© 2017 gru360 / Aqui Guarulhos se encontra em 360 Graus 

FIQUE LIGADO: REPASSES DA PREFEITURA DE GUARULHOS PARA EMPRESAS DE ÔNIBUS DOBRAM EM UM ANO, METALÚRGICOS DA FORD FIZERAM ÚLTIMA ASSEMBLEIA NA FÁBRICA DE SÃO BERNARDO E MAIS NOTÍCIAS

October 30, 2019

EM GUARULHOS, PROJETO DE LEI PODE TRAZER MUDANÇAS IMPORTANTES PARA MORADIA POPULAR
A atual gestão da Prefeitura de Guarulhos está completando três anos sem ter uma política habitacional definida. A Prefeitura até aqui apenas reagia a iniciativas do Ministério Público e dos movimentos de moradia. O MP levou ao Judiciário mais de 50 ações de despejo ou de reurbanização atingindo cerca de 10 mil famílias. Os movimentos de moradia, especialmente o MTST, defenderam o direito de morar em ocupações mais antigas ou mais recentes. Agora, com o atual secretário de Habitação, Sílvio Figueiredo, que já passou pela área habitacional no governo estadual de Alckmin e no governo federal de Temer, surgiu um projeto de lei enviado à Câmara Municipal que procura definir uma parte de política habitacional. O projeto é inspirado em lei federal aprovada em julho de 2017 (Lei 13.465). Seu objetivo é dar titularidade legal a lotes e casas situadas em loteamentos clandestinos ou irregulares em glebas privadas, e ainda legitimar a propriedade de lotes e casas em terras públicas.  O projeto que objetiva aplicar em Guarulhos a lei federal será apreciado pelos vereadores no final de novembro ou início de dezembro.


REPASSES DA PREFEITURA DE GUARULHOS PARA EMPRESAS DE ÔNIBUS DOBRAM EM UM ANO

A análise dos gastos comparativos da Prefeitura de Guarulhos de janeiro a setembro do ano passado, para o mesmo período deste ano, mostram que o subsídio da Prefeitura para as empresas de ônibus que operam o transporte municipal cresceu mais de 100% de um ano para outro. Em 2019 a Prefeitura repassou às empresas 20 milhões e 600 mil reais em nove meses (média de 2 milhões e 600 mil por mês). No ano passado, no mesmo período, a Prefeitura havia repassado apenas 9 milhões e 500 mil reais, em média pouco mais de 1 milhão de reais por mês. No seu programa de governo, o atual prefeito, prometeu o passe livre para a juventude. Tudo indica estar segurando este novo aumento dos subsídios públicos às empresas de ônibus para o final de seu mandato, deixando a conta para seu sucessor.


FUNDAÇÃO GETÚLIO VARGAS MOSTRA QUE 30 MILHÕES DE PESSOAS NO BRASIL PERTENCEM A FAMÍLIAS RICAS
Entre os 211 milhões de habitantes do Brasil, 30 milhões pertencem às classes ricas e alta classe média, que para o padrão de desigualdade podem também ser consideradas ricas. A renda média mensal por pessoa da família neste topo da pirâmide social brasileira é de R$ 8.159. Os dados são da Fundação Getúlio Vargas, onde seu corpo técnico fez estudos sobre a Pesquisa Nacional de Amostra por Domicílios. Segundo o estudo, as classes mais pobres têm 62 milhões de pessoas. No meio entre estes dois extremos fica a chamada “nova classe média”, que como os pobres sofre duramente com a crise. A mesma crise que não atinge os de cima, pois cresceu perto de 1% os integrantes do topo da pirâmide no duro ano de 2018. 


METALÚRGICOS DA FORD FIZERAM ÚLTIMA ASSEMBLEIA NA FÁBRICA DE SÃO BERNARDO

Aconteceu na manhã desta terça-feira (29), a última assembleia dos funcionários da Ford de São Bernardo do Campo. No ano em que completa cem anos no Brasil, a multinacional norte-americana encerra amanhã (30) as atividades na fábrica do ABC Paulista. A unidade foi implantada em 1967 e por lá passaram pelo menos 100 mil trabalhadores, segundo o Sindicato dos Metalúrgicos. Os aproximadamente 650 funcionários que ainda permanecem serão dispensados a partir de quinta-feira, na base de 100 por dia. Parte do pessoal administrativo continuará trabalhando no local, até março, quando haverá transferência para o bairro paulistano da Vila Olímpia. A Ford anunciou o fechamento da fábrica em fevereiro. Representantes dos trabalhadores foram aos Estados Unidos conversar com a direção mundial da empresa, sem sucesso. A unidade empregava aproximadamente 4.330 funcionários, sendo 1.650 diretos na produção, 750 mensalistas, 230 executivos e 200 afastados, além de 1.500 terceirizados, a maior parte também na produção. 

 

AUMENTA A TENSÃO ENTRE BOLSONARO E O NOVO PRESIDENTE DA ARGENTINA
O presidente Bolsonaro está brigando no Brasil com o Supremo Tribunal Federal, com a mídia, com a OAB, com seu próprio partido político, com militares, com antigos aliados. Mas, resolveu brigar no mundo com a ONU, com a Venezuela, com o presidente da França, com o Papa, e agora com o recém-eleito presidente da Argentina, Alberto Fernández. Bolsonaro acusou seu futuro colega argentino de se imiscuir em assuntos brasileiros quando este visitou Lula na prisão em Curitiba, e quando, após a vitória, fez com seus apoiadores o gesto L, que significa Lula Livre. Mas, Bolsonaro se meteu em assuntos argentinos quando antes da eleição declarou apoio ao atual presidente Macri, derrotado nas urnas, falou mal do então candidato Fernández, e agora declarou que o povo argentino escolheu mal ao eleger seu novo presidente. Esta briga tem consequências econômicas, pois a Argentina é a principal importadora de produtos industriais brasileiros.

 

PRIMEIRO-MINISTRO DO LÍBANO RENUNCIA APÓS DUAS SEMANAS DE MANIFESTAÇÕES
Alvo de manifestações de rua há duas semanas, o primeiro-ministro do Líbano, Saad Hariri, anunciou sua renúncia nesta terça-feira (29). Hariri afirmou que o país chegou a um impasse e sua renúncia talvez seja um choque necessário para ultrapassar a crise. Os protestos que mobilizaram centenas de milhares de manifestantes começaram contra um projeto de taxar chamadas feitas por meio do aplicativo WhatsApp, mas a pauta de reivindicações logo se ampliou e passou a focar corrupção política endêmica, crise econômica e problemas em serviços públicos. No Chile, o presidente, Sebastian Piñera, decretou o fim do Estado de emergência e do toque de recolher neste domingo (27) e substituiu oito ministros do país nesta segunda-feira (28), mas os manifestantes pedem a renúncia do presidente e a realização de novas eleições.

Apoio: 

 

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload