© 2017 gru360 / Aqui Guarulhos se encontra em 360 Graus 

FIQUE LIGADO: SINDICATO PROMETE GREVE DOS MÉDICOS DE GUARULHOS NA SEGUNDA-FEIRA (2) , GUARULHOS PODE PERDER ATÉ 10 MILHÕES DE REAIS POR ANO NA SAÚDE E MAIS NOTÍCIAS

November 29, 2019

SINDICATO PROMETE GREVE DOS MÉDICOS DE GUARULHOS NA SEGUNDA-FEIRA (2) 

O Sindicato dos Médicos de São Paulo informou, em nota pública divulgada na noite desta quarta-feira (27) que os médicos da cidade de Guarulhos decidiram entrar em greve por melhores condições de trabalho. A paralisação, segundo a nota, teria início na segunda-feira (2), concentrando-se nos serviços de atenção básica das UBS e não nos pronto-atendimentos (PAs) e os hospitais da cidade. A deliberação pela greve aconteceu após reunião com a Secretaria da Saúde, ainda nesta última quarta-feira (27). No encontro, a Prefeitura de Guarulhos não aceitou o argumento dos médicos de sobrecarga de trabalho e não apontou solução para a falta de médicos, sobretudo em especialidades. 

 

VEJA AS CRÍTICAS DO SINDICATO DOS MÉDICOS À PREFEITURA DE GUARULHOS

Diz a nota do Sindicato dos Médicos sobre a greve anunciada: “Os trabalhadores da atenção primária estão pagando pelos equívocos da gestão do prefeito Gustavo Henric Costa (Guti). A terceirização dos serviços praticada por essa gestão desestruturou toda a rede de assistência da cidade. O Hospital Municipal de Urgências (HMU) e o Hospital Municipal da Criança e do Adolescente (HMCA) deixaram de ser retaguarda de especialidades. Além disso, a rede perdeu muitos profissionais devido ao desmonte desses hospitais, a falta de um plano de carreira, a escassez de novas contratações e até assédio por parte da administração”.

 

GUARULHOS VAI PERDER ATÉ 10 MILHÕES DE REAIS POR ANO NA SAÚDE COM NOVO CÁLCULO DO MINISTÉRIO

O secretário adjunto de saúde de Guarulhos, Shigueo Sakamoto, informou que a secretaria fez uma simulação utilizando a nova fórmula de cálculo de repasse do Ministério da Saúde para a atenção básica e que, como isso, o município vai perder de 8 a 10 milhões de reais por ano de recursos federais que deveriam vir para as UBSs. O governo Bolsonaro refez a fórmula do cálculo que define os recursos da atenção básica em saúde que serão repassados aos municípios. Antes, essa conta era realizada pelo número de habitantes da cidade, agora passará a ser pelo número de cadastrados no SUS, o que prejudica as grandes cidades onde nem todas as pessoas são cadastradas.    Além disso, não terá mais estímulos para equipes da Saúde da Família e nem para o Núcleo de apoio à Saúde da Família. 

 

PROCURADOR GERAL DE JUSTIÇA ENTROU COM AÇÃO PARA ANULAR LEI QUE TRANSFERIU CELETISTAS PARA ESTATUTÁRIOS EM GUARULHOS

O Procurador Geral de Justiça do Estado de São Paulo, Gianpaolo Smanio, entrou no Tribunal de Justiça, no final da semana passada, com Ação Direta de Inconstitucionalidade contra uma importante lei de Guarulhos. Ele contesta a Lei 7.696, de fevereiro deste ano, que transferiu cerca de 13 mil funcionárias e funcionários municipais do regime trabalhista nacional da CLT e do INSS para um regime trabalhista e previdenciário municipal, o chamado Regime Próprio do município. O Procurador Geral pede a imediata anulação da transferência de regime destes servidores, retroagindo todos eles e elas ao regime anterior da CLT. Se concedida a liminar solicitada ao Tribunal de Justiça, a confusão será imensa, pois desde junho houve a migração e pagamentos extras à categoria transposta. Se não for concedida, a incerteza vai se prolongar por largo período.  

 

BANCÁRIOS GARANTEM O DIREITO DE NÃO TRABALHAREM AOS SÁBADOS

O Comando Nacional dos Bancários e a Federação Nacional dos Bancos (Fenaban) negociaram por quase 10 horas nesta terça-feira (26) sobre a proposta que neutraliza os efeitos da Medida Provisória (MP) que, entre outros pontos, permitia o trabalho dos bancários nos sábados. O Comando garantiu a manutenção da jornada de segunda a sexta-feira, que não haverá aumento da jornada de 6 para 8 horas, e que a participação nos lucros e resultados (PLR) continuará sendo negociada com os sindicatos. Como é hoje, o trabalho aos sábados somente será permitido se houver negociação com os sindicatos. A Fenaban insistia em alterações que reduziam direitos e alteravam a Convenção Coletiva de Trabalho (CCT). “Aceitar estas alterações seria o mesmo que aceitar a implantação da Medida Provisória. Isso não seria possível”, ressaltou, Ivone Silva, coordenadora do Comando Nacional.

 

CHUVA PROVOCA ATRASOS E CANCELAMENTOS NO AEROPORTO DE GUARULHOS 

O temporal que atingiu a Região Metropolitana de São Paulo nesta quarta-feira (27) prejudicou a programação de pousos e decolagens no Aeroporto de Guarulhos. Mais de 120 voos foram atrasados ou cancelados, em Guarulhos e Congonhas. De acordo com a GruAirport, concessionária que administra o aeroporto de Guarulhos, cerca de 3.600 passageiros foram prejudicados com as alterações e muitos amanheceram nesta quinta (28) nas filas das companhias aéreas ou espalhados pelo chão do terminal.

Apoio:

 

 

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload