© 2017 gru360 / Aqui Guarulhos se encontra em 360 Graus 

FIQUE LIGADO: MAIS DE CEM MIL DEMITIDOS EM GUARULHOS EM 2019, PRODUÇÃO INDUSTRIAL NO PAÍS CAIU NOS ÚLTIMOS 12 MESES E MAIS NOTÍCIAS

January 8, 2020

DRAMA: MAIS DE CEM MIL DEMITIDOS/AS EM GUARULHOS EM 2019

Foto: Fila de pessoas em busca de emprego em Guarulhos.

 

De janeiro a novembro de 2019 foram demitidas 100 mil e 500 pessoas que trabalhavam com carteira assinada em Guarulhos. O Cadastro Geral de Empregados e Desempregados do Ministério da Economia (Caaged) mostra nesta cidade um drama nacional: a imensa rotatividade de trabalhadores e trabalhadoras com carteira assinada. É verdade que foram admitidas na cidade naquele período de onze meses 103 mil e 400 pessoas. Mas há um dado que mostra a outra face do drama. O saldo dos admitidos é positivo para quem tem até 29 anos. Mas é negativo quando a idade vai subindo acima dos 30 anos e especialmente acima dos 40 anos. E no caso da escolaridade, o saldo de admitidos é negativo para quem não chegou no ensino médio. A realidade do trabalho na sociedade de Guarulhos e na sociedade brasileira hoje é jogar os setores de idade mais madura e os de menor escolaridade na informalidade ou no uberismo, sem direitos trabalhistas e previdenciários. São nuvens escuras de agravamento da crise social para o futuro da cidade e da sociedade brasileira. 

 

EMPREGOS NO COMÉRCIO, SERVIÇOS E INDÚSTRIA POSITIVOS EM 2019 EM GUARULHOS

O comércio foi o campeão em novos empregos de carteira assinada em Guarulhos nos onze meses de 2019, de janeiro a novembro. segundo o Caged, foram 2.193 empregos a mais. Na indústria foram 608 empregos a mais, embora tenham começado a cair em novembro quando a indústria demite depois da produção para o final de ano que foi para o estoque e venda do comércio. Nos serviços, foram 390 empregos a mais nos onze meses. Anteriormente os serviços é que lideravam alguma expansão. Na construção civil, o número de empregos foi negativo em Guarulhos nos onze meses: 229 empregos a menos. As notícias nacionais são de alguma recuperação deste setor. Em novembro, a tendência à queda de empregos neste setor foi estancada. Indicando uma leve perspectiva de recuperação. 

 

PRODUÇÃO INDUSTRIAL NO PAÍS CAIU NOS ÚLTIMOS 12 MESES

A indústria brasileira está vivendo de altos e baixos ao longo dos meses. Nos últimos 12 meses caiu pouco mais de 1% em relação ao mesmo período anterior. De agosto a setembro do ano passado tinha retomado o crescimento. Mas em novembro voltou a cair a produção, principalmente pelo recuo em torno de 10% na indústria automobilística. Portanto não foi só em Guarulhos que caiu a atividade industrial naquele mês, como atesta o maior número de demissões do que de admissões neste ramo na cidade. Parte da indústria da cidade é de autopeças. A redução da atividade das montadoras deveu-se principalmente a um retraimento das exportações, de tal modo que o estoque de veículos ficou alto. 

 

LIBERAÇÃO DO FGTS DEU ALGUM FÔLEGO PARA O CONSUMO EM 2019

O Ministério da Economia calcula que a injeção no mercado de recursos do FGTS teria ajudado a economia a crescer 0,3% no ano passado, no total de 1% de crescimento previsto. Foi colocado no mercado uma economia futura que pertencia já ao trabalhador e trabalhadora. Seja com o saque imediato de 500 reais permitido a partir de setembro, ou com o saque-aniversário que permite retirar a parcela do Fundo correspondente a um ano, seja com a alta rotatividade no mercado de trabalho que permite ao trabalhador retirar sua parte do Fundo mais 40% de multa quando demitido sem justa causa.

Apoio:

 

 

 

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload