© 2017 gru360 / Aqui Guarulhos se encontra em 360 Graus 

FIQUE LIGADO: CORONAVIRUS TERÁ VACINA E MEDICAMENTOS EFICAZES EM CERCA DE UM ANO E MAIS NOTÍCIAS

March 18, 2020

CORONAVIRUS TERÁ VACINA E MEDICAMENTOS EFICAZES EM CERCA DE UM ANO

Profissionais de medicina sanitária avaliam que a produção de vacina e remédios eficazes contra o coronavirus tende a ocorrer no prazo aproximado de um ano. Como se trata de um vírus novo não há ainda no mundo remédio preventivo ou curativo de eficácia comprovada. A caracterização de uma epidemia mundial já está comprovada pelo espalhamento mundial da doença. Ela começou em países ricos nos quais as pessoas circulavam mais entre si, especialmente por via aérea. Por isso, tendo começado na China, a segunda economia mundial, se espalhou de início mais pela Europa e Estados Unidos, países com muito intercâmbio rápido com a China. Diferente do Brasil, onde o intercâmbio é mais comercial, via navegação marítima, de duração mais longa e pouco pessoal.

 

NO BRASIL CORONAVIRUS PODE ATINGIR CERCA DE 5 MIL PESSOAS NA PRÓXIMA SEMANA

Especialistas em epidemias, que analisaram a curva de comportamento da doença em 8 países avaliam que os atuais 350 casos confirmados de coronavirus no Brasil vão saltar para algo em torno de 5 mil em meados da próxima semana. Destes, cerca de 700 casos tenderão a ser casos graves, embora o número de possíveis mortes por esta doença poderá ficar em torno de três dezenas. Se no Brasil a curva for similar aos países analisados. Como a disseminação da doença ocorre em escala cada vez maior, a situação poderá se tornar muito grave no país.

 

AS CONSEQUÊNCIAS DA EPIDEMIA PODERÃO SER MAIS GRAVES NA AMÉRICA LATINA E ÁFRICA

Na China a doença durou três meses para diminuir. Lá o governo chegou a construir em dez dias um hospital específico para tratar de doentes do coronavirus. A Itália parou completamente a circulação de pessoas. Muitos países proibiram vôos internacionais e aglomerações de pessoas. Estas respostas ainda não se viram no Brasil, nem na nossa cidade de Guarulhos. Países como o Brasil, e cidades com sistema de saúde em crise, como é o caso de Guarulhos, podem ter mais dificuldades em prevenir e debelar a doença. Isso porque há um desleixo e descrença nos riscos da doença, inclusive estimulados pelo presidente da República e pelo diretor presidente da Agência Nacional de Vigilância Sanitária, que contrariaram o próprio ministro da Saúde.

 

DÊ SUA OPINIÃO SOBRE O QUE DEVE SER FEITO EM GUARULHOS.

Apoio:

 

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload