© 2017 gru360 / Aqui Guarulhos se encontra em 360 Graus 

FIQUE LIGADO: GRUAIRPORT NÃO PRETENDE ABRIR PASSAGEM DE CARROS DA AVENIDA JAMIL ZARIF PARA O AEROPORTO, MAIS DE 4 MILHÕES DE PESSOAS VOLTARAM PARA A EXTREMA POBREZA NO BRASIL E MAIS NOTÍCIAS

November 7, 2019

GRUAIRPORT NÃO PRETENDE ABRIR PASSAGEM DE CARROS DA AVENIDA JAMIL ZARIF PARA O AEROPORTO

Recentemente a direção da concessionária do aeroporto de Guarulhos decidiu que não vai abrir para veículos a passagem do aeroporto para a Avenida Jamil Zarif que liga as regiões do Taboão e São João. Abrir esta passagem é uma antiga reivindicação da população e trabalhadores, e até uma promessa de alguns vereadores e deputados. A GRUAirport considerou que aquela passagem faz parte de seu plano de emergência em caso de algum acidente ou transtorno de vulto no tráfego do aeroporto. Decidiu então guardá-la fechada, abrindo-a apenas em caso de grande emergência para uso do aeroporto. Ela tem dois portões que permanecem sempre fechados. Outro motivo alegado é evitar o engarrafamento da Rodovia Helio Smidt que serve o aeroporto. Inclusive a paralisação da alça de acesso do Rodoanel tem servido para repensar o assunto. A GRUAirport teme que a abertura para o Rodoanel traga grandes engarrafamentos na Helio Smidt. E começa a debater na necessidade de sua duplicação.

 

CPI DA ASSEMBLEIA LEGISLATIVA EM RELATÓRIO FINAL ACONSELHA MANTER A FURP DE GUARULHOS

A CPI da Assembleia Legislativa de São Paulo sobre a FURP contrariou a vontade do governador Dória de extinção da Fundação para o Remédio Popular que tem a sua fábrica principal em Guarulhos. Nesta quarta (6), a CPI rejeitou o relatório do deputado Alex da Madureira que tinha ficado neutro nesta questão, e aprovou por 6 votos a 1 um relatório final alternativo que recomendava ao mesmo tempo a manutenção da FURP, mas acompanhado da punição dos agentes públicos que causaram um prejuízo de cerca de 100 milhões de reais. A CPI pede ao Ministério Público para agir judicialmente responsabilizando o então Secretário da Saúde do Estado, Superintendente da FURP à época e o engenheiro responsável pela obra da fábrica instalada na cidade de Américo Brasiliense. Foi na construção daquela fábrica e no contrato de parceria com a farmacêutica privada EMS a origem principal das dificuldades financeiras que vive hoje a FURP. A fábrica de Guarulhos dava lucro ao Estado antes da decisão do governo Alckmin de construção da nova fábrica no Interior.

 

CONSELHO DE SAÚDE AFIRMA NÃO HAVER LIMINAR CONTRA IMPUGNAÇÃO DE ELEITOS PARA CONSELHOS GESTORES EM GUARULHOS

O presidente do Conselho Municipal de Saúde de Guarulhos, Rogério Oliveira, contestou afirmação atribuída ao secretário de Justiça de Guarulhos de que uma liminar garantia a eleição de funcionários públicos para as vagas da população nos conselhos gestores das unidades de saúde. Segundo o presidente, apenas uma candidata, entre os 65 membros eleitos impugnados pela Comissão Eleitoral, tinha uma liminar judicial para concorrer. Nenhuma liminar favorecia aos outros funcionários que concorreram. Nem a decisão judicial referente a uma pessoa contestava a decisão da Comissão Eleitoral de anular a participação de servidores da Prefeitura e da Proguaru nas vagas destinadas a representantes populares.

 

NESTA SEXTA COMEÇA O 15º CONGRESSO ESTADUAL DA CUT

O 15º Congresso Estadual da Central Única dos Trabalhadores (CUT) começa nesta sexta (8) e vai até domingo. Será na Praia Grande, onde muitos sindicatos têm colônia de férias. Na pauta do congresso estão grandes temas dos trabalhadores na atualidade: emprego, direitos trabalhistas, mudanças no mundo do trabalho, inclusão social. Tratará também da defesa dos sindicatos, hoje sob ameaça de sufocamento financeiro por medidas do atual governo federal em sequência ao governo Temer. O congresso elegerá a nova diretoria da CUT do Estado de São Paulo. De Guarulhos estarão lá 15 delegados e delegadas dos sindicatos de bancários, condutores rodoviários urbanos, saúde, construção civil, aeroviários, aeroportuários, vidreiros, funcionários de escolas estaduais, escritórios. 

 

MAIS DE 4 MILHÕES DE PESSOAS VOLTARAM PARA A EXTREMA POBREZA NO BRASIL

O número de brasileiros e brasileiras que vivem em extrema pobreza chegou em 13 milhões e 500 mil pessoas que, atualmente, tentam sobreviver com até 145 reais mensais. Esse número vem crescendo desde 2015, invertendo a curva de queda da miséria observada entre 2003 e 2013. De 2014 para cá 4 milhões e 500 mil pessoas caíram para a extrema pobreza, passando a viver em condições miseráveis. Os dados são do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). A alta do desemprego, o corte de recursos para programas sociais e a falta de reajuste de subvenções como o Bolsa Família são apontados como os principais fatores desse cenário. 

 

BANCOS CONTINUAM LUCRANDO BILHÕES COM A CRISE

Também o Banco do Brasil registrou lucro líquido de 4 bilhões de reais em três meses, de julho a setembro de 2019. No acumulado deste ano até setembro, o lucro líquido já soma mais de R$ 12 bilhões, alta de quase 40% em relação ao ano passado. O Itaú registrou lucro de mais de 5 bilhões no terceiro trimestre de 2019, e o Bradesco teve lucro de quase R$ 6 bilhões no mesmo período. Quem vive dificuldades enormes é a população e o setor produtivo da economia. Médias e pequenas indústria, comércio e serviços sofrem intensamente na crise. Até grandes empresas de alguns setores quebram na crise. Quem surfa nela é o capital financeiro que vem sendo muito protegido nas medidas do atual governo. O poderoso ministro da Economia é membro destacado do capital financeiro.

 

NO BRASIL, IDOSOS TAMBÉM VÃO SE CONECTANDO NA INTERNET

Dados do IBGE, divulgados neste ano, mostram que no Brasil atual já existem mais idosos (20 milhões) do que crianças e pré-adolescentes (18 milhões). Agora, uma pesquisa divulgada nesta terça-feira (5), por uma consultoria privada (Hype60+), mostra que 70% desses idosos usam celulares com internet (smartphones) e não apenas celulares para fazer ligações. Segundo a pesquisa, 90% destes idosos que usam celular tem WhatsApp. Outro dado interessante da pesquisa é que a crise econômica tem levado muitos filhos a voltarem a morar com seus pais, o que está sendo chamado de “síndrome do ninho cheio”.

Apoio:

 

 

 

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload