FIQUE LIGADO: FOI POLÍTICA E NÃO TÉCNICA DECISÃO DE DÓRIA FLEXIBILIZANDO A QUARENTENA NA CAPITAL E MAIS NOTÍCIAS

May 29, 2020

FOI POLÍTICA E NÃO TÉCNICA DECISÃO DE DÓRIA FLEXIBILIZANDO A QUARENTENA NA CAPITAL 

É evidente que a decisão do governador de poupar a Capital das restrições impostas à Grande São Paulo foi política. Ele quis facilitar eleitoralmente a vida de seu colega de partido prefeito da Capital. Não há justificativa científica nem racional para a Capital ser classificada como menos propensa à propagação do Covid-19 do que Guarulhos e outras cidades da Região Metropolitana. Além de que, este privilégio de atividades permitidas lá e proibidas nas cidades que ficam junto à Capital, vai levar mais público para São Paulo, na contramão das tentativas de isolamento insistidas pelo prefeito da Capital nas últimas semanas.

 

AUTORIDADES DAS CIDADES DA REGIÃO METROPOLITANA PROTESTAM COM RAZÃO

As autoridades de outras cidades da Região Metropolitana protestaram contra o privilégio político e econômico para a Capital. Porque na região há cidades mais preservadas da epidemia e com mais vagas no sistema de saúde. Mesmo assim, o governo estadual as manteve na máxima restrição, classificadas no grau vermelho. E colocou a cidade de São Paulo num grau menor de restrição, o grau laranja. Todos vão perder com esta decisão de compadrio político. A economia destas outras cidades vai perder, pois as pessoas irão comprar em São Paulo o que está proibido nas cidades vizinhas. São Paulo vai perder, pois a menor restrição presencial vai levar mais casos de epidemia para a Capital.

 

GUARULHOS, COM UTI SATURADAS, TEM UM DESAFIO PELA FRENTE

Guarulhos está com saturação máxima dos 50 leitos públicos de UTI na rede municipal e outros 40 na rede estadual, todos ocupadas por doentes do Covid-19, declarou nesta quinta (28) o secretário de Saúde. O prefeito tinha definido, em decreto, o dia 29 de maio (esta sexta) para rever as regras de isolamento social. Mas, o governo do Estado colocou Guarulhos na lista das cidades que precisam manter as restrições vigentes ainda por 15 dias. Ou por sete dias, se conseguirem cumprir uma série de quesitos reduzindo a disseminação da doença, garantindo leitos, testagem, adesão da população às restrições. Uma das medidas, seria a distinção por região da cidade, ou por bairro, da disseminação ou não da doença, do cumprimento ou não das restrições preventivas. Tratar com doses diferentes cada região. Como estão sendo de modo distinto tratadas as diferentes regiões do Estado.

Apoio: 

 

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

© 2017 gru360 / Aqui Guarulhos se encontra em 360 Graus