FIQUE LIGADO: PREFEITURA DE GUARULHOS PRORROGA QUARENTENA EM PRAZO DIFERENTE DO ESTADO E MAIS NOTÍCIAS

May 11, 2020

PREFEITURA DE GUARULHOS PRORROGA QUARENTENA EM PRAZO DIFERENTE DO ESTADO

A Prefeitura de Guarulhos tinha prorrogado até 5 de maio as medidas restritivas e protetivas contra o novo coronavirus, depois que governo estadual havia prorrogado até o dia 10 de maio.  Só quando chegou o dia 5, a Prefeitura publicou novo decreto igualando-se ao prazo estadual do dia 10. Mas, na sexta (8), o governo do Estado de São Paulo estendeu a quarentena até 31 de maio. A Prefeitura de Guarulhos, em decreto publicado neste domingo (10), prorrogou só até o dia 29.  Não há uma explicação técnica para esta divergência. Guarulhos se situa na Região Metropolitana, epicentro da epidemia no estado, principal foco de atenção das autoridades estaduais de saúde. Nesta Região Metropolitana, 89% dos leitos de UTI estão ocupados, enquanto a ocupação no estado é de 70%.  A explicação então deve ser procurada na política. 

  

PREFEITO DE GUARULHOS DELEGA A SECRETÁRIOS AMPLIAR ROL DE ATIVIDADES ESSENCIAIS

O último decreto que prorrogou a quarentena em Guarulhos trouxe algumas novidades, entre elas a autorização para o secretário de Governo com o secretário de Saúde ampliarem a relação de atividades econômicas essenciais que podem abrir neste período. Esta delegação não havia nos outros decretos. Uma outra novidade que não ficou clara é a autorização para templos religiosos fazerem missas ou cultos on line. Autorização estranha porque nenhuma atividade de qualquer tipo está vedada ser feita on line. Este termo inglês significa atividade à distância feita na mesma hora em que os participantes estão em linha (antigamente linha telefônica), diferente de vídeos ou filmes que podem acompanhados depois.

 

EM GUARULHOS USO DE MÁSCARAS NAS RUAS DEVERIA SER OBRIGATÓRIO

O decreto municipal de 21 de abril apenas recomendava o uso de máscaras nas ruas. Era um conselho. Obrigava o uso de máscaras a passageiros nos ônibus e a clientes em estabelecimentos comerciais abertos ao público, além dos trabalhadores que serviam nestas atividades. O novo decreto não avançou neste item, como fizeram outras cidades obrigando o uso de máscaras nas ruas. Afinal, se todas as pessoas andam de roupa nas ruas, por que não obrigar agora por razões de saúde coletiva, o uso de máscaras?

Apoio: 

 

 

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

© 2017 gru360 / Aqui Guarulhos se encontra em 360 Graus