© 2017 gru360 / Aqui Guarulhos se encontra em 360 Graus 

FIQUE LIGADO: SITUAÇÃO NO HOSPITAL DO PIMENTAS SEGUE INSUSTENTÁVEL, IMENSA RESERVA DE JOVENS DESEMPREGADOS VAI SUBSTITUINDO OS MAIS ADULTOS E MAIS NOTÍCIAS

November 5, 2019

SITUAÇÃO NO HOSPITAL DO PIMENTAS SEGUE INSUSTENTÁVEL 

O hospital do Pimentas está com a lotação 60% acima do seu limite máximo, segundo informações do Conselho Municipal de Saúde. Além da superlotação, o hospital sofre com a falta de médicos e de insumos básicos (falta até gaze e seringa). A Prefeitura deve 23 milhões de reais para a Associação Paulista para o Desenvolvimento da Medicina (SPDM), administradora do hospital, e por isso muitos médicos estão sem receber há quase três meses. 

 

MAIS UM PROJETO DE HABITAÇÃO SENDO GESTADO NA PREFEITURA DE GUARULHOS

Circula na Secretaria da Habitação da Prefeitura de Guarulhos e em outras, um ensaio de projeto de lei que vai se somar ao projeto que será votado no fim de novembro na Câmara para regularização de casas, terrenos, loteamentos e condomínios em desacordo com a legislação federal e municipal. O anteprojeto da Prefeitura, após três anos de mandato sem política habitacional, afirma visar ao desenvolvimento de um programa de habitação de interesse social para famílias com renda de até 10 mil reais/mês. Por ele, a Prefeitura se dispõe a virar uma imobiliária pública, comprando glebas e vendendo em lotes ou até casas feitas, e áreas para comércio e serviços.  Os loteamentos ou condomínios poderiam ter lotes menores, ruas mais estreitas e dispensar áreas destinadas a equipamentos públicos ou de lazer. Empresas imobiliárias particulares poderiam fazer a mesma coisa, sendo então isentas de impostos e taxas. Como a Prefeitura vive uma crise de recursos para investimento, ela poderia pedir empréstimos em bancos para estas finalidades. O projeto ainda não chegou na Câmara Municipal.

 

IMENSA RESERVA DE JOVENS DESEMPREGADOS VAI SUBSTITUINDO OS MAIS ADULTOS

Dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados deste ano de 2019 no Brasil mostram que os cerca de 28% de jovens entre 17 e 25 anos que estão desempregados vão aos poucos substituindo no mercado formal de trabalho os mais adultos, especialmente acima de 30 anos. Estes vão sendo empurrados para o trabalho informal com renda menor e comprometendo seu futuro previdenciário. Mês a mês isto vem sendo comprovado também em Guarulhos na análise do Caged local. Apesar desta opção preferencial das empresas pelos jovens na legislação trabalhista atual, o governo federal ainda pretende facilitar mais estas contratações diminuindo para esta faixa etária mais jovem as obrigações trabalhistas dos empresários. Aos poucos vai se formando uma geração desprotegida de direitos, seja acima dos 30 anos no trabalho informal, seja na juventude que lhes substitui com menos direitos trabalhistas e previdenciários.

 

MAIS DESEMPREGO E MAIS LUCRO NOS BANCOS

O banco Itaú anunciou nesta terça (5) que vai desligar 3 mil e 500 empregados no Brasil através do programa de demissão voluntária. O dado não é uma promessa. Este número anunciado é de funcionários e funcionárias do banco que já aderiram ao PDV. Esta onda de demissões será acompanhada do fechamento de 400 agências do Itaú no Brasil. Ao mesmo tempo o Itaú anunciou um lucro líquido de 7 bilhões de reais em três meses, entre julho e setembro deste ano. O Bradesco por sua vez também está reduzindo seu pessoal e anunciou que neste ano vai fechar no país 450 agências. No topo da modernização digital e tecnológica, os bancos vão lucrando e aumentando a legião dos desempregados.

  

PRIVATIZAÇÃO DA ELETROBRAS SERÁ POR VENDA DE AÇÕES E NÃO POR LEILÃO

O ministro de Minas e Energia, Bento Albuquerque, afirmou nesta terça-feira (5) que o projeto de lei que permitirá a privatização da Eletrobras não vai adotar o modelo de leilão, que é o mais comum em privatizações, pois permite estabelecer um preço mínimo. Segundo o ministro, a privatização da Eletrobras – estatal responsável pela geração e transmissão de energia e pelo controle da distribuição de dados digitais por meio de fibra ótica – ocorrerá por emissões de ações. Nesse modelo, o governo acredita que os investidores pagarão cerca de 16 bilhões pelo controle acionário da empresa. Também não está previsto que fique com o Estado um percentual de ações com direito a veto, como também é comum em privatizações. Sendo assim, o grupo privado que obtiver o controle acionário terá todo o poder sobre os rumos da Eletrobras. 

 

PRESIDENTE DO CHILE DIZ QUE NÃO RENUNCIA, MAS ACEITA DISCUTIR NOVA CONSTITUIÇÃO

O presidente do Chile, Sebastián Piñera , descartou renunciar mas admitiu estar disposto a reformar a Constituição herdada da ditadura de Augusto Pinochet, uma das demandas dos manifestantes que tomam as ruas do país há 20 dias. Nesta segunda-feira (4), mais uma vez as ruas da capital Santiago, e outras grandes cidades como Valparaíso e Viña del Mar, foram tomadas por milhares de manifestantes que pediam a renúncia do presidente e uma nova Constituição para o país. O Chile vive uma crise econômica e social produzida pela adoção de medidas que privatizaram todos os serviços públicos e pressionaram a renda do trabalhador ao longo dos últimos 45 anos. Este modelo, que agora explode no Chile, é uma das referências para o que o governo Bolsonaro quer implantar no Brasil.

Apoio:

 

 

 

  

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload