© 2017 gru360 / Aqui Guarulhos se encontra em 360 Graus 

FIQUE LIGADO: PASSEATA E AUDIÊNCIA PÚBLICA CONTRA FECHAMENTO DA FURP REÚNE CERCA DE 500 PESSOAS, MOTORISTAS DE UBER PERDEM HORAS EM FILA DE CADASTRO EM GUARULHOS E MAIS NOTÍCIAS

October 7, 2019

 

PASSEATA E AUDIÊNCIA PÚBLICA CONTRA FECHAMENTO DA FURP REÚNE CERCA DE 500 PESSOAS

Na sexta-feira (4), centenas de trabalhadores e trabalhadoras da FURP, fábrica de medicamentos do estado em Guarulhos, participaram de audiência pública na Câmara de Guarulhos contra o fechamento da fábrica anunciado pelo governador. Na audiência, precedida de passeata, houve a presença de parlamentares: vereadores, Jesus, presidente da Câmara, José Luiz, Luís da Sede, Janete Pietá, Maurício Brinquinho, Edmilson; do deputado federal Alencar, e do deputado estadual Gianazzi, além de outras lideranças da cidade e representantes de outros parlamentares. O Sindicato da categoria, Sindquímicos, e a comissão de fábrica, organizaram a manifestação. O compromisso dos presentes à audiência foi ampliar a adesão ao movimento e manter a mobilização para impedir que mais de mil empregos sejam cortados e que mais uma indústria deixe de existir em Guarulhos. Uma ausência importante e não justificada foi a de representantes da Prefeitura.

 

A PREFEITURA DE GUARULHOS NÃO ESTÁ COMPRANDO REMÉDIOS DA FURP

Em sua fala na audiência pública, o presidente do Sindicato dos Químicos e Famacêuticos, Antônio Silvan, reclamou que a Prefeitura de Guarulhos não está comprando remédios da FURP. Ela está preferindo adquirir em laboratórios privados. Outra reclamação é que o governo estadual, a quem pertence a Fundação FURP, tem preferido enviar quantias em dinheiro a municípios para adquirir medicamentos no lugar de enviar diretamente os medicamentos que a FURP produz. Os oradores se referiram ao desmonte progressivo da fábrica. Ela no passado funcionava sem interrupção e agora só funciona durante o dia com um turno. Para fechar a FURP o governo estadual terá que aprovar na Assembleia Legislativa uma lei extinguindo a Fundação que foi criada por lei estadual há 50 anos.

 

MOBILIZAÇÃO DE IGREJAS E DE POLÍTICOS PREDOMINA NA ELEIÇÃO DOS CONSELHOS TUTELARES

Dos 845 mil eleitores cadastrados em Guarulhos pouco mais de 33 mil compareceram para votar neste domingo (6) para eleger conselheiras e conselheiros tutelares dos direitos das crianças e adolescentes, para um mandato de quatro anos. São 6 conselhos na cidade: Pimentas, Taboão, Centro, Bonsucesso, Cumbica, São João, cada um com 5 representantes. As mulheres formam larga maioria das pessoas eleitas: 24 das 30 vagas. As igrejas, especialmente igrejas evangélicas, predominaram na campanha e na eleição. A seguir vinha, com bem menos representantes, a igreja católica. Como regra, as pessoas eleitas tinham o apoio complementar ou até, em alguns casos, apoio predominante de parlamentares e de políticos ligados à atual administração municipal. Quatro candidaturas tiveram mais de 2 mil votos. E 27 outras tiveram mais de mil votos. Mas o número de votantes não é uma soma dos votos a cada candidata ou candidato. Porque cada eleitor ou eleitora precisava digitar cinco vezes. Se votasse numa só candidatura tinha que digitar branco ou nulo quatro vezes para que concluísse seu voto na urna eletrônica.

 

MOTORISTAS DE UBER PERDEM HORAS EM FILA DE CADASTRO EM GUARULHOS

A foto mostra a imensa fila de motoristas de Uber e outros aplicativos se cadastrando na Rodoviária do Cecap em Guarulhos para atender à determinação de decreto da Prefeitura de Guarulhos. Os motoristas defendiam o cadastro eletrônico e uma série de outras mudanças no decreto regulamentador, não atendidas pela Prefeitura. Há uma convocatória circulando na internet chamando para uma manifestação de protesto na Prefeitura contra o decreto que estabelece exigências, cobranças e multas que desagradaram intensamente esta nova categoria de trabalhadores de empregos sem direitos trabalhistas. 

 

FOGO NA FLORESTA E FOGO NO ÂNIMO EVANGELIZADOR NA FALA DO PAPA SOBRE AMAZÔNIA

O Papa Francisco ao abrir neste domingo (6) em Roma a assembleia de 185 bispos dos nove países da Amazônia disse: “O fogo ateado por interesses que destroem, como o que devastou recentemente a Amazônia, não é o do Evangelho. O fogo de Deus alimenta-se com a partilha , não com os lucros”. O chamado Sínodo da Amazônia, com bispos e especialistas convidados, será longo, de 6 a 27 de outubro. Para se referir à necessidade de os católicos reacenderem a ação pastoral o Papa suou imagens do fogo em sentido figurado, dizendo: “O fogo não se alimenta sozinho, morre se não for mantido vivo, apaga-se se a cinza o cobrir. Se tudo continua igual, se os nossos dias são pautados pelo ‘sempre se fez assim’, então o dom desaparece”. O Sínodo tem como objetivos: renovar as ações da Igreja Católica na Amazônia, a defesa do meio ambiente, dos indígenas e das condições econômicas e sociais da região. O relator-geral da assembleia é um cardeal brasileiro da ala progressista da Igreja: Dom Cláudio Hummes, que foi bispo de Santo André e arcebispo de São Paulo.

 

MANIFESTAÇÕES CONTRA O CORTE DE INVESTIMENTOS NO MINHA CASA MINHA VIDA ACONTECERAM EM 12 CAPITAIS

Nesta segunda-feira (7), manifestações em São Paulo e outras 11 capitais brasileiras, entre elas Salvador (BA), Belo Horizonte (MG), Rio de Janeiro (RJ), Porto Alegre (RS) e Belém (PA) marcaram o Dia Mundial dos Sem Teto. A pauta central em todas estas cidades foi  o desmonte do programa Minha Casa Minha Vida. Em setembro, o governo Bolsonaro cancelou duas portarias que previam a destinação de verbas federais para a construção de 35 mil unidades habitacionais no país todo. E para 2020, o Governo Federal já anunciou um corte de quase 2 bilhões de Reais do Programa Minha Casa Minha Vida. 

 

SOCIALISTAS VENCEM NOVAMENTE EM PORTUGAL

Em Portugal, o Partido Socialista comandado pelo atual primeiro-ministro, António Costa, conseguiu a vitória na eleição realizada neste domingo (6). O partido de Costa recebeu 36,65% dos votos e conquistou 106 cadeiras. Já o Partido Social Democrata (PSD, centro-direita), do atual líder da oposição Rui Rio, ficou em segundo lugar, com 27,9% dos votos e 77 assentos. No entanto, para conseguir governar, os socialistas precisarão reeditar a composição política que conseguiu colocar o país de volta ao desenvolvimento econômico e social, aliando-se ao Bloco de Esquerda e ao Partido Comunista (PC), que tiveram 10% e 7% dos votos respectivamente. O nome Geringonça, que começou como uma crítica da centro-direita, foi apropriado pelos grupos de esquerda portugueses e acabou se tornando uma referência internacional de articulação política e governança exitosas.

 

 

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload