FIQUE LIGADO: CERCA DE 4 MILHÕES DE TRABALHADORES DE CARTEIRA ASSINADA DEMITIDOS NESTE ANO NO PAÍS E MAIS NOTÍCIAS

June 27, 2020

CERCA DE 4 MILHÕES DE TRABALHADORES DE CARTEIRA ASSINADA DEMITIDOS NESTE ANO NO PAÍS

Os dados de quem requereu seguro desemprego desde o início do ano já apontam 3 milhões e 600 mil demitidos no país. Como os desempregados têm quatro meses para requerer o seguro, o número de demitidos deve ter chegado a 4 milhões, pois continuaram as demissões desde março, nos meses de abril, maio e junho. Até meados de março uma parte foi substituída na rotatividade do mercado de trabalho. Mas depois do início da pandemia, qualquer reposição é uma enorme exceção.

 

MESMO ABRINDO COMÉRCIOS E SERVIÇOS É DIFÍCIL O RETORNO AO CONSUMO

O motivo principal da redução do consumo é a perda do emprego. Em segundo lugar vem a proibição durante meses de atividades econômicas, que impediram as pessoas de terem renda, por exemplo, trabalhadores informais. Outro motivo importante na redução do consumo foi a redução salarial que atingiu 37% do comércio varejista, 35% nos serviços, 27% nas indústrias, segundo dados da Fundação Getúlio Vargas. Também a suspensão temporária dos contratos de trabalho reduziu a renda de 20 a 25% de trabalhadores. Neste segmento, a compensação com o recebimento do seguro desemprego reduziu em regra o valor mensal antes recebido.

 

ACESSO AO CRÉDITO É A GRANDE DIFICULDADE DAS PEQUENAS EMPRESAS 

Levantamento da Fundação Getúlio Vargas indica que, no país, 80% do comércio não conseguiu acesso ao crédito neste período de crise. Dos que tentaram, 30% não conseguiram. Os bancos não facilitaram o acesso, mesmo com o aval federal de 85% do valor do empréstimo em caso de inadimplência. O governo federal fez anúncio de altas quantias de bilhões de reais disponíveis, mas o crédito ficava travado nos bancos. A crise exigia do governo imposições e pressões sobre os bancos. Mas, como o sistema financeiro ainda é um dos avalistas políticos da permanência deste governo, não há as necessárias imposições e pressões.

Apoio: 

 

  

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

© 2017 gru360 / Aqui Guarulhos se encontra em 360 Graus