FIQUE LIGADO: SUPERLOTAÇÃO DE MATERNIDADES EM GUARULHOS GERA INSEGURANÇA PARA GESTANTES, REFORMA DA PREVIDÊNCIA DO GOVERNADOR JOÃO DÓRIA TEM MAIS UMA DERROTA NA JUSTIÇA E MAIS NOTÍCIAS

January 23, 2020

SUPERLOTAÇÃO DE MATERNIDADES EM GUARULHOS GERA INSEGURANÇA PARA GESTANTES 

SUPERLOTAÇÃO DE MATERNIDADES EM GUARULHOS GERA INSEGURANÇA PARA GESTANTES

Na cidade de Guarulhos, o Sistema Único de Saúde (SUS) conta com três maternidades: Maternidade Jesus, José e Maria, que faz cerca de 600 partos por mês; Hospital Geral de Guarulhos, que faz entre cerca de 300 partos por mês e; Hospital Pimentas/Bonsucesso, que faz cerca de 250 partos por mês. Todos esses hospitais trabalham no limite da sua capacidade. Todos operam com leitos extras, UTI neonatal superlotada, salas de parto sempre ocupadas. No caso do Hospital Pimentas nestes dias finais da gestão da SPDM, o problema agravou-se com a falta de médicos, fechando a maternidade por três dias. Virou rotina a situação de uma gestante se dirigir para dar a luz em um destes hospitais e ter que ser transferida para outro. A futura mãe passa por tensão e estresse que não são indicados para este momento que necessita de tranquilidade e segurança. E chega a haver casos em que o bebê nasce no caminho.

 

PROPOSTA DE REFORMA DA PREVIDÊNCIA DO GOVERNADOR DÓRIA TEM MAIS UMA DERROTA NA JUSTIÇA

A proposta de reforma da previdência do governador de São Paulo teve sua quarta derrota na Justiça. Nesta quinta-feira (23), o desembargador Antônio Carlos Malheiros, do Tribunal de Justiça de São Paulo, mandou suspender a tramitação da Proposta de Emenda à Constituição (PEC) e do Projeto de Lei Complementar (PLC) que tratam da reforma da previdência estadual. Ambos os textos definem alterações em outras áreas das carreiras dos servidores estaduais, por exemplo, transformando salários em subsídios, o que acabaria com uma série de benefícios e adicionais a que os trabalhadores têm direito. A medida mais uma vez foi considerada ilegal. Para voltar a tramitar os projetos, o governo terá que fazer alterações, ou derrubar a medida judicial em instância superior.

 

EM SAÚDE, EDUCAÇÃO E MEIO AMBIENTE, A PIOR AVALIAÇÃO DO ATUAL GOVERNO FEDERAL

As principais áreas mal avaliadas do atual governo federal são, pela ordem, a saúde, a educação e a preservação do meio ambiente. As mais bem avaliadas são o combate à corrupção, a economia e a segurança pública. Os dados são de pesquisa encomendada pela Confederação Nacional dos Transportes (CNT) divulgada nesta quarta (22). Mas, na mesma data, foi divulgada uma pesquisa da entidade Transparência Internacional que considera o Brasil ter caído para seu pior índice de combate à corrupção desde 2012.

 

EMPRESÁRIOS E ESPECIALISTAS DIVERGEM DA PERCEPÇÃO POPULAR SOBRE COMBATE À CORRUPÇÃO NO BRASIL

A pesquisa da CNT ouviu 2 mil pessoas em 25 estados. Os entrevistados consideram que o combate à corrupção foi o melhor desempenho do governo entre todas as áreas. A pesquisa da Transparência Internacional ouviu especialistas e empresários. Neste setor há uma percepção de piora do combate à corrupção no atual governo. Isto porque o presidente da República interfere para impedir investigações de pessoas próximas a ele (por exemplo seus filhos e assessores, seus ministros) e reduz a liberdade de organismos de combate à corrupção (como o Ministério Público, a Polícia Federal e o antigo órgão de controle das operações financeiras, o COAF).

 

PESQUISA INDICA MELHORA DA APROVAÇÃO DO ATUAL GOVERNO FEDERAL

A pesquisa CNT/MDA, de 15 a 18 de janeiro, compara agosto de 2019 a janeiro de 2020 e divulga que melhorou a aprovação do governo Bolsonaro de 29% para 34%, enquanto a reprovação caiu de 39% para 31%. Os que consideram o governo regular subiram de 29% para 32%. As medidas de liberação de saques do FGTS, dinheiro que já pertence às pessoas, e décimo-terceiro do Bolsa Família às custas de não reajustar durante o ano o benefício pela inflação, bem como uma intensa propaganda diária, explicam em parte este resultado.

Apoio:

 

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

© 2017 gru360 / Aqui Guarulhos se encontra em 360 Graus