© 2017 gru360 / Aqui Guarulhos se encontra em 360 Graus 

FIQUE LIGADO: GUARULHOS PERDEU 9% DOS EMPREGOS COM CARTEIRA ASSINADA EM 4 ANOS, PESQUISA MOSTRA O ATUAL CENÁRIO DAS ELEIÇÕES PARA PREFEITO EM GUARULHOS

November 18, 2019

GUARULHOS PERDEU 9% DOS EMPREGOS COM CARTEIRA ASSINADA EM 4 ANOS

De 2015 a 2018, foram 31.758 empregos formais a menos na cidade de Guarulhos. Ao final do ano passado 315 mil pessoas exerciam emprego com contrato assinado no setor privado e no setor público na cidade. Isto significava 9% a menos do que ao final de 2014. No ano de 2018, a recuperação foi de 3.153 empregos formais. Se mantido este ritmo, a cidade demoraria dez anos para retornar aos índices de emprego formal de 2014, que era de 346 mil pessoas. Os dados foram tirados do Caged, o Cadastro Geral de Empregados e Desempregados do Ministério da Economia.

 

ESCOLARIDADE REPERCUTE SOBRE SALÁRIOS INCLUSIVE NA MESMA FUNÇÃO

Em Guarulhos apenas 11% da população ativa tem ensino superior completo ou incompleto. E 45% tem ensino médio completo. Estes dois níveis de escolaridade possibilitam um salário maior do que o restante da população ativa que não passou do ensino fundamental. Um estudo da média salarial de empregos formais no país, feito pela consultoria IDados, publicado na Folha de S.Paulo neste domingo(17), mostra o salário médio por nível de escolaridade no Brasil. Para a faixa de ensino fundamental completo a média é de R$ 1.745. Para quem tem o ensino médio completo, a média é de R$ 2.184. Quem tem ensino superior completo recebe em média R$ 7.050. Estas são médias de quem tem carteira de trabalho assinada, pois os dados foram colhidos na RAIS ( Relação Anual de Informações Sociais) que as empresas devem informar ao Ministério da Economia. Estes dados se referem a 2018, pois o prazo de entrega das informações do ano anterior vai até abril do ano em curso.

 

PESQUISA MOSTRA O ATUAL CENÁRIO DA ELEIÇÃO PARA PREFEITO EM GUARULHOS 

O Instituto Opinião Pesquisa realizou uma pesquisa sobre a intenção de voto dos guarulhenses para prefeito na eleição de 2020. Segundo o levantamento, se a eleição fosse hoje, os resultados em primeiro turno seriam os seguintes: Elói Pietá (PT), ex-prefeito, teria 25% dos votos, seguido pelo atual prefeito Guti (PSB) com 11%. Em terceiro está o deputado estadual Jorge Wilson (PRB) com 8%; o deputado federal Eli Correa Filho (DEM) está com 6% em quarto lugar. A pesquisa foi realizada com 510 pessoas  entre os dias 27 e 29 de outubro e tem margem de erro de 4,3% para mais ou para menos. Veja abaixo a situação de todos os potenciais candidatos a prefeito de Guarulhos: 

CONTINUA O ESTADO DE GREVE ENTRE OS MÉDICOS DE GUARULHOS

Desde a última quarta-feira (13), os médicos do município de Guarulhos, decidiram decretar estado de greve. A informação é do Sindicato dos Médicos de São Paulo (Simesp), que explica que as razões da possível paralisação são os problemas estruturais da rede de atendimento, os fluxos de trabalho e assédio moral praticado pela gestão do município. De acordo com o presidente do Simesp, Eder Gatti, a situação que já é de grande desgaste chegou ao limite com a orientação de encaminhar os pacientes psiquiátricos de risco baixo para as Unidades Básicas de Saúde (UBSs) e não para o Hospital Municipal de Urgencias (HMU). As UBS que já passam por constantes conflitos pela falta de médicos, remédios, insumos e equipamentos não possuem retaguarda alguma para lidar com pacientes da psiquiatria que exigem um atendimento específico.  

 

EM NOTA, DIEESE DIZ QUE CARTEIRA DE TRABALHO VERDE AMARELA VAI PRECARIZAR AINDA MAIS O TRABALHADOR E NÃO VAI GERAR EMPREGOS

A Carteira de Trabalho Verde e Amarela, proposta na semana passada pelo presidente Jair Bolsonaro tem potencial para aumentar o desemprego e a precarização do trabalho no Brasil, isso é o que informa uma nota do Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese). A crise no mercado de trabalho afeta diretamente cerca de 30 milhões de brasileiros e brasileiras, entre os desempregados, os desalentados e os que trabalham sem carteira de trabalho. Instituídas, por meio da Medida Provisória 905, as mudanças para quem aceitar a nova Carteira de Trabalho são na prática uma nova reforma trabalhista. Entre as alterações, está prevista a modalidade de contrato de trabalho precário; o aumento da jornada de trabalho, o que pode resultar em mais desemprego; o enfraquecimento de mecanismos de fiscalização e punição às infrações; a fragilização de ações de saúde e segurança; e a redução da ação sindical. 

 

GOVERNO E OPOSIÇÃO NO CHILE PROPÕEM PLEBISCITO PARA ELABORAÇÃO DE UMA NOVA CONSTITUIÇÃO

As imensas manifestações de protesto contra o governo de direita no Chile, com até 1 milhão e 200 mil pessoas nas ruas só na Capital, e com o trágico saldo de 18 mortos civis, resultaram num acordo no meio político de convocação de um plebiscito sobre a elaboração de uma nova Constituição para o país. Diferente do Brasil onde, após a ditadura militar foi eleito um Congresso Constituinte em 1986, que redigiu e aprovou a Constituição de 1988, no Chile até hoje está vigente a Constituição da sangrenta ditadura militar que governou aquele país de 1973 a 1990. Segundo os autores daquela Constituição autoritária, o objetivo era deixar de mãos amarradas a oposição se ela viesse um dia a governar o país. Ela conseguiu chegar lá com a Democracia Cristã e com o Partido Socialista. Mas o sistema de previdência social, que para 90% dos aposentados e aposentadas paga menos da metade de um salário mínimo, e a saúde e a educação privadas continuaram existindo, e estão na raiz dos grandes protestos. O plebiscito foi marcado para abril de 2020, e a eleição dos constituintes para outubro de 2020.    

Apoio: 

 

 

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload