© 2017 gru360 / Aqui Guarulhos se encontra em 360 Graus 

FIQUE LIGADO: ACIDENTADOS DE GUARULHOS SOFREM COM VAI E VEM ENTRE HMU E UPA PAULISTA, MORADORES JULGAM QUE PA PARAÍSO NÃO SERÁ REABERTO NO PRAZO E MAIS NOTÍCIAS

September 4, 2019

ACIDENTADOS DE GUARULHOS SOFREM COM VAI E VEM ENTRE HMU E UPA PAULISTA

Em Guarulhos, quem sofre um acidente pensa imediatamente em procurar o Hospital Municipal de Urgências (HMU). Acontece que faz mais de ano que o HMU não atende quem o procura diretamente, precisa de algum encaminhamento de alguma outra unidade de saúde da cidade. O que vem acontecendo chega a ser surreal, a pessoa acidentada procura o HMU e, lá chegando, passa por uma triagem e é orientada a buscar atendimento na UPA Paulista. Ao chegar na UPA Paulista, o usuário é encaminhado para o HMU de ambulância e, assim, consegue ser atendido. Parece maluquice, mas tem sido uma prática comum na saúde pública de Guarulhos. 

 

MORADORES JULGAM QUE PA PARAÍSO NÃO SERÁ REABERTO NO PRAZO

Membros da Comissão de moradores do PA Paraíso julgam que, se mantido o atual ritmo da obra, o Pronto Atendimento fechado há quase dois anos, não estará pronto para funcionar no dia 8 de dezembro como prometido pela Prefeitura. O projeto original foi reduzido. Previa aumentar a altura do teto. Isto foi descartado. A Prefeitura alegou para fechar o PA que precisaria reforçar a estrutura. No entanto, está aproveitando a estrutura anterior, exceto pequena alteração nos fundos do prédio. Além da dificuldade de concluir a obra no prazo, outras medidas precisarão ao final serem tomadas, como as instalações de oxigênio e ar comprimido, adquirir e montar equipamentos, como raio-X, contratar médicos e funcionários. E, além disso, dispor de cerca de 2 milhões de reais por mês para garantir seu funcionamento.

 

ANÁLISE DA PESQUISA NACIONAL DATAFOLHA MOSTRA QUE SÓ 12% DA POPULAÇÃO APOIA EM TUDO BOLSONARO

Especialistas em pesquisa que dirigem o Datafolha analisaram os resultados da pesquisa nacional feita no final da semana passada e concluíram que não passa de 12%   o chamado “núcleo duro” da população que apoia o presidente Bolsonaro em tudo. Estes votaram nele, apoiam integralmente o que tem feito, inclusive suas declarações de baixo calão, e têm expectativas positivas quanto ao futuro. A maioria destes apoiadores incondicionais é formada de homens brancos, mais velhos, com renda acima de 3 mil reais/mês, e nível superior de escolaridade. O estudo mostra que ainda guardam um entusiasmo médio em relação ao presidente outros 22% da população. Neste caso, a maioria evangélicos, porém críticos ao linguajar do presidente. Continue lendo depois da propaganda...

Apoio:

NÚCLEO DURO DE OPOSIÇÃO A BOLSONARO É DE 30% DA POPULAÇÃO, SEGUNDO DATAFOLHA

Os especialistas do Datafolha verificaram nesta pesquisa nacional recente que 30% da população reprova intensamente o presidente. Não votaram nele, rejeitam sua gestão, suas ações e declarações, e têm expectativa negativa sobre o futuro deste mandato. A maioria são mulheres, moradores do Nordeste, negros, e têm renda menor que 3 mil reais/mês. Críticos médios são 14% da população. Não votaram nele, mas, eleito e no poder, ainda guardam algum grau de confiança. A maioria é de pessoas menos escolarizadas e de menor renda.     

 

MOTORISTAS DE APLICATIVO SOFREM APERTO DE FISCALIZAÇÃO NA CAPITAL PAULISTA

A Prefeitura de São Paulo também tem apertado a fiscalização sobre os motoristas de aplicativo, tipo Uber. Somente no primeiro semestre de 2019, a administração da capital já  autuou 1.200 motoristas desse modelo de transporte. Irregularidades com o documento do veículo se revelam o problema mais comum, de acordo com dados do Departamento de Transportes Públicos (DTP) do município. Neste ano, o prefeito de São Paulo, Bruno Covas (PSDB), regulamentou o transporte por aplicativo na cidade, com regras para autônomos parecidas com as leis que regulam o serviço de táxi. De abril a agosto, quase 20 mil veículos foram fiscalizados (quase 6 mil somente em agosto), o que demonstra um forte aumento na fiscalização desse serviço. 

Apoio:

 

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload