© 2017 gru360 / Aqui Guarulhos se encontra em 360 Graus 

FIQUE LIGADO: INCÊNDIO EM GUARULHOS DESTRÓI CASAS ENTRE VILA BARROS E TABOÃO, INTERNET RUIM E COMPUTADORES VELHOS AUMENTAM AS FILAS NA SAÚDE E MAIS NOTÍCIAS

September 12, 2019

INCÊNDIO EM GUARULHOS DESTRÓI CASAS ENTRE VILA BARROS E TABOÃO

Um incêndio, na tarde desta quinta (12), atingiu e destruiu um grande número de casas na comunidade do Jardim Zimbardi, junto ao Jardim Ipanema entre a Vila Barros e o Taboão em Guarulhos. A causa provável foi na rede elétrica dos barracos que ainda existiam naquela que anteriormente se chamava Favela do Zimbardi. Não há notícias de vítimas. Mas os danos materiais foram totais em muitas residências como as imagens de vídeo mostram. O incêndio atingiu casas da Rua Cândido Rodrigues Barbosa.

 

INTERNET RUIM E COMPUTADORES VELHOS AUMENTAM AS FILAS NAS UNIDADE DE SAÚDE DE GUARULHOS

Nas mídias sociais de Guarulhos, entre a última sexta-feira (6) e quarta-feira (11), muitas reclamações sobre a demora no sistema de atendimento das unidades de saúde de Guarulhos. A “internet está ruim hoje” tem sido a explicação para essa situação que tem causado irritação nos usuários que já estão sendo atendidos e grandes filas de outros muitos esperando por atendimento. Segundo funcionários da saúde, o problema é uma mistura de internet sempre caindo e computadores velhos que rodam com dificuldade o Siss (software de sistema utilizado pela Prefeitura)

 

PRIVATIZAÇÃO DE SERPRO E DATAPREV SIGNIFICA PRIVATIZAR DADOS QUE PERTENCEM A DEZENAS DE MILHÕES DE BRASILEIROS E BRASILEIRAS

O Governo Jair Bolsonaro (PSL) declarou que pretende privatizar, o Serpro e a Dataprev. São empresas de processamento de dados que guardam informações de quase todos os 210 milhões de brasileiros e brasileiras. O Serpro processa informações como a declaração do imposto de renda, a emissão de passaportes e carteiras de motoristas, o pagamento do Bolsa Família, os registros sobre veículos roubados ou furtados em todo o país, dados da Agência Brasileira de Inteligência, do sistema de comércio exterior e de transações que passaram pelos portos e aeroportos nacionais, entre outros. Na Dataprev, estão todos os registros de nascimento e óbitos no país, cadastros trabalhistas de nacionais e estrangeiros, detalhes das empresas registradas em todos os estados, além do processamento dos pagamentos de aposentadorias, pensões e seguro desemprego. Isso tudo pode passar a ser controlado por uma empresa privada.

 

RISCO DE DESEQUILÍBRIO DOS PROCESSOS DEMOCRÁTICOS 

Em plena era da informação, a venda do Serpro e da Dataprev pode representar um risco para o equilíbrio democrático. As eleições de Trump, nos EUA; do Brexit, no Reino Unido; e de Bolsonaro, no Brasil já  mostraram o peso do uso intensivo de impulsionamento de conteúdos em mídias sociais, como Facebook e WhatsApp (que a rigor são gigantesco bancos de dados pessoais de seus usuários) no resultado final de processos eleitorais. Entre os interessados na compra de Serpro e Dataprev está a Neoway, empresa de Big Data ligada à Lide, empresa ligada ao governador de São Paulo, João Dória, que já está em plena campanha pela Presidência da República. Continue lendo depois da propaganda...

Apoio:

CERRADO E PANTANAL TAMBÉM SOFREM COM QUEIMADAS

O governador Reinaldo Azambuja (PSDB), do Mato Grosso do Sul, decretou, nesta quinta-feira (12), estado de emergência no estado por causa das queimadas no estado, que em 40 dias consumiram mais de um milhão de hectares, a maior parte no pantanal. Na terça-feira (10), o Mato Grosso já havia decretado emergência pelo mesmo motivo. Corumbá passou a ser o município com o maior índice de queimadas do Brasil este ano. Em Miranda, o fogo ameaça uma fazenda turística que também desenvolve pesquisas e projetos de preservação da onça pintada e de arara azul. As queimadas no cerrado mudaram a paisagem de várias cidades do Centro Oeste e aumentaram as doenças respiratórias. Nas principais unidades de saúde de Cuiabá, por exemplo o movimento cresceu 30%. Os incêndios provavelmente têm causa humana e se propagam devido à onda de calor que afeta o Cerrado nos últimos dias.

Apoio:

 

 

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload