câmara, a proposta é submetida a uma nova votação pelos deputados. No caso da MP da liberdade econômica, porém, os senadores consideraram o trecho sobre trabalho aos domingos como "matéria estranha" e, por isso, o projeto seguirá para sanção ou veto do presidente Bolsonaro sem ter de voltar à Câmara. Continue lendo depois da propaganda... 

COMISSÃO PRESIDIDA POR FILHO DE BOLSONARO APROVA USO PELOS EUA DE BASE DE FOGUETES NO MARANHÃO

A Comissão de Relações Exteriores e de Defesa Nacional da Câmara dos Deputados aprovou, nesta quarta-feira (21), o acordo assinado entre o Brasil e os Estados Unidos sobre Salvaguardas Tecnológicas relativas ao uso do Centro Espacial de Alcântara, no Maranhão. O acordo estabelece regras para o uso do centro de Alcântara por países que utilizam tecnologia americana – presente em 80% dos componentes de foguetes e lançadores. O acordo, assinado em 18 de março em Washington pelos presidentes dos Estados Unidos e do Brasil, Donald Trump e Jair Bolsonaro, foi aprovado por 21 votos favoráveis contra seis contrários. Esta Comissão é presidida por Eduardo Bolsonaro, filho do presidente e que sonha em ser embaixador nos Estados Unidos, talvez isso explique a subserviência aos interesses norte-americanos do acordo aprovado. Só técnicos norte-americanos indicados pelos Estados Unidos terão acesso a algumas áreas e equipamentos. Cria-se assim um território dos Estados Unidos dentro do Brasil. Agora o texto vai para votação na Câmara Federal.

 

VEJA A A LISTA DE EMPRESAS ESTATAIS QUE SERÃO PRIVATIZADAS POR BOLSONARO

Dando continuidade ao projeto de desmonte do Estado Brasileiro, o governo Bolsonaro anunciou nesta quarta-feira (21) um plano para privatizar nove empresas estatais. O anúncio foi feito no Palácio do Planalto e segundo o secretário de Desestatização, Salim Mattar, o plano do governo envolve as seguintes empresas: Telebras, Correios, Companhia Docas do Estado de São Paulo (Codesp), Empresa de Tecnologia e Informações da Previdência Social (Dataprev), Serviço Federal de Processamento de Dados (Serpro), Empresa Gestora de Ativos (Emgea), Centro de Excelência em Tecnologia Eletrônica Avançada (Ceitec), Ceagesp e  Agência Brasileira Gestora de Fundos Garantidores e Garantias (ABGF). Além dessas, o governo prevê a concessão dos parques nacionais de Lençóis Maranhenses (MA) e Jericoacoara (CE). Durante a apresentação do plano, o governo falou em também incluir creches e presídios no programa de privatizações, mas não explicou quais seriam os projetos. 

 

 

 

 

 

 

 

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload