FIQUE LIGADO: É PRECISO MANTER O AUXÍLIO EMERGENCIAL PARA SALVAR AS PESSOAS E GIRAR A ECONOMIA

July 16, 2020

 

É PRECISO MANTER O AUXÍLIO EMERGENCIAL PARA SALVAR AS PESSOAS E GIRAR A ECONOMIA

A renda da população foi intensamente reduzida com o desemprego, a ausência de remuneração, a redução de salários, a retração dos negócios. O auxílio emergencial ainda tem papel humanitário muito importante, além de dar movimento a uma economia desaquecida. Precisa ser mantido enquanto durar a crise.  Mas, o anúncio de que cessará em agosto, aumenta as possibilidades de mais retranca no giro da economia. As incertezas do futuro, com a possibilidade da pandemia evoluir e novas restrições ocorrerem, também fazem segurar os gastos de quem tem reserva. Dias muito difíceis nos esperam. Há de chegar o momento em que a população necessitada sairá da inércia e pressionará os governos a olhar de modo permanente por ela.

 

DEMISSÕES EM GUARULHOS ATINGEM MAIS QUEM TEM ENSINO MÉDIO 

O maior número de demissões em Guarulhos por causa da crise foi de pessoas com ensino médio. O pico das demissões ocorreu no mês de abril, embora maio ainda tenha tido número significativo de corte de vagas. Ainda não foram publicadas as estatísticas de junho. Os dados do Caged são apenas de trabalhadores com carteira assinada. Portanto, mostram apenas uma parte do estrago. O maior número de demitidos foi no setor de serviços (restaurantes, bares, escolas particulares, hotéis, salões de beleza, transportes de pessoas, atividades culturais e de entretenimento), embora ramos da indústria e do comércio também demitiram de maneira antes não usual. 

 

NO BRASIL, 19 MILHÕES DE TRABALHADORES AFASTADOS TEMPORARIAMENTE DO TRABALHO

Segundo o IBGE, que avalia a situação de trabalhadores com e sem carteira assinada, havia ao final de maio deste ano 19 milhões de trabalhadores afastados temporariamente do trabalho. Isto significa 20% da mão-de-obra ativa nacional. Metade destas pessoas estava sem receber remuneração. A outra metade estava no sistema de suspensão do contrato de trabalho recebendo seguro-desemprego, abaixo do valor normal de seu salário. No caso dos vendedores ambulantes, mais de um terço estava sem receber qualquer remuneração.  A maior parte dos trabalhadores afastados foram do setor de serviços e de vários ramos do comércio, As atividades menos atingidas foram a agricultura, menos afetada pela pandemia, entregadores de mercadorias, pessoal da saúde, operadores de telemarketing.

 

 

 

 

 

 

 

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

© 2017 gru360 / Aqui Guarulhos se encontra em 360 Graus 

This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now